O dólar bateu os R$ 4,028 durante o pregão desta quinta-feira (16). O patamar é o maior já atingido pela moeda americana neste ano. Às 11h50, o papel amenizou alta, cotado a R$ 4,0150, valorização de 0,42%.
A alta do dólar é impulsionada pela valorização da moeda no exterior. O DXY, índice que mede a força do papel americano frente as principais moedas mundiais, sobe 0,2%.
A queda da Bolsa brasileira também impulsiona a valorização. O Ibovespa, maior índice acionário do país, tem queda de 0,6%, a 91.076 pontos.
A máxima do dólar durante o pregão é a maior desde 1º de outubro de 2018, último dia útil antes do primeiro turno das eleições presidenciais, quando a moeda chegou a R$ 4,0650, mas fechou a R$ 4,0190.
A época marcou o início da desvalorização da divisa, com a confiança dos investidores na eleição de Jair Bolsonaro (PSL).​