Para o chefe dos juízes da CBF, dos 474 árbitros do quadro nacional, dez deles  na FIFA, apenas seis ou sete tem condições de apitar qualquer jogo no Brasil
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O atual chefe da Comissão Nacional de Arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, disse na  semana passada que para ele, apenas seis ou sete árbitros tem condições de apitar qualquer jogo no Brasil.

A declaração foi dada ao ex-árbitro FIFA e atual comentarista de arbitragem Carlos Simon no programa #Expedientefutebol nos canais Fox Sports. Segundo Gaciba, a Seleção Nacional de Arbitragem de Futebol (Senaf), atualmente conta com 474 juízes entre árbitros e assistentes habilitados, desses aproximadamente 230 são árbitros. Ou seja, apenas 3% do quadro nacional tem a confiança dele para qualquer escala.

O ex-árbitro FIFA, eleito por quatro anos melhor do apito no país, não perdoou nem mesmo o badalado quadro internacional. Para ele o fato de pertencer ao quadro internacional não é sinal que o árbitro esteja preparado para atuar em qualquer partida, o que confirma o que defendemos a muito tempo que o quadro FIFA do Brasil é de baixo nível técnico e formado politicamente sem qualquer critério ou meritocracia.

“Nem mesmo os árbitros da FIFA acredito eu que todos eles estejam preparados para todos os jogos” – disse Gaciba.

O Apitonacional entende que o chefe do apito brasileiro foi muito otimista na sua analise, pois no nosso entender, na atualidade, apenas dois árbitros– o paulista Raphael Claus e o gaúcho Anderson Daronco – tem essas condições. Outros dois (Leandro Vuaden e Marcelo de Lima Henrique) também teriam, mas o limite físico devido à idade avançada para a função tira essas condições dos dois.

Fora esta afirmação, que não é novidade para ninguém, o chefe dos árbitros não falou nada de novo e não apresentou nenhum projeto ou novidade, o que deixa bem claro que o principal projeto do Gaciba para aceitar o cargo foi saltar de um salário de cerca de 20 mil que ganhava na Globo para um de 50 mil que ganha agora na CBF.

Com informações dos sites apitonacional.com.br e twitter.com/Valdircbicudo