Governo do Paraná anuncia investimentos. Foto: Jaelson Lucas/ANPr

A Copel vai aplicar R$ 474 milhões no Oeste do Paraná nos próximos três anos para fortalecer o sistema elétrico na região e garantir suporte à produção agropecuária. O montante faz parte do maior plano de investimentos da história da Copel em distribuição. Até 2021, a companhia vai aplicar R$ 1,77 bilhão em melhorias e ampliações em todo o Paraná, sendo R$ 836 milhões já em 2019.

Os investimentos foram anunciados pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, o presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero, e o diretor de Distribuição da companhia, Maximiliano Andres Orfali, nesta sexta-feira (24), durante reunião com prefeitos da região, na sede da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop).

O governador também se reuniu com cerca de 1,1 mil produtores rurais em Cafelândia, onde as ações foram detalhadas. “Esse será um grande investimento da Copel nesta região, mais que a metade do montante previsto para este ano para todo o Estado”, disse o governador.

“Vamos corrigir um problema histórico do Oeste, região de grande produção agropecuária, com destaque em frangos e suínos. A energia é fator básico para a cadeia de produção evoluir. O investimento vai ajudar a sustentar a economia da região”, enfatizou o governador. Ao todo, quase 622 mil moradores serão beneficiados.

A Copel quer garantir o suporte necessário ao setor produtivo, reforçou o presidente da empresa. “O Oeste do Paraná cresceu mais do que a média do Estado. Nossa prioridade, agora, é recuperar o tempo perdido e dar condições para os agricultores, industriais e comerciantes crescerem”, enfatizou Slaviero.

Segundo ele, a Copel vem focando os investimentos no segmento de distribuição. “Isso quer dizer que haverá melhoria com a mudança de rede monofásica para trifásica, instalação de quatro novas subestações de energia, mais de 1.100 obras, só nesta região, para que todos os consumidores possam sentir avanços significativos”, afirmou. O investimento inclui, também, equipamentos mais modernos, que fazem religação automática.