SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta quarta-feira (21) que os deputados vão se empenhar novamente na privatização da Eletrobras, que, segundo Maia, tem algumas pendências para que possa avançar.
Em rápida entrevista coletiva, Maia disse que combinou com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que será realizada mais uma reunião para que se possa construir um projeto, o mais rápido possível.
Ele ressaltou, no entanto, que a decisão se será um novo projeto caberá ao governo. Com o anúncio, as ações da Eletrobras disparam e bateram o preço máximo desde que a companhia abriu capital, em 1994.
Por volta das 12h48, os papéis da companhia sobem 12,6%, a R$ 45.
A companhia consta em lista que circula entre empresários das 17 estatais que o governo federal pretende privatizar este ano.
Na noite de terça (20), a Câmara rejeitou a Medida Provisória 897, que autorizava o Tesouro a realizar pagamento de R$ 3,5 bilhões à estatal até 2021 e aprovava outros créditos para a empresa.
O problema é que, como informou o Painel, a derrubada da medida pode prejudicar os planos do governo de privatizar a Eletrobras ainda neste ano.