ForMóbile 2018: o morar no futuro

890

Entre 10 e 13 de julho realizou-se em São Paulo uma das principais feiras de negócios, em âmbito global, em materiais, acessórios e tecnologia para o setor de móveis e interiores: a ForMóbile. A feira bienal, grande referência na América Latina para a indústria madeira-móveis, é considerada uma forte apontadora de tendências sobre o que será incorporado – em conceito e também em cores, texturas, matérias-primas, insumos, acessórios, dispositivos e acabamentos – no design de móveis, interiores, áreas externas, arquitetura e construção nos próximos anos.

Nesta edição da Coluna Archi & Design, trazemos uma seleção de tendências apontadas pela ForMóbile 2018.

Mescla de Materiais

A composição de materiais diversos em um mesmo projeto ou peça de mobiliário são uma tendência marcante. Pode se dar tanto em materiais naturais quanto em padrões, tanto em painéis e outros substratos quanto em revestimentos diversos, além de acabamentos, abrangendo madeira, pedra, vidro, metal, couro e tecido, entre outros.

Estande da Arauco na ForMóbile: combinações sofisticadas de materiais se destacam também nas opções oferecidas pelas fabricantes de painéis revestidos. Crédito foto: Divulgação

Cores

As cores como um elemento de expressão de personalidade na decoração, em cartelas variadas e composições surpreendentes é uma proposta que tende ao crescer na decoração, como evidenciado na ForMóbile e também no Salão de Milão, em abril, na Itália.

Cores como um forte elemento de expressão no decor são um highlight evidenciado na ForMóbile, mostrado aqui no estande da Duratex. Crédito foto: Divulgação

Naturalidade

Madeiras naturais e revestimentos diversos em padrões de madeira são um highlight, em alinhamento com propostas em pedras ornamentais (naturais ou em padrões fantasia) e outros elementos que dialogam com materiais provenientes da natureza. Trata-se de uma naturalidade elegante e, muitas vezes, também cheia de espontaneidade e calor, aconchego.

 

A Interprint, líder mundial em design de decors, apresentou na ForMóbile a coleção inédida de decors inspirados em madeiras locais, como o Cumaru (foto), o Ipê e o Freijó. Crédito foto: Daniel Derevecki

Texturas

A valorização das texturas, em diálogos diversos na composição de móveis e ambientes, é outra tendência em destaque na Formóbile 2018, em matérias-primas e padrões diversos.

A fabricante de painéis de MDF Sudati destacou na ForMóbile seu portfólio de mais de 30 padrões, apresentando 5 lançamentos entre padrões madeirados e unicolores: Louro Freijó, Glamour, Nerello, Chenin Blanc e Arinto. Crédito foto: Divulgação

Formas Envolventes

Materiais e tecnologias que permitem o trabalho de desenhos cada vez mais originais e envolventes, resultando em formas de movimentos surpreendentes e cheios de personalidade, abrem um amplo caminho para o design, ocupado com graça, elegância e muita presença por fabricantes e profissionais da criação.

Mobiliário da marca Schuster, como a icônica cadeira Pantosh, projeto do estúdio Lattoog Design, em exposição no estande da Bonardi Compensados, fornecedora de lâminas naturais e pré-compostas, no Espaço Madeira. Crédito foto: Divulgação

Mostra Container: tendências e sustentabilidade em arquitetura e interiores

Inaugurada em agosto, a Mostra Container  coloca  arquitetura  sustentável  e tendências em arquitetura e interiores em  evidência. A residência que abriga a mostra é  a  primeira  de  Curitiba  a  receber  a criteriosa certificação  de  sustentabilidade  GBC Brasil,  reconhecida  internacionalmente. Além  disso, trata-se da primeira casa de container e steel frame a receber esta certificação, que considera critérios de  inovação,  liderança,  responsabilidade  social  e  gestão  ambiental.

A  primeira  edição  da  Mostra  Container,  se realiza nos meses de agosto e setembro, com visitas agendadas entre 15/8 e 21/9, na Estr.  Ângelo  Pianaro,  1631, Butiatuvinha,  Curitiba.   A mostra apresenta um trabalho que vem sendo desenvolvido  desde  2015.  São mais de 30  profissionais  da  arquitetura  e  design  participantes, dentro da proposta de projetar  uma  casa dentro  das  noções  de  sustentabilidade  e  consciência  ambiental.  Os  23  ambientes  que  compõem  a  casa  se  distribuem  em  375  m²  e  dois  setores:  área  de  viver  e  estar,  no  térreo;  e  área  de  criar, no  primeiro  andar.

Na última semana, a coordenadora-geral da Mostra Container, Tatiana Hultmann, recebeu convidados para comemorar a finalização da obra. O coquetel contou com a participação dos arquitetos que assinam os espaços e fornecedores, além da imprensa.

Serviço:

Visitas agendadas. Período:  15/08  a  21/09.  Horários:  seg-sex:  13h30  / 15h30  /  17h30  /  19h30  /  20h20  |  sáb:  11h30  às  12h30|  Estr.  Ângelo  Pianaro,  1631, Butiatuvinha,  Curitiba  (PR).

Crédito  foto: Tatiana  Hultmann
Crédito  foto: Tatiana  Hultmann

Projetada  pela  artista  Tatiana  Hultmann Stavitzki, com  participação E  consultoria de  Felipe  Guerra, do  engenheiro  mecânico  Fabiano  Marcone, do  escritório  Jessika  Bona Arquitetura,  a  fachada simétrica  em  tom  cinza da residência que abriga a Mostra Container segue  proposta  minimalista.   No exterior,  não  revela  que  a  estrutura  da  casa  é feita  em  container.  Já  a  fachada  lateral,  em  frente  ao  bosque,  mostra  os  containers  em  tom  gelo,  deslocados, e  toda  a  volumetria  proposta. Trata-se do primeiro  impacto para  quem  avista a  residência  na  entrada  do  condomínio.

O arquiteto Luiz Maingué no Espaço Zen, de sua autoria. Crédito foto: Gerson Lima
Os profissionais que participam da Mostra Container. Crédito foto: Gerson Lima