Festa popular das ruas nordestinas, o frevo ganha dramaturgia e chega a Curitiba neste fim de semana com o espetáculo Preto no Branco, da Cia de Dança Artefolia, de Pernambuco.


Festa popular das ruas nordestinas, o frevo ganha dramaturgia e chega a Curitiba neste fim de semana com o espetáculo Preto no Branco, da Cia de Dança Artefolia, de Pernambuco. Também são oferecidas oficinas de frevo gratuitas e a cada apresentação haverá uma palestra de Carmem Lelis, coordenadora do Inventário e Registro do Frevo Como Patrimônio Cultural Imaterial.

 

O espetáculo detalha a história do frevo desde o seu surgimento,  trajetória, suas interfaces entre música, dança e contexto social, a pluralidade e o hibridismo que o faz tradicional e contemporâneo ao mesmo tempo.

 


A Artefolia, com direção de Marília Rameh e coreografia de Ivaldo Mendonça, Célia Meira e Marília Rameh,  impressiona pelo primor da qualidade técnica dos intérpretes e pelo teor poético da pesquisa. E apresenta um dançar nordestino não estereotipado, desde 1997, data de sua estréia nos palcos.

 

Mestre Mago e Tiziu, Célia Meira e Ivaldo Mendonça darão as aulas de frevo. Inscrições em jrproducoesltda@gmail.com.

 

Não perca: Teatro da Caixa (Rua Conselheiro Laurindo, 280), às 21h de sexta e sábado e 19 de domingo. Ingressos a dez e cinco reais. Fone 2118-5111.