A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse nesta quinta-feira que o governo brasileiro atua contra a exploração sexual de crianças e adolescentes por meio do combate à pobreza.

A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, disse nesta quinta-feira que o governo brasileiro atua contra a exploração sexual de crianças e adolescentes por meio do combate à pobreza.

Ela participou do painel Políticas Intersetoriais Integradas, no 3º Congresso Mundial de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, no Rio de Janeiro.

Segundo Dilma, o governo vem promovendo 41 ações integradas, desenvolvidas por 14 ministérios e cinco estatais.

Entre as iniciativas, ela destacou o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), o Disque 100, serviço que recebe denúncias de abusos contra crianças e adolescentes, e o Cadastro Nacional de Adoção.

“As ações têm que ser coordenadas em rede para ter eficácia. A população de risco é a de menor renda e ela é o elemento central da política social do governo”, disse.

“Os excluídos, os discriminados, os ofendidos são a prioridade do nosso governo”, completou.

O painel do qual a ministra participou também contou com a presença de representantes do governo da Tailândia, Nova Zelândia, Jordânia e do Reino Unido.