O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que a presença do Estado nas comunidades é “a forma mais eficaz” no combate à criminalidade no país.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que a presença do Estado nas comunidades é “a forma mais eficaz” no combate à criminalidade no país.

Ao comentar o programa Territórios da Cidadania, ele afirmou estar otimista e orgulhoso diante da iniciativa.

“É a presença do Estado lá dentro, nas três esferas: o governo federal, estadual e municipal, com políticas públicas que possam dizer para o jovem que há uma esperança.

Basta ele acreditar e o governo cumprir com as suas obrigações que a gente pode tranqüilamente conquistar este jovem que está no fio da navalha entre a criminalidade e a cidadania plena, civilizada, harmônica com a sua família”.

Em seu programa semanal Café com o Presidente, Lula admitiu que o medida representa “um desafio extraordinário”, uma vez que não adianta dizer apenas que é preciso “colocar polícia” nas comunidades.

“Polícia é importante, mas é preciso que a gente organize a sociedade, dê força à juventude, às mães, aos pais.

Mas, sobretudo, que nós levemos para lá esporte, lazer, cultura, formação profissional e trabalho porque é isso que vai ganhar do crime organizado e fazer com que a juventude acredite piamente na figura do Estado. Acho que nós estamos no caminho certo”.