Educação merece atenção

363

O Brasil tem crescido muito nas últimas décadas. O envelhecimento da população, por exemplo, dá sinais de que as condições de vida são melhores hoje do que no passado. Com o fortalecimento da moeda brasileira e a queda dos índices astronômicos de inflação registrados nos anos 80, a economia teve uma melhora bem positiva. No entanto, ainda há uma diferença enorme entre o país do futebol e as nações mais ricas, e o nome dela é educação. A pouca instrução do trabalhador é um obstáculo que o impede de produzir mais para que o seu trabalho agregue mais à economia.

Investir num sistema de ensino de qualidade é requisito fundamental para elevar o Brasil a níveis melhores de produção e riquezas. O aprimoramento da educação técnica também é tão necessário quanto o desenvolvimento das salas de aula tradicionais nas escolas, colégios e faculdades. Segundo o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, a prioridade do Ministério da Educação (MEC) será a educação básica, que vai da educação infantil ao ensino médio. Isso é importante, já que muitos resultados da educação básica não foram satisfatórios durante muitos anos. Isso pode melhorar se a educação for encarada como prioridade pelos governos e a população em geral.