Para atender à demanda do mercado interno, a Fischer Brasil lança a Bucha Química FIS P 300, produto tão eficiente quanto às buchas de nylon.

O conceito de fixação química é relativamente novo no Brasil, e vem conquistando consumidores finais, profissionais e hobbistas. Para atender à demanda do mercado interno, a Fischer Brasil lança a Bucha Química FIS P 300, produto tão eficiente quanto às buchas de nylon.

Consiste em uma resina, colocada na perfuração com auxílio de uma pistola aplicadora comum. Em seguida, insere-se o parafuso e basta esperar a secagem, durante cerca de 20 minutos.

“Em razão da qualidade e poder de aderência, FIS P 300 é indicada para fixações definitivas e que suportam pressões de carga maiores que uma bucha comum”, informa o gerente de Marketing da empresa, Paulo Bicalho.

FIS P 300 atende a diferentes tipos de materiais e aplicações, oferecendo maior flexibilidade às tarefas de fixação na obra.

Tem alta performance e garante soluções para inúmeros problemas comuns na construção civil. “Na Europa, observamos um crescimento de 25% ao ano dos sistemas de injeção para fixação, com uma gama ilimitada de aplicações”, aponta Bicalho.

O sistema envolve a injeção de dois componentes: resina e endurecedor, que se misturam homogeneamente durante o uso da pistola aplicadora.

Portanto, é fácil de usar, além de corrigir as imperfeições da perfuração e proporcionar limpeza e segurança durante o processo.

FIS P 300 é apresentado em embalagem com 300 ml. É tixotrópico, ou seja, não escorre durante a aplicação; tem baixíssimo desperdício e é ecologicamente correto, com ausência de estireno em sua composição.