No Governo, praticamente tudo se fazia só depois do “pode” de Roldo, que agora está contando (e comprovando) suas peripécias na vida pública e dos que o acompanharam como cúmplices. É uma bomba relógio. Mas nega-se a dar entrevistas e vive recluso.

Deonilson Roldo: silêncio e delação

Com o passar dos dias avultam opiniões e testemunhos sobre como o Governo de Beto Richa era conduzido. Nesta terça, 26, por exemplo, ouvi o seguinte de um ex-secretário de Beto, de curtíssima passagem pelo Governo, sobre aquela forma de gestão que até o livrou de futuros encrencas: “Cedo fui descobrindo que no final das contas tudo tinha de passar por Deonílson Roldo. Nada se fazia sem o placet do jornalista”.

COLEÇÃO DE DESAFETOS

A propósito de Deonílson: o ex-chefe de Gabinete de Beto, e ex-secretário de Comunicação Social do Paraná, que colecionou muito mais desafetos que poderia esperar comportando-se como o Chalaça do governador, está fazendo delação premiada ao MPF. A informação é de advogado Curitiba com ampla clientela nascida a partir da Lava Jato.

UMA BOMBA RELÓGIO

Para o causídico – um dos que fizeram apreciável carteira milionária com essas encrencas -, “Deonílson, embora beneficiado temporariamente por decisões do ministro Gilmar Mendes, que o tirou do xadrez, é uma autêntica bomba relógio. Quando for conhecida a delação, haverá estilhaços para todos os lados e não apenas para aqueles conhecidos parceiros do imbróglio do pedágio e empreiteiras”.

O que se sabe é que o ex-poderoso Deonílson, muito abalado com a situação que experimenta, vive recluso, em sua valiosa mansão no Barigui-Tingui. Mas não recebe ninguém, muito menos dá entrevistas à imprensa.


Ney Leprevost é um dos favoritos, aponta pesquisa

Ney Leprevost aparece como um dos favoritos para prefeito em cenário da Paraná Pesquisa

O deputado federal e secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná, Ney Leprevost, utilizou suas redes sociais para agradecer os curitibanos pelo resultado da pesquisa realizada pelo Instituto Paraná Pesquisas, que o colocam em 1º lugar, em empate técnico com o atual prefeito.

“Estou focado na gestão da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho. Não é hora de pensar em eleição. Isto é assunto para o segundo semestre de 2020. Mas não posso deixar de agradecer a generosidade dos curitibanos que me colocam neste cenário da Paraná Pesquisas em 1º lugar, em empate técnico com o atual prefeito”, disse Ney.

Foram ouvidos 904 eleitores entre os dias 16 e 20 de março de 2019.


DOS LEITORES (1)

Para Dotti, hora de renascimento

René Dotti: destruição do “Lá no Pasquale”

Caríssimo Aroldo

Muito sensível e necessária a lamentação (da coluna) pela perda de uma das notáveis referências de nossa cidade: Lá no Pasquale.

Em lugar de um requiescat in pace, pretendido como ato de destruição de um símbolo, surge a feliz ideia de um Renascimento.

Trabalhadores da boa memória: mãos à obra!

RENÉ ARIEL DOTTI, Curitiba

 

 

 


DOS LEITORES (2)

Wasyl tem “Terra de Todas as Gentes”

Adherbal Fortes Sá Jr. cedeu o nome

Aroldo,

Esta droga do Face Book anda muito burro e instável. Agora mesmo me bloquearam por uma nota que não escrevi. Não vou nem criar polêmica para não dar cartaz a outros. Simplesmente criei um BLOG para mim – PARANÁ TERRA DE TODAS AS GENTES – Título criado por Adherbal Fortes de Sá Junior e Paulo Vítola.

O Adherbal cedeu-me o direito de uso. Lá publicarei os poemas de nossa gente paranaense, depoimentos que o Luiz Renato Ribas me passou e mais algumas coisas que gostar, sobre nossa história e nossos valores. Se puder me ajudar a divulgar, fico-lhe grato.

https://paranaterradetodasasgentes.home.blog/2019/03/24/23/comment-page-1/#comment-5

 

 

 


DOS LEITORES (3)

Um saco de gatos

Joice Hasselmann: casa de malucos…

Caro jornalista,

enquanto o Governo de Ratinho Junior aparece com 75% de aceitação dos paranaenses, no plano federal ninguém se entende. Agora, por exemplo, os coleguinhas de Joice Hasselmann estão pedindo a cabeça da paranaense eleita deputado por SP. Ela andou desancando seus liderados. Pode?

Sim, não há mais surpresas no plano federal. Tudo pode por lá.

MARGOT ATTENFELDER DA MATTA, São Paulo

 

 

 


Bretas: “Silêncio para os tolos”

Marcelo Bretas, juiz da Lava Jato

Um dia após o ex-presidente Michel Temer ser solto, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, que havia determinado a prisão preventiva dele na semana passada, usou as redes sociais para publicar a seguinte mensagem: “O silêncio é a única resposta que devemos dar aos tolos, porque onde a ignorância fala, a inteligência não dá palpites”. Na postagem, o juiz ainda desejou um bom dia “aos brasileiros de bem”.

(O GLOBO)

 

 

 

 

 

 

 


Atherino contratou Kakay, advogado dos poderosos

Kakai, Antonio Carlos de Almeida Braga: o mais caro

Ezequias Moreira, outro que caiu do pedestal poderoso em que se abrigou no Governo passado, está vivendo dias de purgatório no Complexo Penal de Pinhais (teria emagrecido muitos quilos); mas isso não acontece com alguns de seu grupo também atingidos pela Lava Jato. É o caso de Jorge Atherino, acusado de ser o maior operador de ações nebulosas do Governo, que estaria “muito animado e saudável”, testemunham amigos dele, observando:

MUITA CONFIANÇA

– Atherino está esperançoso, acha que se livrará dos muitos processos a que responde, assegura um velho amigo desse que é um dos maiores alvos do MPF. E que, literalmente, estaria presente em todas as maracutaias hoje denunciadas pelos procuradores e que teriam raízes no Palácio Iguaçu.

GRANA ENORME

Até pela grandeza de suas encrencas, Atherino acaba de contratar o mais caro advogado do país, o notório Kakay, Antonio Carlos de Almeida Castro. Ele é advogado de poderosos, como José Sarney e Roseana, Paulo Maluf, Fernando Henrique Cardoso, Lula da Silva, Odebrecht e Andrade Gutierrez, Marcos Maciel, Itamar Franco, Joseph Safra, Daniel Dantas, Salvatore Cacciola, BMG, Sofisa, 20 senadores, 15 ministros…

COMO ELE SE MOVE

Para os bem informados do mundo do Direito, Kakay não se move de sua paisagem preferida, Brasília, senão por, pelo menos, depósito inicial de R$ 3 milhões. O resto, a combinar. E o trato seguinte pode ser ainda mais salgado.


DESTACAR

CURSOS & CONFERÊNCIAS

Segredos do Reiki nas aulas de Karen

Karen Godoy, arquiteta e terapeuta, mestre Reiki, mestra-professora Magnified Healing, facilitadora Barras Access®, radiestesista e praticante de Feng Shui para harmonização de ambientes vai ministrar aulas de Reiki, em Curitiba, dias 6 e 7 de abril.

Reiki é uma técnica oriental de imposição das mãos para curas de diversos níveis. Foi desenvolvida por um monge japonês chamado Mikao Ussui.

Esse método já é reconhecido e utilizado em hospitais de todo o Brasil pelo SUS como terapia complementar integrativa.

BEM ESTAR É POSSÍVEL

Karen assegura que “através do Reiki, pode-se promover o bem-estar mental, emocional e físico em pessoas, plantas e até animais.”

Sem nenhuma restrição ou contra-indicação é totalmente indolor e não invasivo, e qualquer pessoa pode fazer o curso e praticar, Karen assegura.

DORES E ESTRESSE

O Curso promete: “Você aprenderá a mover a energia da própria pessoa para que promova saúde aliviando dores, estresse, insônia, ansiedade, confusão mental, pensamentos acelerados, medos, dúvidas, etc.”

Nesse curso intensivo, serão passados os ensinamentos nos níveis 1, 2 e 3A do método Ussui com apostilas e certificados.

SERVIÇO

Curso de Reiki

dias 6 e 7 de abril na Av. Sete de Setembro 4476, conjuntos 1105 e 1106.

Inscrições deverão ser feitas até dia 2 de abril pelo link

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdSSToDe2CEm326ELsXX2PW1KaEo1IViGjNxVnqOE8gjLYGPg/viewform ou pelo whatsapp 43 99978-0137.


DESTAQUE

Pesquisador da UFPR recebe título de Professor Emérito

Fábio de Oliveira Pedrosa

O cientista e pesquisador Fábio de Oliveira Pedrosa recebeu da Universidade Federal do Paraná, o título de “Professor Emérito”, honraria concedida aos docentes mais ilustres da Instituição, que mesmo aposentados, continuam exercendo o magistério e/ou a pesquisa.

NITROGÊNIO

Fábio Pedrosa é reconhecido no Brasil e internacionalmente pelos trabalhos na área de fixação de nitrogênio, pesquisa de fundamental importância, que agrega alta tecnologia para a agricultura brasileira.

Pesquisador 1-A do CNPq, o professor é autor e co-autor de mais de 170 trabalhos.

Coordenou diversos projetos em rede permitindo a aquisição e renovação de diferentes equipamentos para laboratórios de pesquisa da UFPR. Pedrosa também é membro da Academia Brasileira de Ciências.

HISTÓRIA DE VIDA

Graduado em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1969); Mestre em Ciências (Bioquímica) pela Universidade Federal do Paraná (UFPR, 1973); Doutor (PhD) em Bioquímica pela Graduate School of Medical Sciences da Cornell University, Nova York, EUA (1977), o pesquisador Fábio de Oliveira Pedrosa é professor da UFPR desde 1971.

Pós-doutorado em Fisiologia da Fixação Biológica de Nitrogênio na Unidade de Fixação de Nitrogênio da Universidade de Sussex (01/1982 a 12/1983). Pedrosa atuou no Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular, da UFPR, desde o início da sua carreira no ensino de graduação e pós-graduação e, mesmo após a aposentadoria, permanece em atividade.


OPINIÃO DE VALOR

Ensino da matemática com interatividade

A Sala Interativa InovaSion (Divulgação)

Sala Interativa InovaSion abre novas possibilidades para o ensino da disciplina, permitindo o uso de ferramentas de alta tecnologia associadas a mídias tradicionais, como jornais, revistas e mapas

Por Camila Gino

O ano de 2019 se iniciou com uma nova e avançada ferramenta de ensino no Colégio Sion, abrindo novos horizontes e perspectivas para alunos e professores. A recém-inaugurada Sala Interativa InovaSion já faz parte do cotidiano dos alunos e educadores do Colégio Sion Curitiba. Espaço amplo e multidisciplinar, a sala InovaSion proporciona, em conformidade com os preceitos da Metodologia Montessori, adotada pelo Sion Curitiba, a utilização de forma integrada de mídias de última tecnologia com mídias convencionais.

TECNOLOGIA

Educadores das mais diversas disciplinas da escola já adotaram a nova sala em sua proposta didática. Entre elas, a Matemática vem abrindo novas possibilidades aos alunos com a sala interativa. “A exploração dos recursos que temos à disposição na Sala Interativa, com suas ferramentas tecnológicas e um ambiente moderno e acolhedor, possibilita um aprendizado mais dinâmico, interessante e envolvente para nossos alunos, a conhecida geração Z, que trabalha de uma forma muito natural com os recursos tecnológicos à sua disposição, sem tornar a tecnologia uma dependência, e sim uma ferramenta de aprendizado, com seu uso de forma correta e consciente.

PLANEJAR AULAS

Planejar as aulas neste espaço é muito prazeroso e motivador, gerando mais e mais conhecimento, tanto para mim quanto para os alunos”, revela Fernanda Mocelin Schena, professora das disciplinas de Matemática e Oficina de Matemática do Ensino Médio e do Fundamental.

Ela conta que os alunos desenvolvem múltiplas habilidades com o uso da sala interativa, em operação desde outubro de 2018, especialmente digitais. “É imediato o maior envolvimento de todos durante as aulas, o que contribui diretamente com um melhor desempenho e significativo aprendizado”, destaca. “É um espaço inovador, InovaSion. Temos o mundo em um clique e atividades distintas podem ser desenvolvidas simultaneamente, inclusive, integrando diferentes turmas.

MUITOS RECURSOS

A variedade de recursos e aplicativos que podem ser explorados de forma produtiva nos permite tornar as aulas mais dinâmicas, à velocidade de nossos alunos.”

Colégio Sion – Ensino (Divulgação)

AÇÕES DE GOVERNO:

Governador e ministro Moro definem ações de segurança na fronteira

O Paraná será o primeiro estado brasileiro a receber um centro de integração para cuidar da segurança de fronteira. A acordo foi firmado entre o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, nesta terça-feira (26), em Brasília. – (Foto: Rodrigo Félix Leal/ANPr)

Acordo entre o governador Carlos Massa Ratinho Junior e o ministro da Justiça e Segurança Pública permitirá a implantação de um projeto-piloto na região de Foz do Iguaçu para integração das forças estaduais e federais de segurança. Cronograma e plano de ação deve ser apresentado em 45 dias.

O Paraná será o primeiro estado brasileiro a receber um centro de integração para cuidar da segurança de fronteira. O acordo foi firmado durante encontro do governador Carlos Massa Ratinho Junior e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, nesta terça-feira (26), em Brasília.

A implantação do projeto-piloto proposto pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública envolve a criação de um grupo de trabalho de órgãos estaduais e federais. “É um projeto que interessa bastante ao Paraná, que já vem fazendo um trabalho de integração e inteligência entre as forças de segurança”, afirmou o governador. “É muito importante que ele comece por Foz do Iguaçu, que faz fronteira com dois países e é porta de entrada para coisas boas e ruins”.

Governo do Estado, Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Polícia Federal, Receita Federal e Polícia Rodoviária Federal, entre outros órgãos, irão trabalhar juntos para definir as ações de segurança na área e as estratégias do centro para coibir crimes como tráfico de drogas e contrabando.

O ministro Sérgio Moro estabeleceu um prazo de 45 dias para definir o cronograma e os planos de ação, além da seleção dos órgãos e agentes que irão compor o centro de integração. “O nosso objetivo é que o projeto aconteça o quanto antes. Vamos fazer este projeto-piloto no Paraná, para ver o que vai ou não funcionar, e estender essa experiência para outros estados no decorrer da gestão”, explicou o ministro.

O Paraná tem 450 quilômetros de fronteira seca e aquática com o Paraguai e a Argentina, além de fazer divisa com os estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina. No Brasil, são 17 mil quilômetros de limite terrestre com nove países.

FÓRUM DE GOVERNADORES

Ratinho Junior esteve em Brasília para uma reunião extraordinária do Fórum de Governadores, com a participação do ministro da Economia, Paulo Guedes. No encontro foram discutidas as questões financeiras dos estados e a tramitação da reforma da previdência no Congresso Nacional.

“A reforma previdência é muito importante para o País, vai dar um salto na economia brasileira e na geração de empregos assim que aprovada”, afirmou Ratinho Junior. “Ela também colabora automaticamente com a saúde financeira dos estados, dando um alívio no caixa para que possamos investir mais”, ressaltou.

ENFRENTANDO A VIOLÊNCIA

Ratinho Junior e Sérgio Moro também conversaram sobre uma outra iniciativa do ministério que será testada no Paraná. É uma ação da Secretaria Nacional de Segurança Pública que será realizada em São José dos Pinhais e envolve, além de órgãos vinculados ao Ministério da Justiça, projetos dos ministérios da Cidadania, Desenvolvimento Regional e da Educação.

O governador destacou que a realização do projeto-piloto do Programa Nacional de Enfrentamento à Criminalidade Violenta no Paraná já havia sido confirmada pelo secretário Nacional da Segurança Pública, general Guilherme Theophilo, que esteve no Palácio Iguaçu na última terça-feira (19) para tratar do assunto e fez uma apresentação das linhas gerais do projeto.

“Primeiro faremos uma ação concertada das forças de segurança pública federais, estaduais e municipais para uma redução drástica da criminalidade. Concomitantemente, serão realizadas ações de políticas sociais, urbanísticas, de cidadania, educação, saúde, direitos humanos e desenvolvimento regional”, explicou o ministro Sérgio Moro. A iniciativa deve ser implantada em cinco cidades na primeira etapa.