Esforço concentrado dos deputados Ademar Traiano, Luiz Cláudio Romanelli e Alexandre Curi. E a aflição dos deputados de oposição, loucos para um entendimento que ponha fim a uma greve que desgastou muito o governo, mas que agora desgasta eles, do PT e assemelhados, a APP-Sindicato e as lideranças dos professores, Hermes Leão e Marlei Fernandes de Carvalho, a verdadeira comandante da tropa.

Muita conversa com os dirigentes da APP-Sindicato que sentiram a greve murchar rapidamente nos últimos dias. Saiu uma nova proposta fez com que finalmente os servidores e os deputados entrassem em um acordo para o reajuste salarial do funcionalismo público.

O acordo envolve reajustes em três anos, com o pagamento de 3,45% em outubro, referente à inflação entre maio e dezembro de 2014; outro reajuste de 8,5% em janeiro de 2016, o que anteciparia a data base e, finalmente, outro aumento em janeiro de 2017, referente à toda inflação de 2016 medida pelo IPCA mais 1% de ganho real. Ainda em 2017 haverá o pagamento da data base. Ou seja, a fórmula apresentada pelo governador Beto Richa com pequena alteração. Resta agora, a aprovação final do governador.

O deputado Ademar Traiano, presidente da ALEP, comemorou o entendimento e ressaltou que o principal motivo é a volta às aulas. “Com isto temos uma regra clara, sem perdas para os servidores e que garante bons resultados para o ajuste fiscal necessário que o governo está fazendo”, disse.

Teta de primeira

Sem desistir de uma vaga de conselheiro do Tribunal de Contas, o psicólogo Maurício Requião, irmão do senador Roberto Requião, do PMDB, ganhou premio consolação. A presidente Dilma Rousseff (PT) o nomeou conselheiro da Itaipu Binacional até 16 de maio. A nomeação foi publicada no diário oficial da União desta terça-feira, 2.

Salário gordo

O salário é de R$ 25 mil mensais e o trabalho: participar das reuniões do conselho administrativo da Itaipu Binacional, uma vez por mês em Foz do Iguaçu. As despesas de viagens, estadia e alimentação são custeadas pela binacional. Maurício Requião vai ocupar a vaga de Moisés Pessuti, filho do ex-governador Orlando Pessuti (PMDB), exonerado por Dilma.

Trabalho pouco

A presidente também nomeou Roberto Amaral (PSB), ex-ministro de Ciências e Tecnologia no governo Lula e “pai da bomba atômica brasileira”. Amaral, na última eleição, tentou levar seu seu partido, em vão, a apoiar Dilma nos primeiro e segundo turnos. No mesmo ato, Dilma exonerou Luiz Pinguelli Rosa, ex-presidente da Eletrobrás e especialista em energia elétrica.

Cria cuervos

“Cria cuervos y ellos te sacaran los ojos”. O ditado espanhol é lembrado por deputado do alto clero da base do Governo na Assembleia Legislativa, lembra que o governador Beto Richa (PSDB), no início do primeiro mandato, validou o diploma de mais de 36 mil professores que se formaram na Vizivali, uma questão antiga que nem mesmo o ex-governador Requião, do PMDB, quis encarar. “E são exatamente estes professores que agora querem arrancar os olhos do Beto”, completou o parlamentar.

Doeu no bolso

O caixa da APP–Sindicato vai ficar vazio caso pague as multas aplicadas ou tenha os recursos bloqueados pela Justiça. Um dirigente petista confidenciou que a diretoria está estudando uma maneira para arrecadar recursos para a APP não quebrar. Em 36 dias de greve, a dívida já chega a R$ 1,4 milhão.Nos próximos dias, os professores vão receber telefonemas com pedidos de vaquinhas e mensalidades extras.

Jogo duplo

Traiano voltou a lamentar o jogo duplo de alguns deputados, como o petista Professor Lemos. Lemos apresentou a proposta de reajuste parcelado de 12% até janeiro, com antecipação da data-base e depois a renegou, quando viu que os professores não a aceitaram. “Precisamos de mais seriedade”, resumiu.

Pela culatra

O tiro do pastor Silas Malafaia contra o Boticário saiu pela culatra. O vídeo da perfumaria, em que casais hétero e homossexuais comemoram o Dia dos Namorados, fechou o dia de ontem com 1,4 milhão de visualizações no YouTube, número que chegou a 1,9 milhão hoje. Quem esperava uma enxurrada de críticas evangélicas, no entanto, viu que o vídeo foi curtido 247 317 vezes e teve 161 768 desaprovações, de acordo com a Bites Consultoria. O placar no Twitter foi dez vezes mais favorável ao Boticário: 60 542 menções, contra 5 905 de Malafaia.Em número de impressões, ou seja, no número de vezes em que os usuários foram expostos a postagens sobre estes temas, o Boticário também goleou o pastor: 180 milhões contra 17 milhões.

Odebrecht, a privilegiada de Lula

O BNDES tornou públicos nesta terça-feira, na internet, dados dos contratos de exportação de serviços de engenharia entre 2007 e 2015, no total de US$ 11,9 bilhões, o que inclui financiamentos a obras e serviços em Cuba e Angola. Levantamento feito pelo GLOBO a partir das informações mostra que cinco empreiteiras concentram 99,4% do valor contratado no período. O grupo Odebrecht foi o mais beneficiado, com US$ 8,4 bilhões ou 70% do total.

No financiamento de obras públicas no exterior, o BNDES concede o crédito a um país, que repassa os recursos à empresa que executará as obras. A escolha da empreiteira fica a cargo do governo daquele país. Aí entra o lobista Lula que indica ao país amigo. Um bolivariano, é claro.

As cinco empreiteiras que concentram o crédito à exportação são Odebrecht (US$ 8,2 bilhões, incluindo sua subsidiária em Cuba, a Companhia de Obras e Infraestrutura), Andrade Gutierrez (US$ 2,6 bilhões), Queiroz Galvão (US$ 388 milhões), OAS (US$ 354,2 milhões) e Camargo Corrêa (US$ 258,8 milhões).

Quadrilha

A força-tarefa da operação Lava Jato apontou o dono da UTC Engenharia, Ricardo Pessoa, e o executivo da Odebrecht, Márcio Faria, como líderes da organização criminosa denunciada à Justiça Federal, que entre 2004 e 2014 teria desviado mais de R$ 6 bilhões da Petrobras, por meio do pagamentos de propinas, que variavam de 1% a 3% dos contratos da estatal, a agentes públicos e políticos.

Rompimento

O empresário Abílio Diniz, diante do escândalo que assola a FIFA e diversas confederações de futebol, defende que a BRF rompa seu contrato com a CBF, sob a alegação de que os crimes financeiros praticados pelo dirigentes respingam na imagem dos patrocinadores. E se dinheiro era desviado do patrocínio da Nike, acha que também em outros contratos a pratica poderia ter sido cometida.

Outras dores

Na nova lista da revista britânica Restaurant sobre os melhores restaurantes do mundo, o primeiro posto ficou com o espanhol El Celler de Can Roca, o mesmo de 2013. Já o D.O.M de Alex Atala caiu para a nona colocação e o Maní, de Helena Rizzo, aparece em 36ª posição (os dois em São Paulo). Só que as dores dos restaurantes brasileiros não ficaram só por conta da nova classificação: eles estão incluídos na lista dos mais caros do país que, no primeiro trimestre do ano, tiveram queda de faturamento superior a 30%.

Contra juros

CUT e Força Sindical, assim como outras centrais que apoiam o governo e as que fazem oposição, estão se unindo para um movimento nacional contra juros praticados pelos bancos e financeiras. O primeiro protesto acaba de acontecer em São Paulo e as centrais querem organizar um calendário de manifestações em diversas cidades, preferivelmente em zonas bancárias. Detalhe: deverão defender até mesmo juros mais baratos para empresas, para que atravessem a crise do país e não promovam demissões em massa.

Desemprego bate à porta

Há petistas que juram que o país vai bem, obrigado. Não se dobram nem diante dos números frios do IBGE. A verdade é que a economia vai mal, em recessão, e um dos efeitos colaterais mais perversos, sabemos todos, é o desemprego. Pois bem, o país tem 8,029 milhões de desempregados, número 18,7% maior do que nos três meses anteriores, segundo o IBGE. O rendimento real caiu 0,5% e fica em R$ 1.855

A taxa de desemprego no país foi de 8% no trimestre encerrado em abril, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, que apresenta dados para todos os estados brasileiros. Esta taxa se iguala à do primeiro trimestre de 2013, que é a mais alta da série, iniciada em 2012.

A taxa subiu em relação ao mesmo período do ano anterior, quando foi de 7,1%. Em relação ao trimestre imediatamente anterior, o desemprego também subiu. De novembro a janeiro, a parcela de desempregados na força de trabalho ficou em 6,8%.

Maior da série

O número de desempregados subiu 14% em relação ao mesmo período do ano anterior e é a maior alta de toda a série. Hoje, no Brasil, são 8,029 milhões. É o maior número desde o primeiro trimestre de 2012. Frente ao trimestre anterior, a alta foi de 18,7%. Em apenas um trimestre, mais de 1,3 milhão de pessoas procurou emprego.

No olho da rua

Quase meio milhão de trabalhadores com carteira de trabalho assinada perdeu o emprego entre fevereiro e abril deste ano.Foram 415 mil demitidos. Entre os sem carteira, a queda no emprego foi de 3,5%, com a dispensa de 372 mil trabalhadores.

Maré baixa

Em São Paulo, paraíso dos shoppings recheados de lojas do mercado de luxo, a crise econômica vem provocando um continuo esvaziamento. Agora, o grupo Jereissati tenta vender para a norte-americana TIAA-Cref, que já tem 36% do empreendimento, outros 14%. O fundo está com um pé atrás diante da crise da economia brasileira, que atinge particularmente o varejo. Já o grupo JHSF, que vê suas ações em queda e magros lucros nos negócios, já teria engavetado o projeto de construção de aeroporto executivo em São Roque, interior de São Paulo, com investimento de R$ 1,5 bilhão.

Prédio atrasado

No domingo, Carina Vitral, estudante de economia da PUC-SP, presidente da UEE-SP e militante do PCdoB, será eleita nova presidente da UNE, entidade que, desde 2010, quando recebeu R$ 44,6 milhões, vem empurrando a construção de sua nova sede, no Flamengo, no Rio. Nos dois mandatos de Lula, a UNE recebeu mais R$ 12,8 milhão da União, graças a convênios, inclusive com Ministério do Esporte, entregue ao PCdoB. Só agora o prédio da UNE está iniciando, só que com dinheiro de investidora suíço-brasileira: vai custar R$ 65 milhões e a construtora é a WTorre. Terá 12 andares e a UNE vai ficar com dois. O resto deverá alugar.

Em 120 dias

Mesmo com a produção da cerveja em queda, a Ambev teve um lucro liquido no primeiro trimestre do ano com alta de 10,4% em relação ao mesmo período do ano passado. E parece não estar muito preocupada em atravessar a crise que assola a economia nacional – e o bolso dos brasileiros. Contudo, adotou uma postura inédita: está pagando seus fornecedores no prazo de 120 dias.

Não entendeu

Pelé, que ficou contente com a eleição de Joseph Blatter para a presidência da Fifa, não entendeu porque ele pediu demissão.

Só um pouco

A presidente Dilma Rousseff que, no México, confessou gostar muito de uma caipirinha de vez em quanto, foi liberada pelos médicos que orientam sua dieta Ravenna a tomar uma, nos fins de semana. Sem açúcar, com adoçante e muito gelo. Também em viagens mais prolongadas, a Chefe do Governo tem permissão para ingerir um pouco de vinho tinto, “bom para relaxar”.

Parceiro de fé

Procurando apoio para segurar a maioridade penal nos 18 anos com aumento de penalidade, a presidente Dilma Rousseff quer buscar o apoio da Igreja Católica. Dentro de dias, vai receber D. Sérgio da Rocha, arcebispo de Brasília e novo presidente da CNBB, que lidera um bloco mais à esquerda da entidade religiosa. A propósito: o projeto da CNBB e da OAB sobre reforma política sequer foi consultado pelos congressistas.

Pulando fora

Dilma está arrumando as malas: no próximo dia 11, irá à reunião da União Europeia, em Bruxelas. Ou seja: conseguirá pular fora da abertura do Congresso do PT, em Salvador, que começa na mesma data. Poderia, contudo, dar o ar da graça no encerramento, dia 13. Só que é Dia de Santo Antonio e o congresso estará esvaziado.

Nova cor

O senador José Serra (PSDB-SP) está inaugurando cor mais escura em seus cabelos. Nas laterais.

Nem pensar

Dilma Rousseff já mandou avisar o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, que não conte com nenhum apoio do governo nessa fase de escândalos na entidade. Não conversava com Ricardo Teixeira, queria distancia de José Maria Marin e Del Nero terá tratamento igual. Mais: ela leu histórias de romances dele com mulheres muito jovens e que posaram para revistas masculinas. Aí, Del Nero conseguiu ter sua imagem piorada junto a Chefe do Governo.

 

EO PIB não está devagar por causa do ajuste, mas a gente está fazendo o ajuste porque o PIB vinha devagar.”

Joaquim Levy, ministro da Fazenda, exercendo seus dotes de matemático.