Crescimento da construção civil no Paraná inspira investimentos em controle e gestão

609

Em alguns aspectos, a tecnologia ainda é estigmatizada, com o papel de vilã no mercado de trabalho, principalmente dentro da indústria da construção, onde muitos acreditam que ela será capaz de roubar o espaço e as funções dos colaboradores.

Mas, o que as novas experiências têm nos mostrado é justamente o oposto. O setor da construção civil, por exemplo, é um dos beneficiários das inovações na área de tecnologia. Empresas, cada vez mais preocupadas com otimização de resultados e redução de custos, têm apostado no uso de softwares de gestão desenvolvidos especificamente para esse segmento. Os benefícios da tecnologia contribuem também para que os trabalhadores da área tenham postos mais qualificados e melhores condições de trabalho.

Com indicadores que sinalizam a retomada, o setor de construção civil do Paraná deve ficar atento às novidades. De acordo com pesquisa realizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado (Sinduscon), as empresas de construção civil em território paranaense podem contratar 16% a mais em 2018.

Novas oportunidades de emprego requerem empresas e funcionários com novas habilidades. A tecnologia, por meio de softwares de gestão, só irá contribuir nesse cenário otimista, apoiando processos e facilitando as rotinas dos canteiros de obras.

Sistemas especializados no setor, como o Mobuss Construção, por exemplo, são capazes de aumentar a produtividade de construtoras em até 50%, além de serem capazes de gerir projetos de forma mais colaborativa, com segurança, agilidade, melhor usabilidade e produtividade, trazendo economia à construção civil.

Além de unificar a comunicação e fornecer eficácia durante todo o processo da obra, sistemas como esse simplificam e estimulam a integração entre coordenadores, projetistas, equipes de obras e terceiros, o que une a equipe, reduz erros de projetos e também a necessidade de retrabalhos.

O uso desse tipo de tecnologia garante ainda produtividade e minimiza desperdícios, o que também nos leva a um mundo melhor, com o uso mais racional dos recursos e diminuição de resíduos nas construções. Oferece transparência e flexibilização de processos, além de, é claro, reduzir custos nos canteiros de obra.

A segurança também é favorecida com uso das novas tecnologias. Com controle ativo das informações dos colaboradores e equipamentos, evitam-se acidentes e imprevistos. Os sistemas conseguem ainda auxiliar na organização e no armazenamento de dados referentes a produtividade dos funcionários e do maquinário, facilitando a fiscalização dos processos de segurança na obra, de acordo com as exigências legais.

Então, podemos afirmar que o funcionário que trabalha junto de boas tecnologias é capaz de sentir maior confiança, segurança e ser mais assertivo nos momentos de tomada de decisão. Com isso, torna-se um colaborador mais ágil e de qualidade, que impactará de forma positiva seu gestor e o cliente final. E fica claro que a tecnologia não irá roubar o emprego de ninguém, pelo contrário, auxiliará o colaborador na conquista de melhores resultados e melhores funções. Para as construtoras, o saldo final será uma equipe satisfeita, obras concluídas no prazo, custos otimizados e clientes felizes.

*Adriana Bombassaro é Diretora de Produtos da Teclógica