A Fomento Paraná é a mais nova instituição estadual a aderir aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O termo de compromisso foi assinado nesta terça (30) pelo diretor-presidente da instituição, Heraldo Neves, a vice-presidente do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Paraná (Cedes), Keli Guimarães, e o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega.

O Paraná é reconhecido como o primeiro Estado do mundo a aderir às metas globais definidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o desenvolvimento sustentável, compostas por um conjunto de 17 objetivos e 169 metas que devem ser cumpridos até 2030. Entre os objetivos estão a erradicação da pobreza e da fome, a melhoria das condições de saúde e bem-estar, educação de qualidade, igualdade de gênero, água potável e saneamento, energia limpa e acessível, trabalho digno e crescimento econômico, entre outras intenções.

O diretor de Operações do Setor Público da Fomento Paraná, Wellington Dalmaz, será o coordenador das ações para implantação dos ODS na instituição. “Queremos usar os ODS como base para nossas linhas de crédito no setor público e no setor privado”, afirma Dalmaz.

Segundo Dalmaz, a Fomento Paraná vai adequar também os processos de análise das operações de crédito privadas, especialmente para micro e pequenos empreendedores, para que com base nessas diretrizes eles possam ter uma redução na taxa de juros e um alongamento dos prazos de amortização dos financiamentos contratados com a instituição.

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Fernando Guimarães, órgão que vem trabalhando para a implantação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável nos municípios paranaenses e reconhecido como entidade consultiva da ONU, ressaltou a importância da criação de indicadores para avaliar a efetividade das políticas públicas criadas com base nos ODS.

Foto: AEN/PR