Um alto oficial militar americano afirmou que os Estados Unidos consideram formar uma coalizão de países, incluindo aliados, para garantir a segurança de rotas marítimas, como, por exemplo, o Estreito de Ormuz.

Segundo a Associated Press e outros veículos de imprensa, o general Joseph Dunford, comandante da Junta de Chefes do Estado-Maior dos Estados Unidos, mencionou o plano na terça-feira.

Eles citaram declarações de Dunford segundo as quais os Estados Unidos mantêm contato com diversos países para aventar a possibilidade de formar uma coalizão capaz de assegurar a liberdade de navegação no Estreito de Ormuz e em áreas vizinhas.

Preocupações quanto a segurança nessas águas têm aumentado desde que, no mês passado, dois petroleiros comerciais, incluindo um operado por uma companhia japonesa, foram atacados nas proximidades do Estreito de Ormuz.

Joseph Dunford teria dito que os Estados Unidos planejam identificar, nas próximas semanas, quais países têm a disposição política de apoiar a iniciativa. Ele prosseguiu dizendo que, em seguida, o lado americano vai trabalhar diretamente com as Forças Armadas desses países para identificar capacidades específicas.

Por meio de um tuíte no mês passado, o presidente americano Donald Trump perguntou por que seu país está “protegendo as rotas marítimas para outros países sem receber nenhuma compensação”. Ele disse que “todos esses países deveriam proteger seus próprios navios.”

De acordo com observadores, o governo Trump pode estar planejando formar a coalizão para fazer com que outros países partilhem o fardo de garantir a segurança.

Fonte: Associated Press