Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, outono e inverno são os períodos em que há maior procura por procedimentos cirúrgicos estéticos e reparadores, e registra aumento de até 50% no número de cirurgias realizadas. Esses meses proporcionam as melhores condições físicas e sociais para potencializar os resultados desejados.

O médico cirurgião plástico Bruno Legnani ressalta que a maioria das cirurgias plásticas tem seu tempo completo de recuperação e os resultados finais aparecem em até seis meses, porém, a partir de 30 dias, já é possível voltar às atividades normais. “A abdominoplastia leva um tempo maior de recuperação, algo em torno de três a seis meses. Porém, procedimentos como lipoaspiração e silicone já apresentam resultados satisfatórios com 45 dias”, afirma. Para quem quer estar recuperada até o verão, é preciso avaliar o tempo de recuperação de cada procedimento.

Legnani explica que, além do período favorável para cirurgias, o paciente deve escolher a época em que a dedicação para a recuperação possa ser a melhor possível, em relação a tempo, cuidados e disponibilidade. “Devemos levar em conta que nos meses frios a propensão a edemas é menor, assim como a exposição aos raios solares, menor inchaço e menos incômodo com o uso da cinta, necessária em algumas cirurgias”, avalia.

Legnani ressalta que, em qualquer cirurgia plástica que for realizada, é imprescindível escolher um bom profissional, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, além de realizar o procedimento em um centro cirúrgico, devido às necessidades que o paciente ou o médico possam apresentar ao longo e pós-cirurgia.