Faixas exclusivas diminuem tempo de deslocamento

309

A recente abertura da faixa exclusiva para ônibus na Rua André de Barros amplia a estrutura da cidade para eliminar gargalos do transporte público e diminuir o tempo de deslocamentos de várias linhas de ônibus em Curitiba.

A André de Barros recebeu a sexta faixa exclusiva da cidade. As demais ficam na XV de Novembro, Marechal Deodoro, Conselheiro Laurindo, Desembargador Westphalen e General Mário Tourinho (que começou a funcionar em janeiro).

Juntas, elas somam 7,3 quilômetros, em vias de ligação entre os bairros e o centro, por onde circulam cerca de 268 mil passageiros por dia, em 67 linhas.

“Com a entrada em operação de duas novas faixas exclusivas – na Mário Tourinho e na André de Barros – Curitiba avança em uma medida que, nos grandes centros urbanos, é fundamental para garantir a fluidez no transporte público e favorecer um grande número de pessoas”, diz a superintendente de Trânsito de Curitiba, Rosangela Battistella.

Fluxo
Na Mario Tourinho, quatro semanas após início da faixa exclusiva para ônibus na via, percurso que era feito em 17 minutos agora ocorre em quatro minutos pelo Inter 2 e em cinco pelo Interbairros 2 – uma redução de 74% no trecho em que a faixa foi implantada, de acordo com cálculos da Urbs (Urbanização de Curitiba S/A), responsável pela gestão do transporte público.

Redução significativa também se verifica nas demais faixas exclusivas. Na extensão de 2,5 quilômetros da faixa na Rua XV de Novembro, por exemplo, o tempo de deslocamento pela faixa exclusiva é 45% menor. Por ali, são cerca de 57,5 mil passageiros atendidos diariamente, por 14 linhas de ônibus.

Na Conselheiro Laurindo, a redução chega a 30% no trecho. Na Marechal Deodoro, a 15% e, na Desembargador Westphalen, a 8%. “A prioridade ao transporte público coletivo é uma premissa que integra o plano diretor da cidade”, destaca Battistella.

Sistema integrado
De acordo com a superintendente de Trânsito, a implantação das faixas exclusivas de ônibus caminha junto com o aprimoramento do sistema integrado de transporte, propiciando novas conexões e alternativas de deslocamento. Além disso, um único ônibus tem uma capacidade maior de transportar mais pessoas de uma só vez, quando comparado com automóveis.

“A ideia também é incentivar mais pessoas a optarem pelo transporte público nos seus deslocamentos”, pontua Battistella.

Nova
A Amintas de Barros será a próxima rua da cidade a receber uma faixa exclusiva, de acordo com projeto da Prefeitura. “A criação das faixas exclusivas, em diversos trechos, acrescenta para o ganho geral do percurso do ônibus”, acrescenta ela.