Governo quer contratar 9,5 mil para reduzir fila do INSS

282

A força-tarefa para reduzir a fila de espera do Instituto Nacional do Seguro Social, INSS, deve contar com um contingente maior que o inicialmente anunciado pelo governo federal. Conforme a nova expectativa, serão contratados 9,5 mil profissionais — 8 mil militares inativos e aposentados do serviço público federal, além de 1,5 mil servidores aposentados do instituto, informa a Folha de S.Paulo.

Em janeiro, o Ministério da Economia anunciou a admissão de 7 mil militares para o atendimento em postos do INSS a fim de reduzir o estoque de 1,3 milhão de pedidos de benefício em atraso. A ideia, no entanto, enfrentou resistência do Tribunal de Contas da União. Por isso, o governo precisou reformular o planejamento, com a contratação de civis.

Agora, a ideia é que militares reservistas e aposentados civis atuem nas agências da Previdência Social e na parte administrativa. Já os aposentados do INSS devem fazer exclusivamente a análise dos requerimentos de benefícios, como aposentadorias e pensões.

Com imagem e informações da Folha