Logomarca da PUCPR.

A posse do novo reitor da PUCPR, professor Waldemiro Gremski, e a despedida do reitor que deixava o cargo depois de 4 mandatos consecutivos na instituição – professor irmão Clemente Ivo Juliatto -, não foi um mero ato formal, no começo da noite de sexta-feira 12, no Campus Rebouças da universidade. A bem da verdade, foi muito mais do que o que se poderia esperar de uma solenidade acadêmica, marcada, de início, até por uma certa solenidade, ritual acentuado pelas vestes talares coloridas dos acadêmicos – mestres, doutores, professores em geral – e a procissão de entrada, precedida pelo grão chanceler, dom Moacir Vitti, o arcebispo de Curitiba.

1 – FALA VIGOROSA

A sessão, em que também tomaram posse o vice reitor e 5 pró reitores, foi marcada por uma fala vigorosa, curta, direta, emocionada, mas absolutamente marcada por convicções. Foi o discurso de despedida do professor Clemente Ivo Juliatto. Para os que sabem ler as entrelinhas – e muitos, no auditório lotado do TUCA souberam fazê-lo – ficou a certeza de que o ex-reitor de alguma forma “cutucou” seus companheiros de fraternidade, a Congregação dos Irmãos Maristas. Especialmente quando se referiu “àqueles” que não entenderam (ou não compartilharam) seus propósitos. Aoi final de sua fala, Clemente foi demoradamente (esta é a expressão correta) aplaudido pela platéia. Palmas prolongadas, fortes.

2 – UM TRABALHO COMUM
Juliatto e Gremski são amigos, o novo reitor chegou a uma posição de destaque na PUCPR levado pelo ex-reitor. Talvez existam pequenas diferenças de visões entre os dois. Mas eles se completaram no trabalho comum . E Clemente pôde, no discurso, apresentar, em linguagem agradável, sem tom de relatório, os dados impressionantes de seu período na reitoria da Pontifícia Universidade. A começar pelo fato de ter dobrado o número de alunos e cursos, como o de doutorado, este partindo do zero para os 10 atualmente existentes. Isso tudo junto com a abordagem sobre o papel e a ação de campi como os de Londrina, Maringá e Toledo nascidos nos últimos 16 anos.

3 – A INOVAÇÃO
Clemente Juliatto disse, em outras palavras, que não se afastará da PUCPR. Pois não poderia ficar longe da universidade, disse. O novo reitor acentuou seus objetivos e suas metas de há muito levadas à prática: a internacionalização da universidade, seu compromisso com o ensino e a pesquisa ao lado da palavra chave que é Inovação. O reitor Gremski saudou a presença no ato de dois padres, velhos amigos: Lourenço Biernarski, Vicentino, que foi orientador quando seminarista da Congregação da Missão; e padre Ortigara, da Paróquia NS de Salette, de que Gremski é paroquiano.

JUÍZES FEDERAIS

Anderson Furlan

Na sexta-feira, os juízes federais do Paraná reuniram-se para eleger o juiz Anderson Furlan presidente da Associação do Juízes Federais do Paraná. Chapa única. Furlan vota a presidir a instituição. Substituirá Antonio Bonchenek.

CAMPUS DESATIVADO EM SÃO JOSÉ DOS PINHAIS
Não se sabe que futuro está reservado ao campus da PUCP/São José dos Pinhais. O que se sabe é que a universidade praticamente desocupou aquele espaço de dezenas de alqueires na área rural de São José, onde outrora funcionou um seminário dos padres dos Sagrados Corações (espanhóis). O Hospital Veterinário da PUCPR, por exemplo, já está funcionando na rua Santo Antonio, no prédio onde antes foi instalada a Rádio Clube Paranaense, recentemente vendida à Congregação dos Padres Redentoristas, Província de São Paulo, dos mesmos donos da RV Aparecida e Rádio Aparecida.

POMBOS, ARCO IRIS E ESPÍRITO SANTO
A pesquisa ampla que o mestrando em Biologia da Universidade Positivo João Rocha está fazendo sobre os pombos nas sociedades urbanas, inclui a identificação dos grandes protetores desses chamados “ratos de asas”. Segundo o mestrando Rocha, mulheres, idosas, com tendências a serem coletoras (guardam e recolhem e compulsivamente todo tipo de utensílios) são as responsáveis pela alimentação dos pombos, bem como por protegê-los. Essas muklheres são geralmente católicas e associam os pombos à Paz e à simbologia católica que identifica o Espírito Santo com pombos. Na rara simbologia evangélica, a ideia do Espírito Santo é representada pelo arco-iris.

FATO EM FOTO

“QUASE MORTE”
Recente reunião de dirigentes e apoiadores do Instituto Ciência e Fé, para organizar debate e mesa redonda sobre o tema Experiência de Quase Morte: em cima, da esquerda para a direita, Antonio Carlos Costa Coelho, Raul Ansemi Junior, Euclides Scalco, Waldemiro Gremski, Eliane Fontoura, Aroldo M.G.Haygert, Jubal Dohms; Em baixo: Guilherme de Souza, Hélio de Freitas Puglielli, Cícero Urban e Laércio Furlan.


LIVRO DOS NOVOS
Na noite de lançamento do “Livro dos Novos”: Carlos Deiró, Fábio Campana, Ilana Lerner Hoffmannn. No Pátio Batel, quinta-feira, dia 12.

CARTAS

(correspondências para a coluna: aroldo@cienciaefe.org.br)

SOBRE A PALESTRA DE PAULO EUGÊNIO
Meu Prezado Aroldo Murá: Não consegui ir à palestra e justifiquei por email. Mas, através do “You Tube” acompanhei a tua palavra e “indicadores excelentes” da magnífica palestra do “Ciência e Fé” a respeito de Deus proferida pelo Professor Emérito Paulo Eugênio Anunciação, Mestre em Física. Falar em Física e Universo, os 450 anos da Fundação da Universidade de Genève, onde estudei e fui “Chargé de Cours” substituindo naquela época o nosso Ex-Ministro de Comércio Exterior do Brasil, Antonio Patriota.

GENÈVE

professor Paulo Eugênio Anunciação

A Universidade de Genève foi fundada por Calvino cerca de 450 anos, e nos festejos estive presente e foi esplendorosa a comemoração. Abro parênteses para dizer que trouxe farto material para o centenário da nossa Universidade Federal que foi muito discreto. Lá em Genève e em outras faculdades festejos foram durante o ano inteiro, em comunhão com a comunidade, palestras, festejos etc., etc. No ano passado, o nosso centenário aqui foi diferente, segundo a escritora, historiadora etc. etc. e uma das pessoas que mais conhece e exalta a nossa Universidade Federal, a historiadora Cassiana de Lacerda. Em Genève foi comemorado com esplendor.

Uma das inúmeras atrações foi um evento realizado através de um túnel construído por uns 150 metros, em que o visitante acompanhava o Big Bang desde a sua explosão, tudo em túnel escuro e com jogo de luzes, com todas as explosões e a transformação da ciência e humanidade com várias explicações físicas até os tempos de hoje. Este modelo foi patrocinado por uma fundação dos maiores cientistas do mundo entre eles britânicos. Após percorrer 300 metros, chegam ao final, inclusive com exposição das galáxias e estrelas, matéria e energia, mostrando, portanto, desde o início do Universo até o momento atual a energia cósmica. No final há um resumo de tudo e os cientistas concluíram que do nosso Universo só conhecemos 4% (quatro por cento) até essa data.

BURACOS NEGROS
Stefhen Hawking, com seus buracos negros, considerado por muitos o mais brilhante físico, desde Einstein, condena nos religiosos, no meu caso católico, apostólico e romano, com o argumento que acreditamos em lendas e temos medo de quartos escuros.

Nos estudos de primário, ginasial e científico, atravessei a Praça Santos Andrade e fiz o meu curso de Direito na Universidade Federal. Em seguida e falando de religião, viajei por vários países, primeiro estudando e depois através do International Trade Center, órgão das Nações Unidas em Genebra, palestrando sobre o comércio exterior em vários países (uns 23 mais ou menos) e na República Dominicana, do famoso Rubirosa, um verdadeiro Casanova ou Dom Juan, tive uma interessante revelação da força de Jesus Cristo no nosso mundo. Rafael Trujillo que foi um ditador sanguinário de 1930 a 1961 e a cidade capital do país, Santo Domingo, foi denominada pelo Ditador “Ciudad Trujillo” e o calendário mudado para tantos anos do Governo Trujillo e as frases e cartazes por toda a parte, falavam de “Deus é Trujillo”. O Que mais me impressionou foi o calendário Trujillo, “tantos anos do governo Trujillo e que caiu em maio de 1961, um domingo em que ele foi assassinado. Os livros de colégios em todo o mundo sofriam com essa “diatribe”.

JESUS CRISTO
O calendário que nos chamamos de universal, passa a ser o do nascimento de Cristo. Basta ver que Sócrates, por exemplo, nasceu em 460 a.Cristo e 399 a.Cristo, Aristóteles 354 a.C. 322 a.C. e assim por diante.

Os calendários chineses, judaicos e israelita, republicano, etc. Ou seja, demonstra exemplo futuro no ano de 2.200, para se ter uma referência, a história, portanto, se eterniza o nascimento de Jesus Cristo, em todo mundo o calendário sempre será fundamentado em Jesus Cristo e a vinda do mesmo ao mundo.Algo impossibilitado de ser uma realidade, se não fosse ao meu entender, mais um dos grandes milagres de Jesus.

CIÊNCIA E FÉ

Fernando Antonio Miranda

Enfim meu estimado Aroldo Murá, o Instituto Ciência e Fé têm contribuído, e muito, para esclarecer com temas fundamentais a procura da verdade, a força da Ciência e da Fé, nos faz meditar e verificar na prática da Vida que o conhecimento, a Fé e a Ciência muitas vezes dissolvem o “Problema”. Estou lendo atualmente a “Visão do Paraíso” de um dos grandes nomes do Pensamento Brasileiro, Sérgio Buarque de Holanda, que entre outros temas, fala do Paraíso Terreal, que os antigos navegadores procuravam o paraíso e que a crônica da Companhia de Jesus impressa em 1663 “sétimos últimos parágrafos”, vinha explorando a teoria que na América, o Paraíso, e mais precisamente no Brasil.

E o Padre Nóbrega, o de maior importância da Companhia no ano de 1549, ia à mesma direção na página antológica de Rui Pereira e uma carta que em 1560 endereçou aos Padres e Irmãos de Portugal. Nela se Lê: “se houvesse paraíso na terra, eu diria que agora o havia no Brasil” e mais: “quanto ao de dentro e de fora, não pode viver senão no Brasil, quem quiser viver no Paraíso Terreal”.

FERNANDO ANTONIO MIRANDA, advogado, Curitiba.

MÉDICOS ESPÍRITAS

Médico Laércio Furlan

Prezado Professor,
No apagar das luzes de 2013, quero renovar o meu agradecimento pelo convite para compartilhar da reunião do dia 8 (Instituto Ciência e Fé de Curitiba). Participar de um grupo seleto de pessoas com o objetivo científico de procurar o entendimento de fatos reais da vida, foi para mim uma grande experiência. Aproveito esta oportunidade para desejar ao Senhor e a toda Equipe, os melhores votos de Boas Festas e Feliz Ano Novo e reafirmar que Jesus, o grande esquecido nestes dias, continua sendo o Nosso Modelo e Guia – e seu Evangelho, o maior Código Universal de Ética.Abraço fraternal.

LAÉRCIO FURLAN, Presidente da Associação Médico-Espítita do Paraná, Curitiba.

ESPETÁCULO DE NATAL PELO EVANGÉLICO
Quem adquirir ingresso para o evento beneficente do Hospital Evangélico de Curitiba no Teatro Guaíra, na próxima terça-feira (17), vai concorrer ao sorteio de um carro zero quilômetro da marca Renault, modelo Sandero “Authentique” 1.0. O objetivo do espetáculo denominado “Saúde é um ato de amor” é arrecadar fundos para a compra de material de uso hospitalar. No programa constam a apresentação do clássico de Natal “Quebra Nozes” pelos integrantes da Escola de Dança Teatro Guaíra, e o show da banda de rock curitibana Blindagem com a participação especial do cantor Zé Rodrigo.

A abertura do evento, às 20 horas, estará a cargo do ator e diretor João Luiz Fiani. Os ingressos podem ser adquiridos no Hospital Evangélico (Alameda Augusto Stellfeld, 1908 – Bigorrilho) ou pelo telefone (41) 3240-5000. A inteira custa R$ 100,00 e a meia-entrada R$ 50,00.Cada ingresso será trocado no teatro – no dia do espetáculo – por um ticket contendo cinco números. O número vencedor será sorteado pela Loteria Federal da Caixa no próximo dia 28 de dezembro.

_________________________________________________________________________________

Esta coluna é publicada diariamente no jornal Indústria&Comércio.

Para acessar a coluna diretamente, basta acessar

http://www.icnews.com.br/editoria/colunistas/aroldo-mura

 

COMPARTILHAR
AnteriorFalsas palavras
PróximoOsmoze,15 anos