Giulio Ferrari: acusações amplas.

Com a entrevista feita pelo jornalista André Nunes, complementando outra que fiz, dias atrás, com Giulio Ferrari, sobre supostos abusos sexuais que teriam sido cometidos pelo médium Maury Rodrigues da Cruz no ‘Centro Espírita Dr. Leocádio Correa’ e na Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas (SBEE), este espaço registra a penúltima grande abordagem desta série.

A próxima reportagem sobre o assunto, que tanto envolve o interesse de milhares de leitores, será dedicada a ouvir o professor de pós-graduação em Psicologia, o sociólogo Rui Paz. Ele desmente todas as acusações contra o professor Maury Cruz e faz defesa ampla e irrestrita do educador e líder religioso, destinando “boutades” contra Giulio (Julio Cezar Sá Ferreira Filho. A seguir:

A VERSÃO DE GIULIO FERRARI

“O abuso sexual não acontece contra um homem ou uma mulher. Ele acontece contra um ser humano”, afirma Giulio Ferrari

Colaboração de André Nunes

Julio Cézar Sá Ferreira Filho, brasileiro de 38 anos, vive nos Estados Unidos há mais de uma década. Lá, mudou o nome para Giulio Ferrari – a versão em italiano que, segundo ele, “lhe abre mais portas” e diminui o preconceito que sofre pelo nome latino e a barba de “aparência árabe”.

Sob o espectro do autismo, tem Síndrome de Asperge e vive normalmente.

Casado, pai de três filhos, autônomo e dono de um pet shop, Ferrari se tornou o centro de um dos casos mais polêmicos envolvendo a comunidade espírita de Curitiba, sobre acusações de estelionato, assédios e abusos sexuais supostamente praticados pelo médium Maury Rodrigues da Cruz, diretor presidente da Sociedade Brasileira de Estudos Espíritas (SBEE).

CASO MAURY

Segundo reportagem do G1 Paraná, no dia 14 de agosto a Justiça do Paraná aceitou denúncia contra o médium Maury Rodrigues da Cruz pelos crimes de violação sexual mediante fraude e estelionato. A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Maury Rodrigues da Cruz: epicentro das acusações

Com a decisão, o médium, que também foi diretor do Museu Paranaense e professor universitário, passa a responder como réu no processo. O caso corre em segredo de Justiça. Além das três pessoas citadas na denúncia, os promotores do MP-PR ouviram pelo menos 20 pessoas que também relataram o caso. Entretanto, na maioria dos casos, os crimes prescreveram. Na denúncia, estão casos que ocorreram há menos de seis meses, desde o início das investigações em fevereiro de 2018.

Em síntese, as acusações apresentadas por Giulio Ferrari e demais testemunhas são as de que o líder religioso teria molestado algo entre 20 e 59 homens, jovens e adultos, nos últimos 20 anos (haveria ainda, segundo Giulio, uma suposta denúncia de pedofilia já prescrita, contra um menino de sete anos ocorrida há 53 anos – o acusante não identificado teria hoje, portanto, 60 anos). Alega ainda que uma das supostas vítimas do professor Maury – um frequentador do Centro Dr. Leocádio, Sr. Luiz Vencato, teria feitos doações de R$ 5,5 milhões à reforma da sede do SBEE, conforme já relatado a esta coluna.

YOUTUBE E IMPRENSA

Em ligação via WhatsApp de quase duas horas, Giulio Ferrari conta que seu objetivo com a divulgação do caso no Youtube e na imprensa (iniciada em maio a partir de reportagem da Rede Massa, seguida pela RIC TV) seria a de “buscar vítimas recentes”.

“A cada seis meses os casos caducam, devido à idade do réu – mais de 70 anos -, então as denúncias de assédio ou abuso sexual precisam ser dentro desse período. Tínhamos uma vítima confirmada e, após a divulgação da Rede Massa, surgiram mais duas vítimas que formam os três casos citados na denúncia do MPE, um por estelionato e dois por assédio sexual”, explica.

De perfil conservador, com postagens nas redes sociais sobre armas e um antipetismo declarado, Ferrari gerencia a página no Facebook “Desmascarando Maury Rodrigues da Cruz Médium 171” e o site: https://www.desmascarando.com.br/.

Ele conta que, mesmo com os primeiros vídeos censurados pela Justiça brasileira (é réu em processo de calúnia e difamação, movido por Maury Rodrigues da Cruz), “a liberdade de expressão do Youtube e Facebook garantem que o conteúdo dos vídeos possa ser postado e replicado em outros canais e sites”.

CAÇA A PEDÓFILOS

No tempo em que vive nos Estados Unidos, Ferrari conta que buscou se especializar na leitura de livros e casos que envolvem psicopatas e pedófilos. “Os estudos sobre psicopatas feitos por especialistas americanos são recentes, começaram nos anos 1970. A maioria dos autores ainda está viva, conheci alguns pessoalmente. Aqui existe uma cartilha de treinamento em que o FBI ensina a como identificar pedófilos. Posso dizer que hoje estou tão qualificado nesse assunto quanto os melhores especialistas brasileiros”, considera.

Ferrari conta que está em contato com a Polícia Federal do Brasil e o FBI para ajudar a identificar e denunciar uma rede de pedofilia no Brasil que, segundo ele, se comunica via grupos de Facebook e WhatsApp.

“Uma coisa que descobri ao ter acesso a esses grupos online é que, quando achamos um indivíduo, a gente acaba descobrindo uma cadeia de pessoas. Estamos passando por uma nova era, a era da comunicação. É isso que quebra os paradigmas: alguém de fora do país conseguir criar um movimento que coloca alguém na Justiça no Brasil”.

CONSCIENTIZAÇÃO CONTRA ABUSOS SEXUAIS

Ferrari se considera um “humanitarian”, algo como um “humanista secular e agnóstico”, que crê em Deus e busca ajudar o próximo, mas não professa nenhuma religião. O tema é recorrente em sua entrevista, entrecortada por citações a documentários da Netflix sobre o tema, como “Holy Hell”, e o podcast do americano Joe Rogan que aborta a Cientologia.

“Acredito que exista uma energia maior, da qual todos nós fazemos parte, a tecelagem do universo. Mas esse ser é tão grande que não vai se preocupar com a nossa cor, gênero ou sexualidade. Eu estive no meio espírita na juventude e no meio evangélico por quase 20 anos, onde também tive contato com casos de abusos de homens e mulheres. Também quero fazer essa exposição um dia, hoje sei identificar a psicologia por trás dos abusadores”.

Giulio Ferrari afirma que sua luta atual é pela conscientização contra assédios e abusos sexuais. “Precisamos criar compaixão na sociedade em relação às vítimas: crianças, jovens e adultos. Independente se são homens ou mulheres, héteros ou gays. Me tornei um ativista social. É um absurdo a quantidade de estupros e abusos que chegam ao meu conhecimento. O abuso sexual não acontece contra um gênero, um homem ou uma mulher. Ele acontece contra um ser humano. Me mata quando escuto gente dizendo que ‘deve ter sido pior por que você era homem’. Não, as mulheres sofrem da mesma forma! Mulher não deve pensar que está mais suscetível a isso. Abuso de qualquer espécie jamais deve ser naturalizado”.


OpusMúltipla é a grande vencedora do Best Mídia 2018

“Beleza de ser Gaúcho”

A OpusMúltipla (empresa do Grupo OM Comunicação Integrada) venceu sete prêmios no Best Mídia 2018, evento realizado nesta terça-feira (28), em Curitiba, pelo Grupo de Mídia do Paraná. Entre as conquistas, destaque para o GranPrix de Mídia pela campanha Semana Farroupilha (O Boticário), condecoração máxima da cerimônia, obtida pela quarta vez consecutiva pela agência.

FARROUPILHA

As outras premiações foram concedidas para Semana Farroupilha (O Boticário) em Campanha de Mídia; Cuponagem (Subway) em Mídia Digital; Momentos Mágicos Dia das Mães (O Boticário – São Paulo) em Mídia DOOH; Segway Amor de Lavanda (O Boticário – Regional Sul) em Projetos Especiais, além do reconhecimento ao time da casa como Melhor Profissional do Ano (para Flaviane Bronner) e Melhor Profissional Digital do Ano (para Analu Milek).

MELHOR MÍDIA

“Ter a melhor mídia do Paraná há quatro anos consecutivos, e uma das melhores mídias do Brasil, além de uma alegria, é a certeza do bom investimento do recurso dos nossos clientes em campanhas que trarão resultados efetivos”, comemora Rodrigo Havro Rodrigues, diretor presidente da OpusMúltipla.

OS GAÚCHOS

A peça vencedora do GranPrix foi produzida para celebrar a tradição gaúcha. No vídeo principal da campanha, que tem duração aproximada de quatro minutos, a beleza de ser gaúcho é demonstrada através de depoimentos reais de pessoas do Rio Grande do Sul, intercaladas com encantadoras paisagens do estado. A tradição gaúcha pode ser percebida desde a música que inicia o vídeo, composta por Paulo Merísio, até a direção, assinada por Gustavo Tissot, ambos nascidos no estado. A campanha é composta também por um comercial de 60 segundos para a TV aberta, além de materiais promocionais no ponto de venda.

BEST DO PARANÁ

O prêmio Best Mídia é organizado pelo Grupo de Mídia do Paraná, que seleciona os melhores cases desenvolvidos ao longo do ano no Estado entre 12 categorias: Campanha; Cinema; DOOH; Jornal; Mall; Mídia Digital; Mídias Sociais; OOH; Projetos Especiais; Rádio; Revista e TV.

(Fonte: DanielaLicht)


CANDIDATURAS (I):

Primeira emenda de Ney será pelo “Erastinho”

Reunião promovida por grupos de amigos de Ney Leprevost

Calcula-se que 3 mil pessoas prestigiaram o candidato a deputado federal Ney Leprevost em um grande encontro na quarta-feira (29) em Santa Felicidade. O evento foi organizado pelo grupo #correntedobem5569federal, que reúne profissionais liberais, líderes comunitários, médicos, advogados, policiais, mulheres, empresários e trabalhadores.

MOMENTO CRÍTICO

Ney, que estava acompanhado de sua esposa Carina e de seu filho Pedro, disse que escolheu ser candidato a deputado federal porque não poderia se omitir nesse momento crítico. “Para mim, é um sacrifício ficar longe da família e dos amigos que tanto amo. Mas quero um Brasil melhor para o meu filho e para cada criança do país”.

LUTA HISTÓRICA

Citando sua luta histórica pela saúde, como autor de importantes leis, Ney contou que a primeira emenda que vai apresentar como deputado federal será para a construção do Erastinho, o maior hospital para o tratamento de câncer em crianças do Sul do Brasil.

Ney falou ainda sobre a luta contra a corrupção: “Como autor da Lei da Ficha Limpa no Paraná e da Lei da Transparência estadual.


Fique atento à “Cidade e Seus Cúmplices”

Nilson Monteiro: imersão em Curitiba

“É o corpo e o espírito desta Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, com todas suas cores, credos, classes, crimes, dores, idades, fantasmas e sons que por ela passam nos dias de ofício.”

Ao apresentar mais este livro de crônicas do jornalista e escritor Nilson Monteiro, o professor e escritor Marco Cremasco, autor, entre outros, de “Guayra” e “Santo Reis da Luz Divina”, entrega o que virá em 216 páginas: “As cidades e seus cúmplices” é uma torrente de paixões.

Monteiro, que rodou o Brasil e um pedaço do mundo a conhecer cidades e pessoas, por onde passou recolheu e deixou marcas.

CURITIBA SEDUTORA

Curitiba, onde vive há 30 anos, é uma delas. Cremasco lembra que, para Monteiro, Curitiba seduz. Ele se denuncia: “meio polaca, meio índia, meio europeia, meio negra, meio metropolitana, meio aldeia, meio sagaz, mistura de raças, culturas, falares, Babel do avesso cortada por carroções de madeira, sulcos na terra, e a loucura dos neons”.

NÃO PERDOA NEM O PAPA

A alma da cidade o persegue, mostrando sua “identidade aqui e ali”, fazendo “piruetas no seu perfil verdejante com rugas desses tantos anos e pose de moderna”. Curitiba se revela “na Boca Maldita, que não perdoa nem o Papa; no samba quadrado, feijoada com mentruz, na Saldanha Marinho”.

SENHORA DOS PINHAIS

Cremasco frisa que Nilson Monteiro descreve a alma curitibana, com a descrição da Rua das Flores. “É o corpo e o espírito desta Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, com todas suas cores, credos, classes, crimes, dores, idades, fantasmas e sons que por ela passam nos dias de ofício.”

Enquanto conversam com ele, sem que o saibam, Poty, Leminski e Helena, Monteiro, tal qual Bandeira, não se faz de rogado: “Vou embora pro Cajuru. Lá, sou amigo do Padre. Terei a cerveja que quero, na mesa que escolherei.” Em seu roteiro pelas cidades desde Presidente Bernardes (SP), onde nasceu, e seus cúmplices, “Monteiro vai além da crônica, para fazê-la poesia”, acentua Cremasco.

Nilson Monteiro é membro da Academia Paranaense de Letras.

SERVIÇO

“As cidades e seus cúmplices”

Editado pela Banquinho Publicações

Lançamento: 10 de setembro de 2018, às 19 horas, Secretaria de Cultura – Sala Miguel Bakun Rua Ébano Pereira – Curitiba PR


Empreendimentos: JMalucelli na Expointer

Equipe da JMalucelli em Esteio, RS

Desde 25 de agosto e até este 2 de setembro, domingo, no município gaúcho de Esteio, a CASE está participando da Expointer 2018 junto com a Case IH, fabricante de máquinas agrícolas – que também pertence à CNH Industrial, e seu concessionário para a região Sul, a JMalucelli Equipamentos.

A Expointer é a maior feira agropecuária do Rio Grande do Sul e uma das maiores do Brasil, que neste ano chega em sua 41ª. edição.

MÁQUINAS AGRÍCOLAS

Num dos espaços mais bem localizados da feira, no estande da CASE – dentro do pavilhão do Setor de Máquinas e Implementos Agrícolas, área 52, a JMalucelli Equipamentos e sua equipe apresentam as máquinas e garantem “as melhores condições do mercado”.

CARREGADEIRAS

A marca está expondo as pás-carregadeiras 621E e W20F, a motoniveladora 865B, a escavadeira hidráulica CX180C e as retroescavadeiras 580N e 580N VC, versão carregadeira. São usadas na agricultura para carregamento, transporte e espalhamento de materiais, abastecimento de fornos de carvão, entre outras aplicações.


Oriovisto lança livro de reflexões. Com renda para o HC

Darci Piana, Ratinho Jr e Oriovisto

Na noite de quinta-feira (30), no Palácio Garibaldi, em Curitiba, o lançamento do livro “Reflexões: olhos e ouvidos de minha alma”, do professor Oriovisto Guimarães, candidato ao Senado pelo Podemos, reuniu amigos, colegas do setor de educação e alunos em sessão de autógrafos e coquetel.

Com público de pouco mais de 300 pessoas, toda a renda obtida com a venda dos livros será doada à Associação dos Amigos do HC – representada no evento por Maria Elisa Ferraz Paciornik.

RATINHO E PIANA

Entre os políticos presentes, destacavam-se os colegas de chapa Ratinho Junior e Darci Piana, o primeiro suplente Paulo Salamuni, os candidatos Tico Kuzma, Felipe Braga Cortes, Professor Mocellin e Professor Euler (ambos do Curso Positivo). Também o ex-secretário Ricardo Mac Donald Ghisi.

Além dos aliados e correligionários da atual jornada na política – que se inicia aos 72 anos, após se aposentar de todas as funções no Grupo Positivo, que fundou há 40 anos – Oriovisto recebeu o abraço de colegas da Academia Paranaense de Letras, como Adélia Woellner e Nilson Monteiro, e da educação privada, notadamente Jacir Venturi, Ademar Batista Pereira e Esther Cristina Pereira, todos do SINEPE.

JOEL E DOMAKOSKI

Helio Bruck Rotenberg, presidente do Grupo Positivo, encabeçou o time de colegas de Oriovisto presentes; também os professores Renato Ribas Vaz e Ivo Carraro.

Igualmente estiveram lá os empresários Joel Malucelli e Marcos Domakoski, presidente do Pró-Paraná, um dos primeiros a chegar. Edson Gradia, braço direito de Alvaro Dias, também marcou presença ao lado da esposa do senador, Deborah Dias, e do filho deles, Alvaro Fernandes Dias Filho.

A Poeta do Paraná, Adélia Woellner (Foto: Kraw Penas)

CANDIDATURAS (II)

Cida inova no programa de rádio

Cida faz bate-papo com a apresentadora Mariana Martins.

O primeiro programa eleitoral da governadora e candidata, Cida Borghetti, foi ao ar na manhã desta sexta-feira (31) e trouxe inovação ao apresentar conteúdo multiplataforma usando rádio e as redes sociais. O programa chamado “Rádio 11”, traz um formato de bate-papo entre a apresentadora e radialista Mariana Silva Martins.

Descontraída Cida convida os eleitores a acompanharem suas propostas, debater política e conhecer um pouco da sua história de vida.

A ideia é que a governadora amplie os seus contatos com os paranaenses e possa levar suas propostas de forma inovadora.

“Nós estamos dando valor ao rádio e ao seu conteúdo e chamando para uma segunda tela nas redes sociais”, afirmou o coordenador da campanha, Marcelo Cattani.


CANDIDATURAS (III)

Ogier Buchi apresenta planos para a Educação e Segurança para jovens estudantes

Ogier Buchi afirma que vai priorizar educação e segurança pública

O candidato ao governo do Paraná, Ogier Buchi, participou na noite desta quinta-feira, 30, de uma sabatina organizada pelo Sindicato dos Jornalistas e estudantes de Comunicação de seis Universidades de Curitiba: PUC- PR, Unibrasil, UFPR, Uninter, UP e UTP.

O representante da coligação Pátria Brasil (PSL- Patriota- PTC), aproveitou a oportunidade para mostrar aos jovens o seu projeto para as áreas de Educação e Segurança Pública. “Além do ajuste na política fiscal e do combate à corrupção, educação e segurança serão prioridades no meu governo”, destacou Buchi.

Entre as diretrizes do plano de governo de Ogier Buchi estão: priorizar os investimentos em segurança e investir em ação científica e tecnológica. Além disso, o candidato do partido de Jair Bolsonaro, não se abstém de tratar do caos no nosso sistema carcerário: “Nas 43 metas e prioridades do orçamento para 2019, não há nada específico para o sistema prisional. Terei que buscar recursos para a contrapartida de financiamentos. De qualquer maneira, é preciso, por honestidade intelectual, enfatizar que esta seria a solução para o déficit imediato, sem resolver o problema que se atualiza diariamente, com o incremento da violência”.

Quando os questionamentos são na área de educação, Ogier Buchi não abre mão de estabelecer metas para alunos e professores: “Este é um passo primordial para melhorar a qualidade do Ensino Médio. Temos também que enfatizar a disciplina e obviamente, adequar a remuneração dos professores”.


CANDIDATURAS (IV)

212 prefeitos declaram apoio a Ratinho Junior

Prefeitos de todas as regiões iniciam, em Curitiba, grande mobilização em favor do candidato

Ratinho com os prefeitos (Foto: Rodrigo Félix Leal)

Mais da metade dos prefeitos de municípios paranaenses declararam apoio a Ratinho Junior. A mobilização em favor do candidato iniciou na noite desta quarta-feira, com uma reunião em que estiveram presentes prefeitos, vice-prefeitos, ex-prefeitos e lideranças de várias regiões do Estado.

“Este apoio é resultado do trabalho que vem sendo feito nos últimos anos junto aos municípios. Conseguimos entregar mais de 3200 obras e seguimos com essa parceria na elaboração do nosso plano de governo, que foi criado com a colaboração dos prefeitos, que sabem melhor do que ninguém o que a população do Paraná precisa”, declarou Ratinho Junior.

REGIÃO METROPOLITANA

Entre os prefeitos presentes estavam os de Cascavel, Guarapuava e Pato Branco. A região metropolitana também foi representada. Os prefeitos de Araucária, Campina Grande do Sul, Fazenda Rio Grande, Piraquara e São José dos Pinhais declararam apoio à candidatura de Ratinho Junior.

“Precisamos de um governador que enxergue o cidadão, que ofereça um cuidado especial aos dependentes químicos e apresente propostas para diminuir a insegurança. Estamos com Ratinho porque sabemos do compromisso dele com estes temas e também com a desenvolvimento da infraestrutura do Paraná”, declarou Toninho Fenelon, prefeito de São José dos Pinhais.

(Assessoria de imprensa de Ratinho Jr)