O Corinthians será o adversário do São Paulo na decisão do Campeonato Paulista. Nesta segunda-feira (8), a equipe do Parque São Jorge perdeu do Santos no tempo normal, por 1 a 0, mas superou o rival nas cobranças de pênaltis por 7 a 6 e avançou à final. O duelo de ida havia sido 2 a 1 para a equipe da capital.
Corintianos e são-paulinos voltarão a se encontrar na decisão do Estadual após 16 anos. A última vez o ocorreu em 2003, quando a equipe alvinegra conquistou o título.
Este ano, o time de Fábio Carille vai em busca do tricampeonato. Em 2017 e 2018, também sob o comando do treinador, a equipe superou a Ponte Preta e o Palmeiras, respectivamente.
Já o São Paulo conquistou o título pela última vez em 2005, quando o torneio foi disputado em formato de pontos corridos.
Para chegar a esta decisão, os são-paulinos passaram pelo Palmeiras também em uma disputa de pênaltis.
Após a partida, o técnico Fábio Carille admitiu preocupação com o futebol apresentado pelo Corinthians.
“Vou falar do confronto. A gente foi merecedor da vitória no primeiro jogo, hoje não jogamos bem. Erramos muito passe, jogadores muito abaixo, e Cássio mais uma vez mostrando que é vitorioso, que jogou Copa do Mundo. Jogamos mal, feliz pela classificação, mas muito preocupado com nossa atuação”, disse o treinador.
“Não conseguimos trocar passes, algo que trabalho muito. Tivemos muita dificuldade de trocar passe, ficou muito no pé do Santos”, completou.
Fagner também ressaltou a importância de o time evoluir. “Acredito que temos que melhorar bastante nesse sentido e agora é comemorar porque corintiano sabe que é sofrido, assim matamos todo mundo em casa. Tem a mística do corintiano que tem que ser sofredor, mas queremos evoluir. Temos a semana cheia para trabalhar, evoluir, sabemos que vai ser difícil”, afirmou.
O goleiro Cássio elogiou a atuação dos companheiros. “Hoje não peguei nenhum pênalti, mas tá bom. Hoje é total mérito dos que bateram, estavam concentrados. Tiveram concentração, qualidade. Jogar um jogo intenso e nos pênaltis bater com qualidade… Não que quando defendo o mérito é meu, mas houve tranquilidade para bater com qualidade e firmeza”, disse Cássio.

Estádio: Pacaembu, em São Paulo
Juiz: Raphael Claus
Cartões amarelos: Alison, Diego Pituca, Carlos Sánchez (S); Clayson (C)
Gol: Gustavo Henrique, aos 40min do 2º tempo

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Felipe Aguilar e Diego Pituca; Alison, Jean Mota (Kaio Jorge) e Cueva (Rodrygo); Soteldo, Sánchez e Derlis. T.: Jorge Sampaoli.

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Júnior Urso e Sornoza; Clayson (Ramiro), Pedrinho (Vagner Love) e Gustavo (Boselli). T.: Fábio Carille.