Dia Mundial do Rim é celebrado com campanhas e exames gratuitos em Curitiba

655

Idealizado pela Sociedade Internacional de Nefrologia (ISN) em conjunto com a Federação Internacional de Fundações do Rim (IFKF), o Dia Mundial do Rim este ano faz uma campanha focada na importância das intervenções preventivas a fim de evitar o início e a progressão da doença renal. O tema principal “Como está a sua creatinina?” tem como objetivo alertar a população sobre a importância dos exames preventivos. Pensando nisso, a Fundação Pró-Renal (organização beneficente que atua na pesquisa, educação e cuidado integrado dos pacientes renais) realiza hoje, na Boca Maldita, em Curitiba, uma campanha com exames preventivos gratuitos e orientações de saúde com nutricionistas, médicos, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros. A ação será realizada das às 10h às 16h e conta com a parceria do SESC/PR.
A doença renal crônica (DRC) é uma lesão nos rins que, nos estágios iniciais, é silenciosa e não apresenta sintomas. Por este motivo, em muitos casos, o diagnóstico acontece muito tarde, quando os rins já estão comprometidos, em estágio avançado, sendo necessário iniciar o tratamento de diálise ou transplante renal.
Atualmente, a doença renal crônica (DRC) afeta cerca de 850 milhões de pessoas no mundo e causa mais de 2,4 milhões de mortes por ano. E, segundo a ISN, a previsão até o ano de 2040 é desanimadora: a doença será a quinta causa mais comum de óbitos. No Brasil, mais de 15 milhões de pessoas já apresentam algum grau de comprometimento nos rins e mais de 125 mil pessoas já estão em diálise (tratamento para filtragem do sangue, quando os rins estão comprometidos). “A Pró-Renal neste dia e nos outros meses do ano faz campanhas diárias para a comunidade, educando com hábitos saudáveis, como a população deve se cuidar. A creatinina, slogan da campanha, que vai dizer como estão os seus rins, é um exame importantíssimo que deve ser solicitado pelo seu médico, semestral ou anual”, explica Anelise Marcolin, diretora executiva da Fundação Pró-Renal, que também alerta que cuidar dos rins é um exercício diário e não apenas em março, mês da Prevenção da Doença Renal.
Outra ação importante e totalmente de graça, dentro do Dia Mundial do Rim é o Circuito da Saúde dos Rins, promovido pelo Hospital São Vicente, a partir das 11h. A programação, oferecida no próprio hospital (Av. Vicente Machado, 401 – Centro), conta com exames gratuitos, orientação de nefrologista e, às 15h, um bate-papo com tema “Ame seus rins. Dose sua creatinina!”, com os nefrologistas Luciana Percegona e Rodrigo Leite.

Alerta
Semana Mundial do Glaucoma e o alerta sobre a doença

De 8 a 14 de março é realizada a Semana Mundial do Glaucoma. A ação é uma iniciativa da Associação Mundial de Glaucoma e tem o objetivo de alertar a população sobre os riscos que a doença causa à visão. O glaucoma é uma doença multifatorial que atinge o nervo óptico e, se não tratada, pode causar perda de visão. A doença ocorre sem a manifestação de sintomas perceptíveis. “Por isso, é importante realizar exames oftalmológicos periodicamente, já que o problema pode piorar com o passar do tempo”, alerta a médica oftalmologista Heloisa Russ, especialista em glaucoma. Ela explica também que a doença é causada principalmente pela elevação da pressão intraocular. “Quando não tratado adequadamente, o glaucoma pode levar à cegueira, enfatiza a oftalmologista.
A doença ocular é considerada a principal causa de cegueira irreversível no mundo. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que são registrados 2,4 milhões de novos casos de glaucoma anualmente, o que totaliza 60 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Glaucoma, o problema acomete 2% dos brasileiros com idade superior a 40 anos, resultando em cerca de um milhão de pessoas. “Mas o problema não atinge somente os adultos, crianças também podem ser acometidas pela doença, porém os casos são mais raros, frisa a médica.

Diagnóstico
A oftalmologista explica que é feito por meio da medida de pressão intraocular (tonometria) e da avaliação do nervo óptico. A documentação do nervo óptico deve ser realizada pela retinografia e/ou estereofotografia de papila. “Associam-se ainda exames para avaliação anatômico-estrutural como o OCT (tomografia de coerência óptica) que avalia a camada de fibras nervosas e funcionais, como a campimetria computadorizada”, complementa a médica.

Mais de 1.200 pessoas esperam por um rim no Paraná
Segundo dados da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos (ABTO), mais de 23 mil pessoas esperam por um rim no Brasil. No último estudo, realizado pela entidade entre os meses de janeiro e setembro de 2019, foram contabilizados mais de 4,6 mil transplantes, sendo que o Paraná é o terceiro estado que mais realizou o procedimento no país, atrás de Minas Gerais e São Paulo. No total, 429 pessoas receberam o órgão. Mas, ainda não é o suficiente. Mais de 1.200 pessoas ainda estão na fila de espera no Paraná aguardando um rim para o transplante.
Entre os fatores de risco da DRC estão: peso acima do ideal, pressão alta, diabetes, familiares com doença renal crônica, tabagismo, problemas no coração, entre outros. Apesar de a doença renal inicialmente ser assintomática, alguns sinais devem alertar para o problema: nictúria (levantar várias vezes à noite para urinar), edemas (acordar com olho inchado, edema de membro inferior), urina espumosa ou com sangue. Nas formas avançadas há sintomas de fraqueza, dores nas pernas, náuseas e vômitos e perda de apetite.
Para a prevenção, orienta-se manter uma dieta saudável, com ingestão regular de água, controlar o peso, praticar atividade física, além de evitar o tabagismo e o uso de medicamento sem prescrição médica. Se tiver hipertensão e/ou diabetes, é fundamental fazer o controle rigoroso dessas doenças e ficar atento se tiver história familiar de doença renal ou origem hispânica, asiática, africana ou aborígene. A prevenção é a única forma de evitar esta doença silenciosa que, muitas vezes, só apresenta sintomas quando já se perdeu 75% ou mais da função renal.

Serviço

Dia Mundial do Rim
Fundação Pró-Renal (12/03)
Local: Boca Maldita – Curitiba
Horário: 10h às 17h
Exames preventivos gratuitos e orientação profissional
www.pro-renal.org.br

Circuito da Saúde dos Rins
Hospital São Vicente
Funef (12/03)
Local: Rua Vicente Machado, 401 – Centro – Curitiba
Horário: 11h
Informações: (41) 3111-3000