Tradicionais tapetes de Corpus Christi, confeccionados na Avenida Candido de Abreu, para a passagem da procissão dos fieis da Igreja Católica. Foto: Daniel Castellano / SMCS

Com o tema “Fazei de nós um só corpo e um só espírito”, a celebração do Corpus Christi reuniu nesta quinta-feira (20/6) milhares de fiéis. Organizada pela Arquidiocese de Curitiba, a celebração é especial para o calendário religioso. Reunindo todas as paróquias da cidade na solenidade dedicada à Eucaristia, o sacramento que simboliza o corpo e o sangue de Jesus Cristo.

Acompanhado da primeira-dama Margarita Sansone, o prefeito Rafael Greca participou da celebração, que teve início 14h, em frente à Catedral Basílica de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, e seguiu em procissão pela Avenida Cândido de Abreu até a Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico.

“Participar de um momento como este é reviver uma festa que a nossa igreja celebra desde o ano 1264, quando um grande milagre mostrou que nas espécies eucarísticas estavam o sangue e o corpo de Cristo”, disse Greca.

“É sempre motivo de muita alegria e emoção ter a chance de poder encontrar o nosso povo e poder orar junto com eles”, completou o prefeito, que recebeu os fiéis em frente ao Palácio 29 de Março.

Depois da procissão, os participantes seguiram para apresentação do padre Reginaldo Manzotti, do Ministério Evangelizar é Preciso, na Praça Nossa Senhora de Salete.

A procissão é sempre realizada na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade. Desde 2005, a procissão curitibana acontece na Avenida Cândido de Abreu.

Além de referência ao corpo de Cristo, o tema “Fazei de nós um só corpo e um só espírito” evoca os católicos a superar divisões de todas as origens e a demonstrar a unidade da Igreja.

Pela manhã, os fiéis confeccionaram o tradicional tapete com serragem, grãos e outros materiais na extensão de 1,8 quilômetro da Avenida Cândido de Abreu, desde o obelisco de Nossa Senhora da Luz, nas proximidades da Catedral, até a Praça Nossa Senhora de Salete.

Os lotes do tapete, com cerca de 15 metros cada, são divididos entre os voluntários das comunidades da Arquidiocese nos dois meses que antecedem a celebração do Corpus Christi. É feito um contato prévio com famílias, representantes de paróquias, pastorais, movimentos, congregações e escolas para organizar a confecção do tapete.

Durante a celebração, a Arquidiocese arrecadou alimentos não perecíveis, que serão doados para entidades assistenciais.

Expresso Solidariedade serve 500 refeições
O dia de Corpus Christi também contou com o Expresso Solidariedade, que distribuiu cerca de 500 refeições para pessoas mais necessitadas. Servidores da Fundação de Ação Social (FAS) serviram o almoço e o café da tarde no ônibus articulado de cor vermelha, modelo muito conhecido dos curitibanos que é uma das marcas do sistema de transporte coletivo admirado no Brasil e em outros países.