A MP proíbe a venda de bebidas alcoólicas em estabelecimentos às margens das rodovias federais. O texto está no Congresso e será negociado pelos deputados da base, adiantou o ministro.

O ministro da Justiça, Tarso Genro, admitiu hoje a possibilidade de permitir que bares e restaurantes que ficam em rodovias federais, dentro de perímetros urbanos, podem ficar de fora da lei seca, imposta por uma medida provisória (MP), publicada às vésperas do carnaval. A MP proíbe a venda de bebidas alcoólicas em estabelecimentos às margens das rodovias federais. O texto está no Congresso e será negociado pelos deputados da base, adiantou o ministro.
"Os queixosos dizem que isso prejudica a concorrência, distorce a concorrência", relatou. Apesar do possível recuo, Genro afirmou que o cerne da MP será mantido. "Temos que fazer modificações negociadas, mas sem que se tire a clareza do sentido da MP, que é criar dificuldades para que o motorista beba", esclareceu. Tarso participou hoje de solenidade no Supremo Tribunal Federal (STF), para a assinatura de um convênio para troca de informações.