A Sanepar executa serviços de expansão e renovação da estrutura de saneamento em todos os pontos de Ponta Grossa. No momento, o foco do trabalho da companhia é a ampliação da rede de distribuição de água tratada, que vem sendo modernizada com equipamentos de automação em áreas de controle.

O principal objetivo de novos traçados, prolongamentos e substituição de tubulação por outras com maiores calibres é garantir que a água chegue em quantidade e pressão suficientes até os 141,6 mil imóveis abastecidos na cidade. Em alguns locais, o reforço da tubulação permite o transporte de água com vazão maior que o dobro da que existia anteriormente.

“A substituição e a ampliação das tubulações são necessárias, tanto pelo desgaste natural do material, já que o sistema existente era bastante antigo, quanto para acompanhar o aumento da demanda, principalmente porque Ponta Grossa tem uma dinâmica de crescimento em direção aos limites da área urbana do município”, detalha a gerente-geral da Sanepar na região Sudeste, Jeanne Schmidt.

Eventualmente podem ocorrem interrupções emergenciais, ou seja, impossíveis de serem previstas pela companhia e inerentes a qualquer sistema de abastecimento, como os rompimentos de rede, muitas vezes causados por obras de terceiros, queda de energia que prejudique o funcionamento de equipamentos de bombeamento, entre outros.

Também são recentes as obras de instalação das adutoras da Avenida Siqueira Campos e da que atende a região dos conjuntos Londres, Panamá e Costa Rica e, também, da adutora do setor Jockey, em Uvaranas. Neste setor também está em fase de conclusão um novo reservatório e a instalação de novas redes de abastecimento. Somadas, as novas tubulações implantadas no setor Jockey chegam a quase 36 quilômetros.

No setor que abastece do Centro até a Santa Mônica, são mais 15,8 quilômetros de redes sendo instalados e na região da Maria Otília, que abrange Oficinas, Colônia Dona Luíza, Estrela, Olarias, Distrito Industrial e Cará-Cará, está em curso a implantação de outros 8 quilômetros de novas redes e adutoras. São cerca de R$ 50 milhões em investimentos somente no sistema distribuidor de água de Ponta Grossa nos últimos anos.