A 36ª edição do Festival Dança Curitiba foi um sucesso tanto em cima dos palcos quanto na plateia. Foto: Fábio Decolin

A 36ª edição do Festival Dança Curitiba foi um sucesso tanto em cima dos palcos quanto na plateia. O festival terminou na noite de sábado (5/10) e durante 15 dias reuniu um público estimado de oito mil pessoas.
De 26 de setembro a 5 de outubro, o festival promovido pela Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) apresentou 1.596 dançarinos. Participaram grupos de dança da Prefeitura de Curitiba, academias particulares e escolas de dança.

O encerramento do festival foi na Ópera de Arame com uma competição que envolveu cinco modalidades diferentes.

Na categoria Ballet o grupo vencedor foi Cecconello Escola de Dança. Na Dança Contemporânea o título também ficou com a Cecconello Escola de Dança. Na modalidade Jazz o vencedor foi o Novo Experimental Eliane Fetzer. Dança de Salão teve como campeão o projeto Dança de Salão – Escola de Dança de Pinhais.

Na modalidade Danças Urbanas o vencedor foi Empire Clã e no Grupo Destaque a vitória foi para Cia Pedro Quintino.

O palco da Ópera de Arame também recebeu na manhã de sábado (5/10) a Mostra de Dança da 3ª Idade. Entre as apresentações de dança o tema da inclusão também subiu ao palco.

A aluna Eunice Pereira Barbosa da Cruz, do Clube da Gente CIC, mostrou que a deficiência visual não é empecilho para dançar. Com a ajuda da professora Gisele Schlosser Barbosa, Eunice se apresentou seguindo as orientações sonoras que a professora lhe passava.

À tarde, a Ópera de Arame também recebeu a Mostra Infantil, com crianças até 12 anos, a Mostra Juvenil (12 a 15 anos), além da competição adulta de dança que encerrou o festival.

Neste ano, as novidades do Festival Dança Curitiba foram a Mostra de Dança de Salão, que aconteceu no dia 3 de outubro, no Teatro do Paiol, a Mostra Baby, com crianças de 3 a 7 anos, e a competição adulta de dança.