Dólar cai 1% ante real e bate mínimas desde novembro em dia positivo para ativos brasileiros

508

O dólar aprofundava a queda ante o real na tarde desta sexta-feira, num dia positivo para ativos brasileiros e com um pano de fundo benigno no exterior.

Às 16:23, o dólar recuava 1,10%, a 4,1421 reais na venda.

Na mínima, a cotação desceu a 4,1443 reais na venda. Na compra, o menor valor desta sexta foi de 4,1417 reais, menor patamar intradia desde 11 de novembro (4,1349 reais na compra).

Desde a máxima histórica de fechamento –de 4,2586 reais na venda, alcançada em 27 de novembro–, o dólar já acumula queda de cerca de 2,6%, um recuo de mais de 10 centavos.

Na B3, o contrato de dólar mais negociado tinha baixa de 0,93%, a 4,1510 reais.

Analistas avaliam que o mercado local de câmbio reagia ao bom humor externo nesta sessão, após dados positivos nos Estados Unidos e notícias sobre negociações comerciais entre EUA e China endossarem otimismo quanto ao cenário para a economia mundial.

Contudo, os profissionais também citam que há um movimento de “compra de Brasil” nesta sessão, que conclui uma semana de firme valorização para os ativos domésticos, conforme a atividade econômica revelou surpresas para cima e a tensão social na América Latina dá sinais de menor impacto sobre os mercados da região.

No Brasil, o Ibovespa batia novos recordes históricos nesta sexta-feira, e os juros futuros devolviam prêmio de risco acumulado recentemente.

O real era um dos líderes nos mercados globais de câmbio nesta sexta, junto com os pesos colombiano, chileno e mexicano.

Em Wall Street, o S&P 500 subia 1%.

Fonte: Reuters