Após 28 anos de mandato parlamentar, o presidente Jair Bolsonaro sempre rejeita qualquer tentativa de auxiliares, inclusive militares, de convencê-lo a evitar declarações polêmicas, que frequentemente geram novas crises. Quando ouviu um auxiliar muito próximo sugerir “comportamento de estadista”, Bolsonaro deu uma gargalhada e, com seu jeito gozador, deixou tudo bem claro: “Nunca serei isso, ‘talkei’?”

Na sexta, Bolsonaro voltou a marcar distância do modelito que muitos imaginam nele: “Eu não sou politicamente correto e ponto final!” A espontaneidade, melhor atributo de Bolsonaro, está sendo usada contra ele, avaliam marqueteiros, após cada declaração à imprensa.

 ‘PSB vai disputar

As filiações nos últimos dias reforçam a posição do PSB de disputar as eleições de 2020 na maioria das cidades paranaenses com chapa completa para vereador e prefeito. “O PSB já é um partido de grande inserção política no país e no Estado e só vamos crescer mais se disputar as eleições. O nosso foco são as eleições de prefeitos e vereadores. Estamos trabalhando para ter candidatos a prefeito nas grandes cidades e nas cidades das regiões de Curitiba, Maringá, Londrina”, disse Romanelli ao abonar as fichas de filiação dos empresários Ricardo Miranda e Marcos Bascuia, anunciados como pré-candidatos a prefeito em Fazenda Rio Grande e Mandirituba, respectivamente.

Bolsonaro

No Twitter, Bolsonaro parabenizou a ação da Polícia que colocou fim ao sequestro do ônbius na Ponte Rio-Niterói. O sequestrador foi baleado e morto por um atirador de elite do Batalhão de Operações Especiais (Bope). O homem, identificado como Willian Augusto da Silva, de 20 anos, desceu do coletivo e jogou um casaco para os policiais. Quando ia subir a escada para reembarcar, foi baleado. Todos os 37 reféns foram liberados sem ferimentos, segundo informações da Polícia Militar.

Alexandre Guimarães exonerado

A Casa Civil emitiu nota para informar a exoneração do ex-deputado Alexandre Guimarães da subchefia da Casa Civil. Guimarães foi um dos alvos do Gaeco, que hoje pela manhã cumpriu ordens de busca e apreensão pela “Rota 66“. A operação investiga a emissão de alvarás de construção e licenças ambientais direcionados para beneficiar uma empresa de construção civil. São apurados os crimes de corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, tráfico de influência e associação criminosa

Aécio poder ser expulso

O pedido de expulsão do deputado Aécio Neves (PSDB-MG) deve chegar ao Conselho de Ética do partido nesta quarta-feira (21). Está prevista uma reunião da executiva nacional do PSDB, que enviará ao conselho o pedido feito pelo diretório municipal de São Paulo. As informações são de Carolina Linhares, na Folha. A aproximação da data elevou a pressão interna para que Aécio peça afastamento, mas o ex-governador, ex-senador e ex-presidenciável resiste à ideia.

Obras da segunda ponte

As máquinas para a obra de construção da Ponte Internacional da Integração devem começar a passar para o lado paraguaio em 20 dias. Uma reunião entre Itaipu, diretoria da aduana paraguaia e Receita Federal do Brasil, definiu a logística que será implementada para o transporte dos equipamentos de Foz do Iguaçu a Presidente Franco (PY).

Ney é reconduzido

O deputado federal Ney Leprevost; secretário de Justiça, Família e Trabalho do Paraná, foi reconduzido à presidência da PSD Curitiba. A votação aconteceu nesta segunda-feira (19) e foi unânime. Participaram da reunião que reelegeu Leprevost os seguintes membros da executiva estadual: Vermelho (deputado federal), Sandro Alex (deputado federal), Sargento Fahur (deputado federal), Stephanes Junior (deputado federal), Guto Silva(deputado estadual), Marcio Nunes, (deputado estadual), Mauro Moraes (deputado estadual), Francisco Bührer (deputado estadual), Eduardo Sciarra (ex-deputado federal), João Carlos Ortega (secretário geral do PSD Paraná), Jorge Lange (vice-prefeito de Cascavel licenciado), Alexandre Guimarães (ex-deputado estadual).

Mandato cassado

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Sergipe decidiu cassar o mandato do governador do estado, Belivaldo Chagas, e da vice-governadora, Eliane Aquino, por abuso de poder político. Por 6 votos a 1, o tribunal entendeu que o governador usou a máquina pública em favor de sua reeleição nas eleições do ano passado. Apesar da decisão, Belivaldo e Eliane devem continuar no cargo enquanto recorrem ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, para derrubar a decisão local.

Piana na República Tcheca

Nas redes sociais, o Vice-governador Darcia Piana conta um pouco da missão internacional que tem feito. Confira: “Agenda extremamente positiva na República Tcheca. Ontem, fizemos visita técnica à empresa MEGA, referência no processamento de soro de leite, tratamento de dejetos biológicos para a produção de biogás e reuso da água em atividades agropecuárias. Conhecemos também a tecnologia desenvolvida pela companhia LIAZ LIBEREC na construção de drones. Um modelo desenvolvido pela companhia tem autonomia de 300 km e pode voar por até 6 horas, com carga de 40kg. Esse drone pode ser utilizado na produção agropecuária, em segurança pública, entre outras finalidades. Tecnologia de ponta para ser viabilizada”.

Lei evita ativismo

O deputado federal, Ricardo Barros, relator do projeto de lei sobre abuso de autoridade aprovado na Câmara na semana passada, afirmo à revista Época que a medida é necessária para coibir “excessos” e evitar o ativismo político de membros do Judiciário. Barros afirmou ainda que o texto não é uma resposta à operação Lava Jato e lembra que a proposta foi discutida com diversas categorias pelo relator no Senado, o ex-senador Roberto Requião (PMDB-PR), antes de apresentar seu relatório.

Lição de casa

“Fico pensando que a Amazônia é que nem aqueles litros de água benta que tem na igreja e que todo mundo acha que pode meter o dedo. Nós não podemos permitir que as pessoas tentem ditar regras que a gente tem que fazer na Amazônia”. A Globo colocou no ar no Jornal Nacional uma lição de casa sobre a questão do reflorestamento na Amazônia e na Europa, repetindo opinião de Lula sobre a questão quando era presidente – e comparando Jair Bolsonaro, que fala quase a mesma coisa, ao ex-presidente, hoje presidiário. Com matérias feitas diretamente de lá, o Jornal Nacional garante que, atualmente, metade da Europa é de florestas e repele falações erradas de Bolsonaro sobre a Alemanha.

 

Fake news

Na defesa de sua opinião sobre a Amazônia e atacando a Noruega que deixará de contribuir para o Fundo Amazônia, Jair Bolsonaro exibiu em suas redes sociais, vídeos de matança de baleias como sendo daquele país. Fake news: o material foi feito durante tradicional ritual nas Ilhas Feroe, da Dinamarca, no Atlântico Norte. E já foi exibido diversas vezes em programas de televisão que defendem preservação das espécies.

 

Na cama

Nas redes sociais, Luana Piovani aparece em uma foto, deitada na cama de um apartamento de um hotel em Cascais, em Portugal, com o jogador de basquete Ofek Malka, 23 anos, 1m80 de altura. Ele é apontado como novo affair da brasileira, enquanto o ex-marido Pedro Scooby continua com Anitta.

 

Irritado

O presidente Jair Bolsonaro está irritado com as especulações da escolha do novo procurador-geral da República. O que irrita o Chefe do Governo é que a mídia, a cada hora, fala que um dos nomes é o favorito do presidente. Ele manda avisar, que irá conversar com todos, que não tem favorito e que a escolha ainda não foi feita. E claro, quem manda é ele.

 

Farra dos jatinhos

Gustavo Montezano, presidente do BNDES, vazou lista dos compradores de 130 jatinhos financiados pela instituição para banqueiros, empresários, advogados e artistas, com juros de 2,5% a 8,7% ao ano, especialmente para evidenciar aeronaves compradas por Luciano Huck (jatinho de R$ 17 milhões) e por João Doria, governador de São Paulo (jatinho de R$ 44 milhões), prováveis rivais na corrida à Presidência em 2022. Doria diz que “não fez nada fora da lei”.

 

Muita gente

Na “farra dos jatinhos”, há muita gente conhecida, Rubens Menin, da MRV Engenharia (campeã de construções para Minha Casa, Minha Vida); Flávio Rocha, das Lojas Riachuelo; Michael Klein, das Casas Bahia; Mario Celso Lopes, ex-sócio de Joesley e Wesley Batista; o doleiro Carlos Habib Chater e muitos mais. Rubens Menin, a propósito, é quem financia a CNN Brasil, que poderá estrear ainda neste semestre. Detalhe: o BNDES estima ter tido um prejuízo de R$ 700 milhões com essa “farra”.

 

Diva marginal

Considerada a “diva marginal” da área e vocalista do grupo Teto Preto, Laura Diaz, que já vinha se apresentando com os seios de fora, resolveu apimentar sua participação na 21ª edição da Bananada, em Goiânia, hoje considerada a capital da música sertaneja, cantando também com as partes mais íntimas à descoberto. O resto do corpo era coberto por uma espécie de uniforme meio militar.

 

Rever

O presidente Jair Bolsonaro, que nos próximos dias, deverá tomar decisões importantes, como a escolha do novo procurador-geral da República, veto do abuso de autoridade, entre outras coisas, avisa que poderá rever a decisão da indicação de seu filho Eduardo, para a embaixada de Washington. “Tudo é possível. Eu não quero submeter o meu filho a um fracasso. Acho que ele tem competência”. Ao saber da fala do pai, Eduardo ficou desanimado e já acha que seu nome foi lançado somente como balão de ensaio, para saber a reação dos políticos e principalmente da imprensa.

 

De olho

O deputado Marcelo Ramos (PL-AM) que foi presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência, está de olho nos assuntos que estão circulando por conta da Amazônia. Ele é contra propostas das mudanças da reforma tributária, principalmente para Zona Franca de Manaus e alerta contra o perigo da degradação ambiental da Floresta Amazônica. “Sem os empregos das indústrias, só restaria aos amazonenses a exploração predatória da floresta”. O nome de Ramos é um dos cotados para concorrer à prefeitura de Manaus nas eleições do ano que vem.

 

Não querem

O deputado federal Alexandre Frota foi convidado pelo governador de São Paulo, João Doria e pelo presidente do PSDB, Bruno Araújo para se filiar a sigla, depois de sua expulsão do PSL. Frota, que diz que tem propostas de outros partidos, achou que a melhor escolha seria mesmo o partido tucano. Só que veteranos da sigla como Pedro Tobias e o ex-senador José Aníbal, não querem o ex-ator no partido e justificam que Frota já criticou muito o PSDB e deferiu ofensas a Geraldo Alckmin na época que estava disputando a Presidência da República.

 

Nada

Por falar em José Aníbal ele atacou o governador de São Paulo, João Doria e o slogan criado por ele, “Novo PSDB”. Ele afirma que o mote não significa nada e acredita que o partido está carente de debates e principalmente ideais.  Mais: defende que a expulsão de um filiado só deve ser feita em caso de condenação e não de investigação.

 

Carta marcada

Se o subprocurador Antônio Carlos Simões Soares foi escolhido para a Procuradoria-Geral da República, terá dificuldades para controlar a instituição. Ele conta com o apoio de Flávio Bolsonaro, investigado no Rio. Simões Soares já foi réu por falsificação de assinatura e teve a aposentadoria cancelada por “possíveis irregularidades” Nunca foi procurador-chefe e tampouco coordenou uma câmara temática. É pouco conhecido no MP.

 

Parasitas

Fazendo as contas dos amigos, parentes e aliados que se transformam em assessores de parlamentares e são conhecidos como “parasitas”: são 25 para cada deputado federal e 55 para cada senador, além de 27 câmaras estaduais e 5.595 municipais. Projeta-se um efetivo de cindo vezes o efetivo ativo das Forças Armadas que, no ano passado, era de 338.601 militares, com salário médio de duas vezes a média das Forças Armadas. Só no Congresso, são em torno de 15 mil “parasitas”.

 

Quanto gastam

Em seis meses de governo Bolsonaro, as despesas sigilosas da Presidência da República somam R$ 5,8 milhões – e são maiores desde os tempos de Dilma Rousseff. Mais: presidentes brasileiros que deixam o cargo não recebem pensão ou qualquer remuneração direta. Mas o que lhes é oferecido chega a custar o equivalente a R$ 12 mil por dia aos contribuintes. Lula, preso desde abril de 2018, teve gastos no ano de R$ 665,8 mil e Dilma foi a que mais gastou no ano passado: R$ 1,36 milhão.

 

Gostou

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, gostou da transferência do Coaf para o Banco Central, saindo da pasta da Economia. “Coaf é estrutura de Estado, não de governo. Discussão de transferir para o BC é boa”.

 

Falta de dinheiro

O governo vai enxugar o projeto “Casa da Mulher Brasileira”: sem orçamento, o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos reduzirá o número de unidades em todo o país, começando por Brasília, onde o imóvel que abriga a iniciativa está em precárias condições. A “Casa da Mulher Brasileira” presta atendimento a vítimas de violência doméstica. Seu custo mensal é de R$ 3,5 milhões por ano e a instalação de cada unidade, em média, é da ordem de R$ 18 milhões.

 

Super acordo

Jair Bolsonaro, para quem tem memória curta, associou-se à Lava Jato para se eleger. Agora, ataca suas colunas básicas – Polícia Federal, Receita e Coaf, que vai virar Unidade de Inteligência Financeira – e atropela Sérgio Moro na escolha do PRG e no pacote anticrime. Nove entre dez analistas garantem que é resultado de um super acordo com Dias Toffoli, presidente do Supremo, que pode culminar dentro de dias com a soltura de Lula e o fim da Lava Jato.

 

Mundial de Clubes

A CBF está negociando com a Fifa a realização, no Brasil, do Mundial de Clubes de 2022. A entidade tentou sediar a edição de 2021, mas essa deverá acontecer na China.

 

Amigos de infância.

Quem diria: a cada dia que passa, Davi Alcolumbre, presidente do Senado, vira mais “amigo de infância” do senador Renan Calheiros, que já ocupou a mesma presidência no passado e foi derrotado, nas últimas eleições, para a mesa composta por Alcolumbre.

 

Decisão

O ex-ministro Gustavo Bebianno, continua criticando o governo Bolsonaro, depois de sua saída do ministério e do PSL. Ele garante que ainda está pensando em concorrer à prefeitura do Rio no ano que vem, mas que tem projetos para tentar ajudar seu estado. “Acho que posso ajudar minha cidade que está um caos. O Rio precisa hoje de menos ideologia e de melhor gestão, mais eficiência. Como gestor, acho que posso ajudar de alguma maneira, não necessariamente como prefeito. Recebi alguns convites e, na hora certa, vai ser decidido”. Bebianno, ainda sem partido, está decidindo entre os convites feitos pelo DEM e PSDB.

 

Novo amor

A atriz Carol Castro não está mais solteira. Está conhecendo melhor o ator Bruno Cabrerizo, colega de elenco do Órfãos da terra.

 

Codinomes e senhas

Perícia do MPF encontrou registros de pagamentos nos sistemas da Odebrecht que somam R$ 8,3 milhões para o deputado petista Arlindo Chinaglia, entre 2008 e 2014. No final do ano passado, a PF já havia rastreado repasse de R$ 1,5 milhão entregues em espécie a emissários de Chinaglia em hotéis. Arlindo era conhecido pelos executivos da Odebrecht como “Grisalho”, e as entregas tinha senhas do tipo “Botafogo”, “Veludo”, “Pedregulho”, “Framboesa”, “Mandioca”, “Rocambole”, “Mosquito”, “Pandeiro” e muitos mais. Haja criatividade!

 

Limpando as gavetas

Ele já está prevendo embora ainda não comunicado oficialmente: passado o período da novela da reforma da Previdência, Onyx Lorenzoni pode começar a limpar as gavetas porque será substituído na Casa Civil da Presidência. E dependendo, por um militar, embora o controle total da área deverá permanecer com o general Luiz Eduardo Ramos, na Secretaria do Governo.

 

Mais lojas

A rede de Lojas Americanas planeja abrir mais 180 lojas no ano que vem, 60 a mais do que a marca prevista para este ano. Mais: tecnologia e algoritmos mandam na economia, mas Jorge Paulo Lemann não abre mão da cerveja, do ketchup e do varejo físico. Mais: ele também comprou um jatinho para as Lojas Americana, na “farra dos jatinhos” do BNDES, por R$ 24,7 milhões.

 

Privatizações

Cobrado por Bolsonaro, o secretário especial de Desestatização, Desinvestimentos e Mercados, José Salim Mattar, vai apresentar nos próximos dias um pacote de desmobilização de ativos e privatizações, só que sem nenhuma grande campanha. Não há ainda amadurecimento para privatização da Petrobras, Banco do Brasil e Caixa Econômica, mas a venda da Eletrobrás, no ano que vem, poderá ser anunciada agora. A dos Correios virá através dos mercados de valores mobiliários e capitais.

 

Luz amarela

A luz amarela acaba de acender na Claro: a empresa caminha para fechar o ano abaixo da linha de oito milhões de assinaturas da TV a cabo, cerca de 600 mil a menos em relação a dezembro de 2018. Proporcionalmente, nenhum concorrente deverá ter queda tão acentuada. Há três anos eram mais de dez milhões de assinaturas.

 

Olho no Peru

A Abin confirmou que, nos atentados armados do começo do ano em Fortaleza e interior do Ceará, com prisão de 4298 pessoas, parte do armamento era do Exército do Peru, hoje maior produtor de cocaína, depois da Colômbia. O avanço das plantações de coca foi detectado em direção da fronteira com o Brasil. Mais: há uma fusão de grupos brasileiros com organizações peruanas, remanescentes do Sendero Luminoso e até uma fração paramilitar do libanês Hezbollah, que começa a ser prescrito na América do Sul.

 

Receita certa

O ex-presidente Lula tem dito a seus advogados que a estratégia de Bolsonaro de atacar opositores e a mídia diretamente está certa. Para o ex-chefe do governo, o presidente não tenta agradar “quem já não gosta dele” e trata de preservar seu bloco de 35% do eleitorado. À propósito: o PT não acredita em grandes reações eleitorais municipais de 2020. Em 2012, venceu em 630 municípios; em 2016, apenas 256.

 

Nas nuvens

German Efromovich agora tem planos de montar uma companhia aérea na Costa Rica. Só não sabe ainda de onde tirar combustível para a essa nova empreitada. Efromovich vem de duas trombadas: a perda da Avianca na Colômbia e a recuperação judicial da Avianca Brasil.

Frases

 “O remédio que se torna um veneno e mata o paciente. Sem essa análise, a própria lei pode se tornar um abuso que deseja reprimir.”

Raquel Dodge