Depilação a cera no inverno: dicas e vantagens

494

O inverno chegou e nesse período de baixas temperaturas entram os casacos, meias finas e calças e saem os vestidos, regatas, saias e shorts. E com o corpo ficando menos a mostra, muitas mulheres acabam adiando a remoção dos pelos. Mas, quando o assunto é depilação a temporada traz inúmeras vantagens entre elas a cera quente, que se torna aliada nos dias frios, já que diminui os riscos de alergias e irritações na pele. “Isso porque o suor causado pelos dias mais quentes tendem a causar vermelhidão, coceira, ardência e aspereza em contato com a área recém depilada”, explica a especialista no assunto, fundadora e CEO da rede Pello Menos, Regina Jordão.
Além disso, o calor da cera ajuda a abrir os poros da pele, que com o frio ficam ainda mais fechados. “O método é o mais recomendado no inverno, pois a cera quente ajuda a remoção dos pelos e diminui as dores no procedimento”, completa Regina que ainda destaca mais um benefício de se depilar no inverno. “Sem os pelos a pele fica mais lisinha e a penetração dos cremes hidratantes é facilitada, aumentando os níveis de nutrição da região”, diz.
Embora o sol não se faça muito presente no inverno, o uso do protetor solar continua indispensável. Independente da época, a incidência dos raios UVA e UVB permanece praticamente a mesma. Então, mesmo em dias nublados, as áreas depiladas que ficam expostas devem ser protegidas. “O uso do protetor previne não somente o aparecimento de manchas, mas também o envelhecimento precoce da pele”, finaliza a executiva.