Flávio Arns: decisão foi revista (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

A conhecida capacidade que o ex-senador Roberto Requião de Mello e Silva tem de criar “fake news” e desancar a honra do próximo é muito conhecida. Vem de dezenas de anos.

Assim, com facilidade, ele andou espalhando que pede na justiça eleitoral o mandato do senador Flávio Arns (REDE), a quem culpa – é o que tudo indica – por não ter sido reeleito; bem como também se disse derrotado por muitos vídeos que depuseram contra sua candidatura, produzidos por outros adversários.

TELEFONEMA

Nesta quarta-feira, 13, o senador Flávio Arns, me telefonou de Brasília, respondendo a minha indagação sobre o que haveria de verdade na alegação de Requião, segundo a qual ele, Arns, foi condenado pelo TCE e, assim, “não poderia ter sido candidato”, o que justificaria eventual perda de mandato.

NÃO HÁ PROBLEMA

Arns, com a consciência tranqüila e a polidez de nascença, com a segurança dos políticos acima de quaisquer suspeitas explicou:

a) a informação não tem procedência;

b) quando secretário de Educação do Paraná foi ordenador de repasse de R$ 10 mil (dez mil reais) para transporte escolar do município de Honório Serpa. Como a Prefeitura da cidade não prestou conta no tempo aprazado, Arns foi citado pelo TCE.

Mas a decisão foi revista pelo TCE, isentando o hoje senador de qualquer culpa, pois a cidade devolvera o recurso, com juros e correção monetária.

A devolução ocorreu antes das eleições.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Na tarde desta quarta, 13, a jornalista Melissa Guedes, ágil coordenadora de Comunicação Social do senador Arns, enviou-me a seguinte nota de esclarecimento assinada pelo senador:

“Informo ao povo paranaense que tenho conhecimento da ação proposta contra a minha diplomação pelo Tribunal Regional Eleitoral.

Esclareço que esta ação teve por base uma decisão já revista, a meu favor, pelo próprio Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR).

Neste sentido, renovo os votos pela construção permanente da séria e boa política, agradecendo a todos pelo apoio recebido. Será o Nosso Mandato!

Flávio Arns

Senador “

Município de Honório Serpa

PF, discretamente, cuida também da CPI

Prédios da Assembleia Legislativa (Foto: Nani Gois / Alep)

Não é segredo para velhas raposas habitantes da Assembleia Legislativa do Paraná que homens da Polícia Federal frequentaram, recentemente, e por dias seguidos, a sede do legislativo.

Não estavam vestidos ‘à caráter,’ nem exibiam distintivos. Mas por lá encontraram muitos conhecidos e fizeram visitas a gabinetes.

Discretamente, é claro. Tudo isso até agora está provocando insônia entre suas excelências que se envolveram em recente CPI que não deu em nada. Exceto muitos encontros num escritório da Rua Carlos de Carvalho.

Coincidência: os objetivos da CPI deveriam ter estado no centro de investigações muito sérias que os PFs estão desenvolvendo.

Quer dizer: fiquem de olho, ‘que cavalo não desce escada’, como dizia Ibrahim Sued.


De quando Ratinho Jr. e Guto Silva saem do sério

Ratinho Junior: rejeita tantos poderes… ; Guto Silva: o “chefe da República”.

Na rádio corredor do Palácio Iguaçu há muitos ouvidos sintonizados em frases e expressões que podem desagradar ao poder lá instalado.

Uma das frases/slogans mais evitados é “República de Pato Branco”, usada frequentemente por adversários do chefe da Casa Civil do Governo, Guto Silva, para escancarar a maciça presença de políticos e cabos eleitorais oriundos daquela cidade do Sudoeste, base territorial de Guto.

O governador Ratinho Junior, sabidamente um homem educado e disciplinado no trato político, não se manifesta abertamente contra a “República da Pato Branco”. Mas os que conhecem há tempos sua forma de ser, garantem que ele fica incomodado com a expressão sinalizadora de grandes poderes nas mãos de poucos em seu governo. “E simplesmente fecha o cenho”, explica um jornalista que há anos convive com o Junior.


Fechou o Instituto de Medicina e Cirurgia do Paraná

IMCP

Nesta quarta, 13, consumou-se o fechamento de um dos mais antigos hospitais de Curitiba, o Instituto de Medicina e Cirurgia do Paraná (Rua Amintas de Barro), fundado em 1937. Na verdade, desde o Carnaval o hospital deixou de funcionar, sob a alegação de que era ‘para o período de Momo, apenas’.

Permanecendo fechado nos últimos dias, à desculpa de que terá de se adequar e se modernizar face às solicitações da modernidade, o hospital não mais recebe pacientes. Nem médicos atendem.

O proprietário, médico José Lazzarotto de Mello, já vem enfrentando ações na justiça do trabalho, algumas com indicação de leilão dos imóveis em que o Instituto está erguido.

Os funcionários totalizam 120 pessoas; os médicos que lá trabalhavam são 30. As dívidas trabalhistas e tributarias são estimadas em R$ 4 milhões.

Nos dois últimos meses, os salários não estavam sendo pagos.


Francischini: Razões para voltar

Fernando Francischini: Senado é possível. (Foto: Jeremias Alves)

Um correligionário de Fernando Francischini no PSL garante que há pelos menos 3 motivos muito fortes pelos quais o deputado trocou Brasília por assento na ALEP.

O primeiro, para ficar ao lado da família, que não queria mais morar em Brasília. Nesse capítulo, tem dedicação muito especial a um filho menor, cujos problemas de saúde exigem redobrada atenção do parlamentar; o segundo motivo, a possibilidade de candidatar-se, ano que vem, à Prefeitura de Curitiba; e terceiro, mas não menos importante, eventual candidatura ao Senado também em 2020. Essa hipótese do Senado vai ganhando defensores amplos no staff de Francischini.

 

 

 


“Seria grande retrocesso”, opinião de Arns

Flávio Arns: uma nova página da História

“Seria um retrocesso gigantesco para o país se houvesse uma mudança para Justiça Eleitoral do julgamento dos crimes de caixa dois. Isso seria, como bem colocado por membros da Lava Jato de Curitiba, um retrocesso extraordinário. O povo brasileiro está com muita esperança de que o Brasil tenha uma nova página na sua história, de seriedade, transparência e combate ao crime. Então, torcemos, recomendamos e queremos que essa mudança não aconteça”, afirmou Flávio Arns.

PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

O plenário aprovou, em primeiro turno, a Proposta de Emenda à Constituição 25/2017, que uniformiza a nomenclatura referente às pessoas com deficiência na Constituição Federal. A matéria ainda deve ser analisada em segundo turno.

Em relação à essa votação, o senador Flávio Arns também se posicionou:

“Essa é uma adequação de uma expressão já consolidada no Brasil e no mundo ao se referir à área da deficiência utilizar-se a expressão “pessoa com deficiência” e não pessoa portadora de deficiência ou portadora de excepcionalidade ou pessoa com necessidades especiais, como era o texto original da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB).

Então, é uma sistematização, fruto de um debate, de legislação, de um consenso que existe em nosso País”.


CPF passa a substituir outros documentos, diz decreto

Um decreto publicado nesta terça-feira no Diário Oficial da União (DOU) permite utilizar o Cadastro de Pessoa Física (CPF) no lugar de outros documentos para acessar informações do governo federal. O CPF passa a ser “instrumento suficiente e substitutivo para a apresentação de dados do cidadão no exercício de obrigações e direitos e na obtenção de benefícios”.

O CPF passa a ser suficiente para substituir todos os “números de inscrição existentes em bases de dados públicas federais”, como carteira de motorista, carteira de trabalho, número de inscrição no Cadastro Único para programas sociais do governo federal, matrícula em instituições federais de ensino superior e certificado de reservista, entre outros.

NÃO MUDA PROCESSOS

“Os cadastros, formulários, sistemas e outros instrumentos exigidos dos usuários para a prestação de serviço público conterão campo de preenchimento obrigatório para registro do número de inscrição no CPF”, diz o texto.

O decreto não altera, contudo, processos que já estão em curso em órgãos do Sistema Nacional de Trânsito ou do Ministério da Defesa que exijam a apresentação da carteira de motorista ou do certificado de alistamento militar ou reservista.

TRÊS MESES

Os órgãos da administração pública federal terão três meses para se adequar aos procedimentos de atendimento ao cidadão e um ano para consolidar as bases de dados a partir dos números do CPF.

A medida é uma preparação para o Documento Nacional de Identidade, uma espécie de documento único digital, que começou a ser implementado no ano passado pelo governo.

(O Globo)


MERCADO:

JMalucelli na exposição da Cotrijal, RS

JMalucelli expõe na Cotrijal

Nesta semana, em Não-Me-Toque/RS, mais uma edição da Expodireto Cotrijal, feira de agronegócios, destacando-se entre as maiores deste segmento que é considerado um dos mais atrativos, competitivos, tanto nacional como internacionalmente.

A JMalucelli Equipamentos, concessionária CASE para o Sul do Brasil, está presente, em espaço próprio, localizado na Avenida E – estande número 324, Setor de Máquinas e Equipamentos, em conjunto com a FPT Industrial, demonstrando motores e geradores. Está, ainda, no estande da Case IH, com a exposição de outros equipamentos de construção.

LAVOURA MECANIZADA

A mecanização da lavoura está cada vez mais transformando a produção rural; o homem do campo, por exemplo, comanda máquinas em sua labuta com a terra usufruindo de uma produtividade mais eficiente e com melhor manutenção, entre muitos outros benefícios, No estande da CASE/JMalucelli os clientes e visitantes em geral poderão conhecer também a retroescavadeira 580N, a nova pá carregadeira 621E, além da escavadeira CX 130C e a mini carregadeira SR175; no estande da Case IH/CASE estarão expostas também uma retroescavadeira 580N, além da escavadeira CX 220C e uma pá carregadeira W20F.

Assim, em ambos os espaços CASE/JMalucelli, todos poderão se inteirar das novidades tecnológicas das máquinas CASE, obtendo as informações necessárias para fechar um bom negócio, tanto para produção rural como para outros trabalhos que necessitem de máquinas de construção.

SAFRA AGRÍCOLA

“A safra agrícola já considerada muito boa, em especial, desta região que faz parte do Planalto e Missões, no mínimo, deve atingir o mesmo patamar do ano anterior; por consequência a nossa expectativa de negócios também é muito boa”, comenta o gerente José Claudino T. Moreira, da filial da concessionária gaúcha – JMalucelli Equipamentos.

A 20ª edição da feira também traz novidade na ampliação do parque de 84 para 98 hectares. De acordo com os organizadores da Expodireto Cotrijal, a expectativa é receber mais de 250 mil visitantes entre brasileiros e de outras nacionalidades, reunindo mais de 500 expositores; além disso, oportuniza, durante os cinco dias, uma vasta programação incluindo fóruns, audiências e debates, tendo o intuito de definir políticas para o agronegócio.

JMALUCELLI EQUIPAMENTOS

Concessionária CASE para o Sul do Brasil – a empresa está em operação desde 1993, firmando-se como destaque em recordes de vendas no Brasil.

Maiores detalhes: https://www.jmalucelliequipamentos.com.br/.


Delegado do caso Marielle será afastado

Marielle Franco e Giniton Lages

Delegado Giniton Lages, responsável pela investigação da morte de Marielle Franco e Anderson Gomes, será afastado do caso pela Polícia Civil do RJ.

O chefe da Polícia Civil, delegado Marcus Vinícius Braga, indicará na semana que vem o encarregado da segunda etapa da investigação, centrada em descobrir quem mandou matar a vereadora e o motorista. (Lauro Jardim)

Há quem garanta que o governador Witzel convidou o delegado Lages a fazer um estágio na Itália, para conhecer meandros do combate à Máfia lá desenvolvido.

 

 

 


Nos 60 anos da PUCPR, reitor é exemplo da sua eficiência

Waldemiro Gremski: “PUCPR sabe para onde ir”

A Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) completa 60 anos nesta quinta (14). Para celebrar a data, a Instituição preparou uma programação especial: pela manhã, será realizada uma missa solene, além da inauguração de um marco comemorativo e a apresentação da Camerata Antiqua de Curitiba.

WALDEMIRO GREMSKI

O reitor, professor PhD Waldemiro Gremski, é um dos bons exemplos da contribuição da PUCPR à sociedade. Ele se formou no campus inicial da instituição, localizado nas dependências do antigo Colégio Santa Maria, defronte ao Teatro Guaíra.

Graduado em História Natural (hoje Biologia), Gremski fez ampla e internacional carreira de pesquisador, tendo se doutorado em instituições como a Karolinska, da Suécia.

Em mensagem pela data, ele diz que a instituição tem “a correta noção do senso de história.”

SENSO DA HISTÓRIA

“Tenho a sensação bastante tranquila de que essas seis décadas representam uma caminhada profissional e dedicada em que cumprimos nossa missão. Hoje somos uma universidade que tem senso de história, uma visão crítica do passado, mas que sabe para onde ir”, diz Waldemiro Gremski, reitor da Instituição.

TRANSFORMAÇÃO

“Procurarmos cumprir nossa responsabilidade social, afinal, trabalhamos com o fator humano, então a sociedade espera que formemos pessoas preparadas para transformá-la dentro de um processo dinâmico, um processo que é ativo. Temos um compromisso com a sociedade de formar cidadãos independente da profissão que eles escolheram”, completa.

PARA A COMUNIDADE

No Campus Curitiba serão ofertados diversos serviços à comunidade: consultório móvel, com testagem rápidas para HIV, hepatite B, C e sífilis; Sine Móvel, que realizará o encaminhamento para oportunidades de emprego e emissão de carteira de trabalho; Kombi do Cadastro Único, que fará o cadastro para participação em programas sociais; Ônibus Lilás, com orientação às mulheres vítimas de violência; e recreação infantil, com camarim de pintura, jogos e brinquedos.

Campus PUCPR- Rebouças

Bancada evangélica cobra

Ônix Lorenzoni: queixas (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Sob ataque Pessoas ligadas à bancada evangélica estimulam cobranças a Onyx Lorenzoni sobre a nomeação de Antonio Paulo Vogel, que atuou em gestões do PT, para uma secretaria da Casa Civil. Sem citar auxiliares nominalmente, o ministro gravou vídeo para defender seus assessores.

A presença de militares nos mais diversos ministérios e em áreas estratégicas do Planalto começou a incomodar aos evangélicos. […]

BANCADA EVANGÉLICA COBRA (2)

A bancada evangélica, representante de segmento que teve forte influência na eleição de Jair Bolsonaro, ensaia um protesto público contra atos do presidente. Integrantes do grupo afirmam que o inquilino do Planalto vem se distanciando dos compromissos que firmou e de “valores que o elegeram”. O pano de fundo […]

(Folha de S.Paulo)

 

 


CURIOSIDADES:

Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3D

O corpo em reconstituição 3D

A busca da aparência física de Jesus tem sido tema de pesquisas há muitos séculos. Nos últimos tempos virou tema científico. Vários pesquisadores, partindo de diversas hipóteses, anunciaram ter obtido um resultado conclusivo. Um novo estudo foi feito pelo cientista da Universidade de Pádua, Giulio Fanti. Ele diz: “Consideramos que finalmente estamos diante de uma imagem precisa de como era Jesus nesta terra”.

Lucandrea Massaro / Redação da Aleteia

Estaremos diante de uma reconstituição do corpo real de Jesus Cristo?

“Esta estátua é a representação tridimensional do Homem do Sudário, em tamanho natural, feita com base em medidas milimétricas tomadas do pano em que o corpo de Cristo foi envolvido após a crucificação”.

Quem explica é Giulio Fanti, professor de medições mecânicas e térmicas na Universidade de Pádua e estudioso da relíquia, uma das mais enigmáticas e apaixonantes do mundo cristão (e também do mundo incrédulo). Com base em suas medições, o professor fez a reconstituição em 3D que, a seu ver, permite afirmar que essas são as reais características do Cristo crucificado.

“Consideramos que finalmente estamos diante de uma imagem precisa de como era Jesus nesta terra. A partir de agora não será mais possível retratá-lo sem levar em conta este trabalho”.

O professor concedeu à revista italiana Chi a conversa exclusiva em que afirmou:

“Segundo os nossos estudos, Jesus era um homem de extraordinária beleza. Longilíneo, mas muito robusto, tinha 1m80 de altura, quando a altura média naquele tempo era de cerca de 1m65. E tinha uma expressão real e majestosa” (cf. Vatican Insider).

Mediante os estudos e a projeção tridimensional, Fanti pôde também computar as numerosas feridas no corpo do Homem do Sudário:

O rosto da reconstituição segundo o professor Giulio Fanti

“No Sudário eu contei 370 feridas de açoites, sem considerar as laterais, que o pano não revela porque envolveu apenas a parte anterior e a posterior do corpo. Mas podemos supor pelo menos 600 golpes. Além disso, a reconstrução tridimensional permitiu observar que, na hora da morte, o Homem do Sudário pendeu para a direita, porque o ombro direito foi deslocado de modo tão grave que lesou os nervos” (cf. Il Mattino di Padova).

As perguntas envoltas no mistério do Sudário são desafiadoras. É notório que, nesse homem torturado, vemos sinais inquestionáveis de sofrimento. Os olhos da fé enxergam nele o homem por excelência, aquele que foi apresentado pela arrepiante frase “Ecce Homo”, “Eis o homem”; aquele que foi visto manso e majestoso diante de Pilatos, mas que sofreu terrível flagelação, espancamentos, coroação de espinhos, subida ao Calvário carregando aos ombros a própria cruz, crucificação como inocente e morte pela nossa redenção.

Acreditar na autenticidade do Sudário não é obrigatório para nenhum cristão. Mas o carácter excepcional daquele pano fúnebre e seus séculos e séculos de mistério fascinante e desafiador provoca o nosso entendimento e as nossas certezas, tal como fez aquele Nazareno que desafiou as nossas certezas ao amar os seus perseguidores, a perdoá-los do alto da cruz e derrotar a morte para sempre.


AÇÕES DE GOVERNO:

Paraná pode ter níveis de Primeiro Mundo em tecnologia e inovação

O governador empossa a nova diretoria do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). Toma posse como diretor-presidente do Tecpar, Fabio Cammarota. (Foto: José Fernando Ogura/ANPr)

Governador Ratinho Junior fez essa afirmação ao dar posse à nova diretoria do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). O novo diretor-presidente do instituto é Fabio Cammarota, é professor de Gestão Pública e Organização do Estado na Fundação Dom Cabral.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior afirmou nesta quarta-feira (13) que o Paraná tem potencial e capacidade para alcançar níveis de qualidade de primeiro mundo em tecnologia e inovação, tanto na esfera pública como na econômica. “Só precisamos trabalhar juntos para modernizar o Estado e conseguir acompanhar essa nova fase pela qual passa o mundo, em que a maneira de se relacionar, conviver e consumir tecnologia mudou”, disse.

Ele fez essa afirmação na solenidade em que deu posse à nova diretoria do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). O novo diretor-presidente é Fabio Cammarota, professor de Gestão Pública e Organização do Estado na Fundação Dom Cabral.

O Tecpar, ressaltou Ratinho Junior, a exemplo de Copel, Sanepar e Celepar, tem papel fundamental no fomento à inovação e soluções tecnológicas. “O Tecpar tem a responsabilidade de pensar na saúde, em como avançar nas pesquisas científicas e nos ajudar a pensar a modernização do Paraná. Nossa ideia é fazer com que o instituto continue sendo essa referência que já é para o Brasil, e avance ainda mais e possa ampliar parcerias também com a área privada”, acrescentou.

Ratinho Junior afirmou que o Governo do Estado vai estimular a participação de institutos de pesquisa como o Tecpar e das universidades estaduais na atividade econômica do Estado, assim como ocorre nos Estados Unidos. Ele lembrou sua recente viagem ao Vale do Silício, na Califórnia, onde está demonstrado como essa parceria entre a academia e setor privado gera resultados positivos.

ESTRUTURA

A nova diretoria do Tecpar, que tem mandato até janeiro de 2021, foi eleita pelo Conselho de Administração da empresa no início deste ano. O novo diretor-presidente, Fabio Cammarota, afirmou que um dos principais desafios à frente da instituição científica e tecnológica é organizar a estrutura do local.

“Queremos deixá-la mais produtiva e eficiente, sempre alinhada ao modelo de gestão do Governo do Estado, que é fazer mais com menos, e o melhor com o que temos”, disse Cammarota, que tem experiência de mais de 25 anos na área de gestão pública.

Na Diretoria Comercial tomou posse Danielle Portela, primeira mulher a ocupar essa posição no Tecpar. Ela é formada em Direito e tem experiência como diretora nas áreas comercial e jurídica de empresa de consultoria e como consultora de análise de processos na área de tecnologia da informação para diversas instituições.

O diretor de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação é Rafael Rodrigues, que tem formação em Engenharia Industrial Elétrica e experiência como engenheiro na Copel. O Já diretor de Administração e Finanças é Arnaldo Rogerio da Fonseca, que tem formação acadêmica em Ciências Contábeis e experiência como Analista Contábil no Tecpar, desde 1994.