Cleverson Marinho Teixeira : “Não podemos nos omitir”

O advogado paranaense Cleverson Marinho Teixeira, ao analisar o atual cenário político brasileiro, tendo em vista a proximidade das eleições, disse que “inúmeras tem sido as promessas, mas muito pouco a demonstração de formas de atingir os objetivos, com as quais devemos e possamos contribuir. Gostaria de ver como os candidatos pretendem fazer para que prevaleçam a verdade, a liberdade, especialmente liberdade de empreender e de podermos vencer a burocracia e as regalias dos que integram os organismos estatais; vê-los servir com denodo o povo brasileiro. A ação política estabelece as leis, portanto o direito e consequentemente as formas de realizar justiça.” Segundo o advogado, “o Estado deve promover estímulos, mas não conduzir as iniciativas de empreender, trabalhar e produzir com honestidade e observância das leis, leis bem feitas, que concretizem princípios do bem e capazes de melhorar as condições de vida do ser humano.”
E prossegue: “A ideologia do empreendedorismo não elimina o princípio de solidariedade, que orienta a ação do estado no sentido de suprimir as necessidades de quem necessita e não possui, ao menos no momento, as condições principalmente de sobrevivência, saúde e educação, que também compreende o ensino para o exercício profissional.”
O advogado Cleverson Marinho Teixeira, enfatiza ainda que “não nos faltam recursos naturais nem intelectuais para sobrevivência e bem estar; enfim realizarmos nossas vidas, nossos sonhos e ideais. Implementemos os melhores princípios de governo, cidadania, produção, comércio, serviços, dentro de um sistema que preserve a liberdade, a verdade, a justiça e a solidariedade”.
Mais adiante, salienta que “o futuro presidente da república não deve se submeter ao toma lá dá cá de benefícios particulares escusos. Deverá elaborar projetos com bom senso, espírito democrático, inteligência, viabilidade, qualidade, enfim para efetivar o Brasil que as pessoas de bem almejam.
Comunicar ao povo antes mesmo de os encaminhar ao Congresso ou colocá- los em prática, com vistas a buscar a compreensão e o apoio da opinião pública.”
E acrescenta: “Não podemos nos omitir. As práticas políticas nos acompanham em nosso dia a dia. Não esqueçamos que é delas que nascem as leis, às quais todos nós é o Poder Judiciário estão submetidos, bem como os atos administrativos que regem grande parte de nossos destinos, incluídas as questões que envolvem segurança e tantas outras condições que influem em nossas vidas”.


Road Show Acrefi na ACP dia 25

Hilgo Gonçalves, presidente da Acrefi:  “Precisamos levar em consideração nossas experiências vividas nos últimos anos”

O economista Sérgio Valle, da MB Associados, é um dos especialistas convidados pela Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi) e Associação Comercial do Paraná (ACP) para participar, na terça-feira (25/09), em Curitiba, do seu tradicional Road Show no Auditório da Associação Comercial do Paraná (Rua XV de Novembro, 621), das 8h30 às 12h. Em sua participação, Valle traçará um cenário em uma perspectiva macroeconômica e política.

O evento contará ainda com as presenças de Hilgo Gonçalves, presidente da Acrefi; Gláucio José Geara, presidente da Associação Comercial do Paraná na abertura do evento – além de Leandro Bissoli, sócio do escritório Patricia Peck Pinheiro Advogados, que abordará: ‘Proteção de Dados e Ciber Segurança – Como fica com a nova lei de proteção de dados pessoais brasileira LGPD 13.709 e Resolução 4658 Bacen e Circular 3.909; Cristiane Rodrigues, e Daniel Gomes, da Cassiopae, apresentarão: ‘Garantias: Obtenha Segurança na Concessão de Crédito’; André Massaro, professor de Educação da B3 cujo tema será ‘Educação Financeira’; e Mauro Melo, CEO da Credilink, que discutirá sobre: ‘Segurança no Crédito Digital’.

De acordo com o presidente da Acrefi, Hilgo Gonçalves, eventos como estes são oportunos para compartilhar informações e aumentar o conhecimento das pessoas em assuntos importantes do mercado econômico e financeiro. “Estamos em um momento onde é demandado de todos nós escolhas conscientes, seja no campo político, nas nossas decisões pessoais ou empresariais. Precisamos levar em consideração nossas experiências vividas nos últimos anos e os desafios enfrentados que, seguramente, contribuirão para tempos melhores. Temos condições de ter uma trajetória de crescimento superior se continuarmos priorizando a agenda de reformas”, pontua.

Segundo ele, o programa de Cidadania Financeira liderado pelo Banco Central tem produzido resultados importantes. “Os consumidores têm buscado crédito de forma mais consciente contribuindo, dessa forma, para uma redução do endividamento das famílias e estabilidade da inadimplência. Isso impacta em maior oferta do crédito pelas instituições financeiras, dentro de um contexto de maior responsabilidade e educação ao consumo. Projetamos que o Crédito com Recursos Livres para Pessoa Física, que já acumula expansão de 4,7% no ano até julho, terá uma expansão na ordem de 5 a 7% em 2018”, destaca Hilgo.

O presidente da entidade acredita também em um crescimento do PIB- 2018 na ordem de 1,3%. “Temos um cenário de juros que deve ficar em torno de 6,5% e a inflação abaixo do teto da meta, em 4,1% (meta é de 4,5%). No longo prazo, acreditamos que a aprovação do Cadastro Positivo, incluída na Agenda BC+ do Banco Central, poderá aumentar consideravelmente a oferta de crédito no mercado, aumentando a relação crédito/PIB e ainda contribuir na redução da inadimplência e em juros menores. É um impacto importante que favorece o crescimento do Brasil”, finaliza.

A ACREFI – Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento foi fundada em 1958 com o objetivo de congregar as empresas do setor, defender seus legítimos interesses, fortalecer as relações entre os associados e promover o desenvolvimento de suas atividades.


Foz sedia 18ª. edição da Termatalia

Alejandro Rubín, Diretor do Evento Termatalia e Gilmar Piolla, Secretário de Turismo da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu. Pimenta Nativa Fotografias

A cidade de Foz do Iguaçu sediou a 18ª. edição da Termatalia – Feira Internacional de Turismo Termal, Saúde e Bem-Estar, América Latina), reunindo  em Foz do Iguaçu mais de 2.500 profissionais de saúde e bem estar do turismo de 34 países que reforça mais um ano como a grande referência mundial no setor.

Com presença de empresas e profissionais da América Latina e Europa e também incorporando Ásia-Pacífico, a Termatalia Brasil 2018 reuniu 200 expositores, 25 operadores turísticos internacionais e 60 especialistas que participaram  do XIII Encontro Internacional sobre Água e Saúde. Sob o slogan “O poder da água”, a feira foi  realizada no Centro de Convenções de Mestre Hotel Recanto de Foz do Iguaçu .

A Termatalia Brasil foi apresentada no recinto de feiras pelo secretário de turismo da prefeitura municipal de Foz do Iguaçu, Gilmar Piolla; pelo representante da Itaipu Binacional, Tercio Albuquerque, e pelo diretor geral da Termatalia, Alejandro Rubín. Eles destacaram o potencial de Foz de Iguaçu para se tornar premier SPA de destino e destacou a oportunidade da  feira “mostrar o potencial do Aqüífero Guarani. Somos um destino de água, também o turismo termal e de saúde é mais uma opção que queremos oferecer àqueles que nos visitam “, como explicou Piolla.

Com o negócio e conhecimento como os dois principais eixos de Termatalia Brasil o objetivo do evento foi  agir como um catalisador no setor do turismo de saúde em todo o mundo colocando o foco principal sobre a valorização dos recursos naturais como a água . O sucesso profissional das últimas edições da Termatalia impulsionou o interesse dos países da América Latina em desenvolver seus recursos térmicos seguindo o modelo europeu. Este interesse é refletida pela abordagem das autoridades de diferentes destinos representados com a  presença de grandes delegações de empresários do setor termal em muitos países africanos, enfatizando as da Argentina, Colômbia, Chile, Espanha, Cuba, Equador ou Costa Rica.

Diretor do Evento Termatalia,  Alejando Rubin Carballo, Diretor do Evento Termatalia;  Vinicius Lummertz, Ministro do Turismo; Generala de Turismo de Galicia/ Espanha, Naba Castro;  o Conselheiro de Turismo e Termalismo da Câmara Municipal de Ourense, Jorge Pumar. Pimenta Nativa Fotografias

Foz de Iguaçu foi o local escolhido porque é uma cidade cujos principais recursos econômicos estão intimamente ligados à água. Ali  as famosas cataratas estão localizadas em todo o mundo, que lhe dão o nome, e abriga também a maior usina hidrelétrica do mundo, a Itaipu Binacional. É o segundo destino escolhido pelos estrangeiros que visitam o Brasil. Tem uma localização privilegiada, na tríplice fronteira do Brasil com a Argentina e o Paraguai (com os quais compartilha as famosas cataratas) e no centro geográfico do Mercosul. Para a posição estratégica, “Destiny Iguaçu” torna-se um destino acessível para a América Latina e muito atraente para outros países de outros continentes que desejam participar como expositores ou visitantes para Termatalia Brasil 2018. Além de hosts locais, Termatalia foi contou com  a colaboração do Governo da Galiza através da Agência Galega para o Turismo, a cidade da capital termal de Ourense e do Conselho Provincial de Ourense.

O encerramento oficial desta edição contou com a presença de Marcos Stamm, diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, acompanhado do secretário de turismo de Foz do Iguaçu, Gilmar Piolla; pelo vereador do Termalismo de Ourense, Jorge Pumar; pelo deputado do Termalismo de Ourense, Ana Villarino; pelo senador Francisco José Fernández e pelo diretor geral da Termatalia, Alejandro Rubín.

Termatalia 2020

Antes da cerimônia oficial de encerramento foram apresentados três candidatos para sediar a próxima edição da Termatalia na América será em 2020, como em anos ímpares feira é sempre realizada em seu local original: a cidade de Ourense. Equador, Colômbia e a província argentina de Entre Ríos fizeram uma apresentação de seus recursos térmicos e as razões pelas quais eles querem se tornar a sede da Termatalia. O local escolhido será comunicado na próxima edição da feira que terá lugar em Ourense, em setembro de 2019.


Curitiba Tax Talks será em outubro

No próximo dia 01 de outubro, às 19h, a capital paranaense recebe a edição do Curitiba Tax Talks, que apresentará grandes nomes do Direito para falar de temas como desafios tributários da economia digital, criptomoedas, arbitragem tributária no Brasil e Portugal, entre outros temas que norteiam as relações sociais da atualidade. O evento será realizado no auditório do Edifício Toronto (Av. Mal Floriano Peixoto, 672, Curitiba) e as inscrições custam R$ 30 e podem ser feitas pela internet no link: https://bit.ly/2pbIZpE

O Curitiba Tax Talks pretende discutir as tendências de resoluções de conflitos jurídicos impulsionadas por esse contexto e latentes no cenário tributário no que tange as novas tecnologias, com a participação de Betina Treiger Grupmacher, Dayana Uhdre, Cassius Lobo, Thatiane dos Santos Piscitelli, Tania Carvalhais Pereira (Portugal) e Sofia Monteiro. O encontro é promovido pela Associação Brasileira de Estudos Fiscais – ABREF, com patrocínio do escritório Küster Machado Advogados e Legal Hub e apoio da CAMES Brasil – Câmara de Mediação e Arbitragem Especializada e Grupo Bitcoin Banco.