Governo lança projetos do BRDE voltados à inovação e apoio a startups

422

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lançou nesta quinta-feira (12) dois projetos do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) voltados à inovação: o BRDE Labs e o Fip Anjo. O objetivo é apoiar, capacitar e aportar recursos a startups que desenvolverão soluções para diversas áreas, mas com foco principal no agronegócio.

O BRDE Labs fará a seleção e aceleração de empresas startups, que desenvolvam soluções preferencialmente ao agronegócio, mas também empreendimentos voltados para a indústria 4.0 – IoT (Internet das Coisas), tecnologia da informação, energia, educação, saúde, logística e meio ambiente. A proposta é aproximar empresas inovadoras, academia e potenciais clientes, também levando a inovação ao Interior do Estado.

O programa será realizado em parceria com a Hot Milk, aceleradora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), com apoio de cooperativas agroindustriais e clientes do BRDE. Após um processo de capacitação, startups consolidadas dentro da aceleradora poderão ter acesso a fundos de investimentos e linhas de créditos operadas pelo BRDE.

Um desses fundos é o Fip Anjo, chamada do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) voltada às startups e no qual o BRDE fez um aporte de R$ 15 milhões, que será destinado a empresas da região Sul.

Ratinho Junior afirmou que o Estado deve ser um grande indutor da inovação, que melhora os serviços e geram emprego e renda para a população, tanto na cidade como no campo. “Temos que trabalhar com o que temos de melhor nessa área. Por isso vamos potencializar os projetos de tecnologia no campo, já que o agronegócio está cada vez mais tecnológico, saindo da enxada e indo para os tablets e smartphones”, disse.

O governador ressaltou que o governo busca incentivar o ecossistema de inovação do Paraná, reunindo iniciativas e o know how do Estado, prefeituras, academia e do setor produtivo. Um exemplo foi o credenciamento de 18 parques tecnológicos em todas as regiões do Estado, para estimular o ambiente de inovação paranaense.

“O mercado de inovação gera muitos empregos. Temos empresas no Paraná que começaram há poucos anos como startups e já têm centenas de funcionários, uma mão de obra qualificada que recebe bons salários”, ressaltou o governador. “Trabalhamos muito para incentivar esse setor, o Paraná tem 18 parques tecnológicos espalhados por todo o Estado. Cidades como Londrina, Toledo, Curitiba e Pato Branco têm grandes empresas de base tecnológica”, citou.

Com AEN