Em uma ação pioneira para apresentar aos brasileiros produtos chineses de qualidade e tecnologia, com design de ponta e preços competitivos, o EBANX, em colaboração com a AliExpress, plataforma global de varejo online do Grupo Alibaba, inaugura em Curitiba sua primeira loja física, a AliExpress Shopping Experience.
Localizada no Shopping Mueller, um dos principais de Curitiba, a loja é formada por um painel de 32 metros de comprimento, com vitrines virtuais e físicas. Um telão de LED, com 5 metros de comprimento e 2,5 metros de altura, mostrará alguns dos melhores produtos de tecnologia comercializados no site do AliExpress. A parede também terá 8 nichos interativos, com monitores touchscreen, nos quais o consumidor poderá visualizar e obter mais informações sobre os itens, além de escanear um QR code para acessar o site do AliExpress. Dois nichos com produtos físicos completam a loja, onde os visitantes poderão experimentar as funcionalidades dos itens vendidos pelo AliExpress.
“Estamos entusiasmados em participar da iniciativa do EBANX, reunindo a experiência online e offline. O AliExpress é uma das plataformas de comércio eletrônico mais populares do Brasil e sempre buscamos maneiras de aumentar a integração de ambientes digitais e físicos, com o objetivo de oferecer a nossos consumidores mais opções, diversão e conveniência enquanto eles compram”, afirma Kang Huang, líder regional da AliExpress no Brasil. “Assim como o EBANX, almejamos inovar e diferenciar ainda mais a experiência de compra no AliExpress, permitindo que nossos consumidores explorem as marcas e produtos disponíveis na plataforma.”
Produtos de tecnologia chinesa estão alcançando uma popularidade crescente no Brasil e na América Latina como um todo, e cada vez mais figuram como a primeira opção de muitos consumidores. Companhias chinesas como o AliExpress têm facilitado o acesso de latino-americanos a produtos e serviços globais. Em 2018, o EBANX processou cerca de 35 milhões de compras em sites chineses parceiros, a maioria delas no Brasil. Em 2013, esse número foi de apenas 1 milhão. O ticket médio gasto por brasileiros nesses vendedores também aumentou, e passou de R$ 45 em 2013 para R$ 100 em 2019.
Além disso, a concorrência entre vendedores chineses também cresceu nos últimos anos. “Hoje, o EBANX atende cerca de 150 empresas da China, que vendem a países da América Latina usando nossas soluções. Somente em 2018, o número de merchants chineses quase dobrou em relação a 2017”, revela André Boaventura, sócio e diretor de marketing do EBANX.
Diante destes números, mostrar aos brasileiros o poder da indústria chinesa de forma presencial tornou-se obrigação. E nada melhor do que um shopping center para abrigar esta experiência e provar que qualidade e custo-benefício podem estar atrelados. “Hoje em dia, comprar um produto chinês deixou de ser sinônimo de falta de dinheiro. É de fato uma ótima opção para o consumidor. Pensando nisso, escolhemos o Shopping Mueller, que conta com um mix de lojas que atendem um público exigente, para desmistificar os produtos comercializados pelo AliExpress”, finaliza Boaventura.