Coronavírus: Amazon suspende 4000 contas por preços abusivos

432

O site de mercadorias americano afirmou suspender cerca de 3900 contas de vendedores por super valorizar itens relacionados à pandemia do coronavírus.

Em entrevista ao jornal americano Bloomberg, um funcionário da empresa diz que foi montada uma equipe uma especializada para combater, identificar e investigar preços altos em produtos com alta procura e demanda, como máscaras médicas e  álcool gel.

“Também estamos colaborando com agentes fiscais e procuradores federais para identificar e denunciar empresas que estejam praticando preços abusivos em produtos ligados à crise do Covid-19.”

Desde a pandemia chegar aos Estados Unidos, houve uma grande procura por sabonetes, álcool gel, máscaras de proteção e itens básicos como papel higiênico. O presidente Donald Trump assinou, nesta segunda-feira (23) uma ordem que proíbe venda de tais produtos com preços abusivos ou elevados.