Mais de 40% das praias afetadas pelo terremoto e tsunami de 2011 na região nordeste do Japão foram reabertas ao público até o verão deste ano.

O tsunami forçou o fechamento de 69 praias importantes nas províncias de Iwate, Miyagi e Fukushima.

Segundo um levantamento da NHK, 30 praias afetadas, ou seja, mais de 40% do número total, foram gradativamente reabertas ao público.

Entretanto, mais da metade das praias continuam fechadas. De acordo com os governos das três províncias, algumas não foram liberadas por conta da construção inacabada de quebra-mares, do baixo número de salva-vidas e da falta de estabelecimentos com infraestrutura básica para receber o público.

O governo de Fukushima também disse não ter uma previsão para o término dos trabalhos de reconstrução após o acidente na usina nuclear Fukushima 1.

Com informações da NHK e foto reprodução do site da CCIBJ-PR