Em Quitandinha. Foto: Rodrigo Félix Leal/ANPr

Cinquenta e nove pequenos produtores rurais de Quitandinha, na Região Metropolitana de Curitiba, receberam nesta quinta-feira (13) os títulos de propriedade de seus imóveis. Eles ocupam áreas pertencentes ao Estado (devolutas) na comunidade Rio da Várzea. Ao todo foram regularizados cerca de 194 hectares. Os documentos foram entregues pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em solenidade realizada no município.

Além dos títulos de regularização fundiária, ele também confirmou recursos para a prefeitura adquirir equipamento rodoviário e veículo para uso na administração municipal.

Ratinho Junior lembrou que a regularização representa o direito ao patrimônio da terra. “Muitas famílias esperam há muitos anos por esses títulos. É uma oportunidade de a família ter acesso a crédito para comprar maquinário e investir na propriedade, para que ela possa se programar para o futuro”, afirmou o governador. “Temos uma visão de cuidar das pessoas que mais precisam, especialmente daquelas que já fizeram tanto pelo Paraná”.

Os documentos de posse dos imóveis ajudam a alavancar o trabalho dos agricultores, segundo o governador. “São 59 famílias que têm seu patrimônio legalizado. O Governo do Estado trabalha com o tripé gestão eficiente, infraestrutura para escoar toda a produção industrial e agrícola e, sobretudo, o olhar social”, completou.

Ele destacou que somente nos primeiros quatro meses do ano, o Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná (ITCG) entregou 184 títulos, beneficiando famílias de Quitandinha, Pitanga, Boa Ventura do São Roque, Paranaguá e Rio Negro. O objetivo é entregar 15 mil documentos de propriedade até 2022 – cerca de 60 mil famílias ainda não possuem escritura pública e registro em cartório.

A prefeita de Quitandinha, Maria Julia Socek Wojcik, disse que esses produtores não tinham condições de ir atrás de toda a documentação sozinhos. “Estava preocupada com os agricultores que queriam crescer e não conseguiam e o Governo nos ajudou. E esse é apenas o primeiro momento, porque mais famílias de Quitandinha também receberão seus documentos em breve”, afirmou.

Para o secretário de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes, a regularização fundiária mostra o respeito com os pequenos agricultores do Paraná. “Essas pessoas foram incluídas em políticas públicas, agora estão de verdade na sociedade. Esse é um programa de inclusão. A partir de agora, as famílias podem participar de programas com juros subsidiados, programas da agricultura familiar, melhorar a produção e renda”, complementou.