De alvo a atirador

461

Requião não consegue fazer campanha e influenciar pessoas sem se apresentar como santo guerreiro contra o dragão da maldade. Seus últimos movimentos o colocaram ao lado do que a quase unanimidade da população considera a maldade. Defendeu Lula, Dilma Rousseff, alinhou-se com Gleisi Hoffmann, lutou contra o impeachment e investiu contra o juiz Sergio Moro e a Lava Jato. Resultado: tem a maior taxa de rejeição que um político paranaense de sua estatura já acumulou em todos os tempos.

Nessa condição, Requião sabe que não terá a mínima condição de disputar uma eleição para o Senado. Arrisca afundar com ele o filho, Maurício, que tenta se reeleger deputado estadual. E por conta disso está perdendo o controle do PMDB, que ficou sem referência e sem chances de chegar ao poder no Estado. Com rejeição que em alguns lugares beira os 90%, Requião não encontra aliados para uma composição. Todos evitam se aproximar dele para não se contaminar.

Não lhe sobrou outra. Lançou-se candidato a governador e quer passar de alvo a atirador. Não fala mais em assuntos da República e procura reaparecer como salvação da pátria no Paraná, contra o governo de Beto Richa e reafirmando as velhas promessas de combate à corrupção, de acabar com o pedágio e oferecer benesses à população mais carente. Se pudesse vencer, seria seu quarto mandato de governador. Dos anteriores nada ficou na lembrança dos paranaenses, nenhuma obra, nenhum programa significativo. Ficaram as mazelas e a imagem de um governador truculento. Dizem os institutos de opinião que a população não estaria disposta a repetir essa fórmula com uma figura que envelheceu, perdeu o tino e a compostura. Diz-se que errar uma vez é humano, duas vezes, descuido, três vezes, burrice. Bem, mas quatro vezes seria passar atestado definitivo de demência social.

Esteio de Lula

Dizem alguns, que Requião candidato a governador do Paraná, seria o esteio para a candidatura presidencial de Lula, que se prepara para tanto, apesar de ameaçado de prisão pela Lava Jato. “Lula e Requião, irmão”, feito o slogan e consolidada a chapa, teríamos uma vertente de esquerda na campanha de 2018 no Paraná. Talvez sobre lugar até mesmo para Gleisi Hoffmann, que ao lado de Lula e Requião poderia tentar a reeleição para o Senado.

Chance de Lula

Segundo os analistas do PT, Lula, condenado, recorreria ao STF apontando vícios do processo que hoje são repisados por sua defesa. Tirá-lo da disputa seria ferir um direito de forma extrema, e irreversível, por causa de uma condenação que poderia no futuro inclusive ser anulada. Diante da repercussão nacional e internacional esperada com um eventual impedimento de Lula de disputar a Presidência, o STF poderia conceder uma liminar garantindo o direito do petista de aparecer na urna eletrônica.

Auditoria

O ministro da educação, Mendonça Filho (DEM-PE) e sua equipe estão pedindo uma auditoria externa para avaliar a eficiência e os gastos dos programas do ministério. Com esta auditoria eles acreditam que cerca de R$ 1 bilhão poderá ser economizado. Estão na mira da auditoria programas implantados em outras gestões como o Projovem, a Universidade Aberta do Brasil e o Programa de Bolsa de Iniciação à Docência.

Mais saúde

O novo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella pediu para que seu secretário da Saúde, Carlos Eduardo de Mattos, reduzisse as filas do Sistema de Regulação (Sisreg). O secretário então visitou o Hospital Miguel Couto, na Gávea e constatou que três quartos que foram construídos para as Olimpíadas não foram utilizados. Imediatamente, solicitou a direção do hospital que os mesmos fossem colocados a disposição da população. Os quartos são quase uma suíte, com piso de granito, banheiros privativos e com TVs de LCD.

A União

O presidente Michel Temer esteve na cidade de Esteio, no Rio Grande do Sul, para anunciar a renovação da frota de ambulância do Samu. Em seu discurso ele exaltou o apoio que tem tido do Congresso Nacional: “Sabemos que para governar é preciso do Legislativo”. E voltou a afirmar que a união entre os poderes, Estados e o Planalto ajudarão o país a superar a crise. “Tenho dito e redito, afirmado e reafirmado que a União será forte se os estados e os municípios forem fortes”. Temer ainda destacou a queda de 4% da inflação desde que assumiu a presidência. O que é verdade.

Sem gastar

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella foi direto na primeira reunião, usando a mesma expressão que já tinha usado no discurso de posse. “A ordem é a seguinte: é proibido gastar”.  Atitude que pretende seguir ao pé da letra para tentar tira a cidade do vermelho.

Sem entrevistas

A primeira-dama Marcela Temer, nunca deu entrevista desde que Michel Temer assumiu de vez a presidência do país. Dizem que Temer a proibiu. Marcela que é formada em direito, só fala através de seus assessores.

Prioridade

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), recebeu um pedido especial do vice-líder do PSDB na Casa, Betinho Gomes (PE), para que ele desse prioridade no projeto que extingue a propaganda partidária no Brasil.  Com isso o governo economizaria cerca de R$ 800 milhões com horário eleitoral gratuito.

Cresça!

Em poucos dias Barack Obama deixará a Casa Branca. O novo presidente, Donald Trump, está criticando muito a gestão do governo antecessor e Obama, até agora, parece não se importar. Só que o vice-presidente Joe Biden não gostou e disparou: “Cresça, Donald. Cresça”.

Aumento

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, começou 2017 fazendo uma boa ação. Depois de trocar seu vice e 11 ministros resolveu aumentar o salário mínimo por lá. E não foi pouco: anunciou aumento de 50%, saindo dos 40.638 bolívares ou R$ 192 por mês.

Pagando

A Receita Federal irá cobrar dos investigados e delatores da operação Lava Jato uma parte dos valores que prometeram devolver. Esta cobrança está sendo negociada através de seus advogados. Só um escritório, por exemplo, possui seis delatores que devem no total R$ 430 milhões em tributos, juros e multas aos cofres públicos.

Preocupada

A presidente do STF – Supremo Tribunal Federal – Cármen Lúcia, se encontrou com o presidente Michel Temer, no último sábado. Cármen foi quem procurou Temer porque está muito preocupada com o sistema penitenciário do Brasil depois das rebeliões acontecidas em Roraima e Manaus. Na conversa ela foi direta falando que uma medida drástica deverá ser tomada imediatamente e que a prioridade dele deveria ser a segurança do país. A conversa durou quase três horas.

Quase um Carandiru

Em nove dias de 2017, 99 presidiários foram mortos nas rebeliões de presídios no país. 64 mortos no Complexo Penitenciário Anísio Jardim, Manaus (AM), na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, em Boa Vista (RR), 33 mortos e na Penitenciária Padrão Romero Nóbrega, em Patos (PB), dois mortos. Este número é quase igual ao massacre do Carandiru, em São Paulo, com 111 mortos, em outubro de 1992.

Deu prejuízo

A equipe de futebol do São Paulo tinha a intenção de aumentar os seus rendimentos através de negociação com da rede de alimentação Rock & Ribs que, além de estampar os shorts da equipe, também assumiria a operação do restaurante no estádio do Morumbi, só que não deu certo e ainda por cima, ficou no prejuízo. Um acordo firmado, que duraria cinco meses de abril até setembro, a empresa alimentícia teria que pagar cerca de R$ 650 mil pela marca nos calções, mais R$ 780 mil pelo aluguel do espaço, só que somente duas parcelas foram acertadas e agora, o clube está na Justiça para conseguir receber o saldo devedor.

Papai do ano

O ator Rodrigo Santoro começou o ano com uma notícia e tanto. Sua namorada, a atriz e apresentadora Mel Fronckowiak, está grávida. Amigos mais próximos revelam que será uma menina e que o casal já está escolhendo o nome para a filha.

Na tela

O novo livro de Guilherme Fiuza, O Império do Oprimido, mal chegou às livrarias e já ganhou contrato para virar filme pelas mãos da  produtora Yourmama. E o elenco já começa a ser escolhido. Carlos Vereza deve ficar com um dos papeis principais. Guilherme ficou conhecido após escrever Meu Nome não Johnny e a biografia Giane — Vida, Arte e Luta, de Reynaldo Gianecchini.

Em partes

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab (PSD-SP), teve uma conversa com o presidente Michel Temer sobre as eleições na Câmara. Disse que pedirá para os deputados de seu partido votarem na reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ), na Casa. Por outro lado, afirmou que não irá pedir para que Rogério Rosso (PSD-DF) retire a candidatura. Vale lembrar que Kassab foi um dos fundadores do partido e presidiu o mesmo por algum tempo.

Não vai dar

Antes dos 77 executivos do grupo Odebrecht fecharem acordo de delação premiada em conjunto (por enquanto metade deles foram ouvidos), um grupo menor já havia aderido. No total era pouco mais de 20 executivos e eles receberam a promessa de ajuda financeira por até 15 anos. O chamado bolsa delação, agora pode não sair. O número de executivos que aderiu ao benefício aumentou demais e não existe verba suficiente para pagar todo mundo.

Ausências

Na posse do novo prefeito de São Paulo, João Dória, algumas ausências de nomes fortes do partido foram sentidas, como o de Aloysio Nunes, José Serra, José Aníbal e Fernando Henrique Cardoso. Os três primeiros, como se sabe, apoiam a candidatura de Aécio Neves a presidência em 2018. Já Fernando Henrique, que permanece neutro, deu uma justificativa. Dória disse aos presentes que recebeu uma mensagem do ex-presidente explicando que o motivo de sua ausência é porque estava em viagem, fora do país. Mas muitos tucanos presentes, inclusive o próprio Dória, sabiam que não era verdade. FHC estava num sítio em Ibiúna, cidade no interior de São Paulo.

Sem visitas

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, pediu a amigos, principalmente políticos, que não o visitem no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. O volume de pessoas que vão visitá-lo é grande e ele quer evitar motivos para que seja transferido novamente para Curitiba.

Aula lá fora

Um grupo de estudantes de turismo, cerca de 120, poderão estudar fora do país e o professor será nada menos do que o chef inglês Jamie Oliver. Na grade curricular está hospitalidade, e claro, gastronomia. Este curso deverá durar 3 meses e foi um acordo firmado entre o Ministério do Turismo e o governo do Reino Unido. A intenção é aprimorar a qualidade do atendimento aos turistas aqui no Brasil. Agora só não se sabe qual critério será usado para escolher os alunos para este curso.

Dinheiro gasto

A Câmara gastou cerca de R$ 210 milhões para atividades de assessoria, aluguel de escritório, segurança entre outras coisas para seus 513 deputados. Já o senado gastou cerca R$ 21 milhões. Os que mais gastaram na Câmara foram Wherles Fernando da Rocha (PSDB-AC), conhecido como Major Rocha, que gastou R$ 561 mil; Hiram Gonçalves (PP-RR), 544 mil e Silas Câmara (PRB-AM), R$ 518 mil. Já no Senado os campeões foram Randolfe Rodrigues (RD-AP) que gastou R$ 456 mil; Telmário Mota (PDT-RR), R$ 447 mil e Paulo Rocha (PT-BA) com R$ 446 mil.

Novo partido

O senador Lasier Costa Martins, 74 anos, no final do ano passado deixou o PDT, alegava que a legenda já não acatava suas opiniões. Mas não ficará muito tempo sem partido. O gaúcho recebeu um convite de Aécio Neves e José Serra para ir para o PSDB. E Martins deve aceitar, apesar de já estar pensando em encerrar a carreira.

Para 2026

A FIFA aumentará de 32 para 48 times na participação da Copa do Mundo de 2026, ainda sem sede definida. Com isso a FIFA arrecadaria 35% a mais do que faturou com a Copa no Brasil. em 2014.

Em alta

A atriz Leticia Lima, 32 anos, que ficou conhecida por atuar no canal Porta dos Fundos, no YouTube, está em alta, depois fixar no elenco do humorístico Vai que Cola, no canal Multishow, que já está na sua quinta temporada. Letícia deverá ganhar um programa ao lado Didi Wagner, no mesmo canal.

Novo programa

O ator e apresentador Rodrigo Hilbert, mesmo depois de receber críticas por mostrar um abate de um carneiro em seu programa Temperos de Família, no GNT, deve ganhar novo programa. Desta vez não será focado nos dotes culinários de Rodrigo, mas voltado à família.

Pet de poeta

O escritor e poeta Ferreira Gullar, falecido no fim do ano passado, tinha uma gata que ganhou da cantora Adriana Calcanhoto e agora está sem lar. Por enquanto ninguém da família se manifestou para ficar com o animalzinho. A cantora foi comunicada e deve ficar com a gatinha por algum tempo, mas está procurando alguém que queira adotá-la.

Crise na escola pública

Entre os problemas enfrentados pelos prefeitos que assumiram em primeiro de janeiro está o da migração de estudantes para as escolas públicas, em decorrência da crise nos estados, concretizada no atraso dos salários do funcionalismo, e da expressiva diminuição do quantitativo de postos de trabalho e elevado número de demissões, em todas as regiões.

Gargalo

A resposta das secretarias municipais de educação deve surgir naturalmente pela oferta de vagas em quantidade suficiente para atender ao aumento verificado, e pela garantia de uma educação de qualidade, capaz de assegurar que a educação infantil e a fundamental constituam-se numa excelente preparação para o ensino médio, considerado um dos gargalos no nosso sistema da educação básica.

Houve melhora

A educação fundamental tem melhorado consideravelmente. Entretanto, ainda há muito a fazer e isto é, constitucionalmente, uma tarefa das prefeituras, em particular das secretarias municipais de educação.

Frases

“Eu tô virando uma besta, chorando com tudo. O que eu me segurei por muitos anos, agora estou desabando. ”

Renato Aragão, na pré-estreia do filme Os Saltimbancos Trapalhões – Rumo a Hollywood”.

“As redes sociais são uma armadilha. ”

Zygmunt Bauman, sociólogo e filósofo polonês que morreu, ontem, aos 91 anos.