O principal índice da Bovespa fechou em alta nesta quarta-feira, refletindo o cenário internacional mais positivo, com investidor monitorando o avanço da tramitação da reforma da Previdência.

O Ibovespa subiu 1,43%, a 102.043,11 pontos. O volume financeiro da sessão somava 15,46 bilhões de reais.

Após líderes da União Europeia concordarem na véspera em nomear a francesa Christine Lagarde como nova presidente do Banco Central Europeu, os mercados fizeram apostas de que ela seguirá os passos ‘dovish’ de Mario Draghi.

Além disso, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou dois indicados aos cargos vagos na diretoria do Federal Reserve que têm o mesmo viés.

Para o analista Matheus Soares, da Rico Investimentos, o índice se sustentou no “ambiente externo mais favorável”, com indicação de nomes de viés mais expansionista, “que podem manter a taxa de juros mais baixa por mais tempo”.

Em Brasília, tudo indica que o parecer do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), relator da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados, deve ter uma terceira versão, o que deve adiar a votação, segundo deputados envolvidos nas discussões. Mas o presidente da comissão, Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou que a leitura dos ajustes pode ocorrer ainda nesta quarta-feira.

DESTAQUES

– VIA VAREJO valorizou-se 8,81%, dando sequência à valorização recente, com expectativas relacionadas à mudança no comando da rede de móveis e eletrodomésticos. Desde que o veterano do varejo Michael Klein foi eleito para a presidência do conselho de administração, no último dia 26 de junho, os papéis acumulam alta de mais de 15%.

– GOL ganhou 9,59%, após o Goldman Sachs elevar a recomendação para as ações da empresa, avaliando que a companhia aérea deve ser a maior beneficiária da suspensão das operações da Avianca Brasil. AZUL avançou 4,13%.

– B3 subiu 2,26%. O complemento de voto do relator da reforma da Previdência retirou referência a bolsas de valores” no trecho que trata de aumento da alíquota da contribuição social sobre lucro líquido.

– ITAÚ UNIBANCO PN subiu 1,72% e BRADESCO ON avançou 1,35%, reforçando o viés de alta no pregão.

– VALE caiu 0,19%, após forte queda na véspera quando o mercado se assustou com potenciais desdobramentos de relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Senado que investigou rompimento de uma barragem da empresa em Brumadinho (MG) em janeiro.

– PETROBRAS PN teve elevação de 1,16% e PETROBRAS ON ganhou 1,02%, em dia de alta dos preços do petróleo no exterior, além de anúncios sobre oferta secundária de participação da estatal na BR Distribuidora e início de fase não vinculante para venda de campos terrestres na Bahia.

– BR DISTRIBUIDORA avançou 1,69%, após divulgação de prospecto de oferta secundária de ações da companhia detidas pela Petrobras.

Fonte: Reuters