Copa D’Or pode ser o real interessado no Hospital Evangélico

577

TRT do Paraná, Nona Região

Justiça foi feita: o TRT da Nona Região, em decisão de seu plenário, confirmou na segunda, 11, como válido último leilão do Hospital Evangélico de Curitiba, realizado em 28 de setembro, o qual apontou vencedor o consórcio liderado pelo Instituto Mackenzie; que pagou R$ 215 milhões pelo hospital universitário e a Faculdade Evangélica do Paraná (hoje funcionando apenas com o Curso de Medicina).

Dos 12 desembargadores do TRT-PT, apenas um votou a favor da Universidade do Brasil, de São Paulo, que pedia a anulação do leilão. Os 11 desembargadores restantes não viram nada que impedisse os presbiterianos do Mackenzie de continuarem administrando o Evangélico, pois já têm a plena posse que lhes foi outorgada pelo juiz da Nova Vara do Trabalho, de Curitiba, Milleo Baracat.

O TRT apreciou, por determinação do TST, a reclamação da Universidade do Brasil, que pedia a anulação do leilão de setembro.

O Evangélico de Curitiba, depois de sucessivas más gestões, a maior delas sob a égide do grupo liderado por André Zacharow, durante 20 anos, se encontrava sob intervenção da Justiça do Trabalho.

A dívida do Evangélico é de R$ 235 milhões, com fornecedores diversos.

Uma fonte presbiteriana disse nesta quarta à coluna: “Somos felizes proprietários do hospital e da faculdade…”

NOVAS DISCUSSÕES

Fontes ligadas à Universidade do Brasil admitem que aquela universidade “não está conformada com a decisão e deverá recorrer a nova instância da justiça contra o que decidiu o pleno do TRT-PR”.

COPA D’OR

Há fortes indicativos, segundo outras áreas ligadas ao mundo dos hospitais, que o “hospital das chamadas elites, o Copa d’Or, do Rio”, estaria por trás dos pleitos da Universidade do Brasil Não consegui confirmar essa possibilidade.

“Tudo é possível”, diz outra fonte presbiteriana, lembrando:

– O que nos separa da rede de hospitais de luxo é que estamos, com o Evangélico, praticando filantropia, segundo mandamento de Jesus. Não estamos atrás de lucro, que até pode vir, mas não é nosso alvo principal.

Há dois anos, o Copa D’Or manteve firmes negociações com a direção do Hospital Santa Cruz, de Curitiba. Queria comprá-lo.

As negociações não prosperaram.

NOVOS MÉDICOS

Na tarde de terça-feira, 11, os formandos em Medicina deste ano do Evangélico deram o melhor prova de quanto confiam na nova mantenedora da faculdade e hospital: os doutorandos, que receberão o grau em 2019, tiram fotografia em conjunto, deixando aparecer no fundo o Hospital Evangélico de Curitiba. E mais: o grupo exibia uma enorme faixa saudando o Instituto Mackenzie.

Faculdade do Hospital Evangélico: alunos de medicina

‘Semeador da Propaganda’ vai para Caio e Nilson Rosa

Leonardo Petrelli, Dionísio Rodrigues, Aldo Malucelli, Norberto F. de Castilho

Homenagem dupla na cerimônia do troféu “Semeador da Propaganda no Paraná”, que será concedido pelo Sinapro/PR (Sindicato das Agências de Propaganda do Paraná) nesta quinta-feira (13.12), em solenidade realizada a partir das 19h30, em restaurante no bairro do Água Verde.

Na edição 2018, receberão os troféus o publicitário Caio Gottlieb (à frente da Caio Publicidade, fundada há 40 anos em Cascavel/PR) e o empresário Nilson Rosa (diretor da N Mídias Publicidade e diretor executivo da Rádio CBN FM e AM, Rádio Band News FM de Curitiba e Band News FM de Paranaguá).

A proposta do prêmio é reconhecer profissionais que colaboram com o desenvolvimento e o fomento da atividade publicitária no Estado.

HOMENAGEADOS ANTERIORES

O troféu “Semeador da Propaganda no Paraná” já foi entregue a Rafael de Lala Sobrinho, Gilberto Ricardo dos Santos, Norberto F. de Castilho, Dulcídio Caldeira Jr., Antônio Luiz de Freitas, Hiram Silva Souza, Elon da Silva Garcia, Ney Alves de Souza, Sílvia Dias, José Dionísio Rodrigues, Desidério Pansera, Luiz Eduardo G. Turkiewicz, Humberto Mendes, GRPCom – Grupo Paranaense de Comunicação, Leonardo Petrelli Neto, Valduir Pagani, Helcio José Gelbecke, Carlos Rogério Florenzano, João José Werzbitzki, Rodrigo Havro Rodrigues, Domingos Pascoal Pereira de Souza, Aldo Alfredo Malucelli e Elon César Isfer Garcia.


FATO/FOTO

Ordenação de três novos padres

No sábado, 8 de dezembro, na Catedral de Paranaguá, Dom Edmar Peron celebrou a cerimônia de Ordenação Sacerdotal de três novos padres que vão trabalhar inicialmente em Matinhos, Antonina e Tunas do Paraná.

Foi para uma cerimônia com muitos detalhes que na manhã de sábado, dia 8 de dezembro, a Catedral de Paranaguá recebeu centenas de fiéis, alguns vindos de outras cidades e estados, e dezenas de padres e religiosos, para acompanhar a Ordenação Sacerdotal de Tiago Machado, Felipe de Assis e Alberto Quirino.

O rito de Ordenação que é solene, entretanto permeado de alegria e ação de graças que registra a vontade dos diáconos em dedicar a vida ao sacerdócio e o acolhimento deles pela Igreja, representada pelo Bispo e sob o testemunho da comunidade.

A CERIMÔNIA

Toda a cerimônia é tocante. Desde o chamado e apresentação dos candidatos ao sacerdócio; o propósito que eles fazem perante a comunidade; a Ladainha, quando reza-se a todos os Santos por eles (que neste momento rezam prostrados no chão, como sinal de humildade e inteira entrega a ação de Deus); a imposição das mãos do Bispo e demais padres; a prece de ordenação; a entrega das vestes – casula e estola; a unção das mãos dos novos sacerdotes e a entrega do pão e do vinho (levada por familiares até o altar).

MUITAS PALMAS

Em seguida Alberto, Tiago e Felipe foram saudados com uma calorosa salva de palmas pelos presentes e acolhidos fraternalmente pelos demais sacerdotes. A primeira missa dos novos padres da diocese foi no mesmo final de semana. Padre Alberto, celebrou no sábado à noite na Paróquia São Pedro, em Matinhos e Padre Tiago também no sábado, no Santuário NSra do Pilar em Antonina. Já o Padre Felipe celebrou sua primeira missa no domingo, na Paróquia São Francisco em Tunas do Paraná. Como padres diocesanos eles irão exercer sua missão na diocese de Paranaguá formada atualmente por 13 municípios e 22 paróquias.

IDE E ANUNCIAI

Um dos fundamentos está na passagem bíblica, na qual Jesus envia os discípulos para anunciarem o Reino de Deus a todos os povos: “Ide, portanto e, fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-as a observar tudo o quanto vos ordenei” (Mt. 28, 19ss). Com essa “ordem” os discípulos partiram para as diversas partes do mundo anunciando o Reino de Deus.

(Pascom Diocese de Paranaguá)


Homofobia e “la deuxième etoile” estão entre as expressões do ano

Brexit

Os especialistas do aplicativo de idiomas Babbel, selecionaram alguns termos cruciais para entender 2018. “Parte do trabalho de um linguista é acompanhar de perto o desenvolvimento e o uso das línguas em diversos meios como notícias, mídias sociais, discursos e debates políticos e interações com usuários”, conta Vitor Shereiber, Gerente de Projetos Didáticos da Babbel.

Confira quais foram as palavras e expressões mais usadas nas esferas políticas, midiáticas e sociais em todo o mundo:

HOMOFOBIA (BRASIL)

Significado: Termo de 1960 que significa desprezo ou preconceito contra pessoas homossexuais, ou seja, quem sente atração por pessoas do mesmo sexo ou tem relações afetivas com pessoas do mesmo sexo.

Contexto de 2018: Por causa do ano eleitoral, a palavra “homofobia” tornou-se ainda mais recorrente, uma vez que o presidente eleito expressa com frequência sua forte opinião sobre o assunto.

Consequentemente, o termo passou a ser lido, ouvido e discutido em todas as esferas: política, social e midiática.

LA DEUXIÈME ÉTOILE (FRANÇA)

Significado: “A segunda estrela” colocada na camiseta dos jogadores de futebol da seleção francesa nesta Copa do Mundo.

Contexto de 2018: A equipe francesa conquistou sua primeira estrela em 1998. A segunda veio este ano, 20 anos depois. Na França, só se falava da tal possível segunda estrela antes e durante o maior campeonato de futebol do mundo.

DITADURA (BRASIL)

Significado: Uma forma de governo na qual o poder é concentrado em um líder ou em um grupo. Geralmente, é exercido de forma brutal e opressiva.

Contexto de 2018: A ditadura militar brasileira (1964-1985) fechou o Congresso, suspendeu direitos políticos de cidadãos, impôs censura à imprensa, usou métodos de tortura em interrogatórios, entre outras medidas. Contudo, o presidente eleito afirma que esta foi uma época de ouro para a economia, para a segurança e para a educação brasileira.

Discussões contra e a favor tomaram conta do país em 2018 em todas as mídias, debates acadêmicos, mesas de bar e salas de estar.

GASLIGHTING (ESTADOS UNIDOS)

Significado: A ação de manipular por meios psicológicos para que alguém aceite uma representação falsa da realidade ou duvide de sua própria sanidade.

Contexto de 2018: As mulheres, especialmente, enfrentam gaslighting quando confrontam a violência de gênero e opressão. Este ano, o termo foi usado por muitos americanos para se referir ao seu atual presidente.

Segundo as mídias sociais, o termo foi utilizado nesse sentido para acusá-lo de manipular a opinião pública.

IDEOLOGIA (BRASIL)

Significado: Pensamento característico de um indivíduo, grupo ou cultura, que pode incluir teorias e objetivos de um programa sociopolítico, por exemplo.

Contexto de 2018: O termo se tornou extremamente popular este ano, entre outros motivos, por causa da Escola Sem Partido. O projeto poderá ser aprovado pelo próximo governo, que assume em janeiro de 2019, e tem como objetivo “rever” a história da ditadura brasileira, além de censurar as chamadas “ideologias de esquerda” na educação.

“NO VAX” (ITÁLIA)

Significado: “Sem vacinação” é chamado o grupo de pessoas contrárias às vacinações de seus filhos.

Contexto de 2018: Este ano, na Itália, foi determinado que algumas vacinas voltassem a ser obrigatórias, já que o número mínimo para a chamada “Imunidade Coletiva” não foi alcançado. O termo refere-se à quantidade de pessoas que tem de estar imune a doenças para que um vírus não se espalhe, causando uma epidemia.

“FAKE NEWS” (BRASIL)

Significado: Notícias falsas.

Contexto de 2018: Fake news são geralmente compartilhadas e distribuídas via mídias sociais. Nas eleições de 2018 no Brasil, a missão da OEA notou o uso sem precedentes de notícias falsas no país. A chefe da Missão de Observação nas eleições brasileiras afirmou que foi a primeira vez que o WhatsApp foi usado desta forma.

BREXIT (REINO UNIDO)

Significado: Forma abreviada para dizer que o Reino Unido está saindo da União Europeia. Brexit é a fusão de Britain e exit.

Contexto de 2018: Dois anos após a votação, o Reino Unido e a União Europeia estão quase entrando em um acordo em relação ao Brexit. O próximo passo, que deve ser o último antes da saída definitiva, é a votação do acordo pelos parlamentares. Se tudo der certo, o Brexit deve entrar em vigor a partir de março de 2019.

Facismo

FASCISMO (BRASIL)

Significado: Um sistema de governo de direita, autoritário e nacionalista que oprime qualquer oposição a ele.

Contexto de 2018: A polarização política no Brasil trouxe uma onda de agressividade que tem causado brigas em famílias, desfeito amizades e gerado violência. O termo “fascismo” tem sido amplamente usado pela oposição para descrever o governo que assumirá a partir de janeiro 2019.

REGIERUNGSKRISE (ALEMANHA)

Significado: “Disputa de coalizão”. Quando dois partidos políticos que constroem um governo de coalizão estão em uma disputa constante sobre certo tópico.

Contexto de 2018: A coalizão CDU/CSU e o SPD (os maiores partidos da Alemanha) estão construindo a chamada “Grande Coalizão”. Eles têm uma espécie de parceria de conveniência, mas estão em constantes disputas.

Uma das principais discordâncias, no momento, refere-se à questão da possível rejeição de refugiados na fronteira alemã.

MACHISMO (BRASIL)

Significado: O machismo se baseia na ideia de que as mulheres são naturalmente menos importantes, inteligentes e capazes do que os homens.

Esse preconceito pode culminar em desrespeito e até violência contra elas.

Contexto de 2018: Uma jornalista esportiva britânica e uma comentarista alemã fizeram história ao se tornarem as primeiras mulheres a narrar a Copa do Mundo. Apesar do aumento da participação feminina, cresceu também o número de assédios. No evento, alguns homens, incluindo brasileiros, postaram vídeos assediando mulheres estrangeiras. O incidente foi amplamente divulgado pela mídia nacional e internacional.

“TOXIC” (AUSTRÁLIA)

Significado: 1) Relacionado ou causado por veneno; 2) Muito ruim, desagradável ou prejudicial.

Contexto de 2018: Palavra do ano do Dicionário Oxford e, infelizmente, usada para descrever 2018 na Austrália. As principais questões que “intoxicaram” a sociedade australiana este ano foram: clima político turbulento; aumento nos preços da gasolina; quebra do mercado imobiliário; polêmica na proibição do uso de sacolas plásticas; masculinidade tóxica (machismo).

Austrália

Requião, Cícero Urban, Nassib, Joice Hasselman entre os contemplados com a Ordem do Pinheiro

Cícero de Andrade Urban, Paulo S. Brofman, Nassib Abbage Filho, Marco Antonio Caron, Maria Tereza G. Uille Gomes, José Álvaro da Silva Carneiro

Dia 19, quarta-feira, data da Emancipação Política do Paraná, a governadora Cida Borghetti – a partir de 19 horas, em espaço especial a ser montado defronte ao Palácio Iguaçu – vai presidir uma das últimas grandes solenidades públicas de seu curto (e eficiente) Governo: entrega da maior comenda do Governo do Paraná, a Ordem Estadual do Pinheiro. Serão 80 as personalidades agraciadas, que receberão a comenda em três categorias: Grã-Cruz, Grande Oficial e Comendador.

Posso dar meu testemunho de quão marcante é a solenidade, pois recebi a comenda, no Grau de Comendador, em 2012. E observo agora que Cida, tanto quanto Beto Richa o fez (no ano de 2012 citado), mostra sua ampla acuidade para a sociedade paranaense.

Assim, nem eventuais adversários políticos, como o ainda senador Roberto Requião, foram esquecidos (grã-cruz); O presidente Bolsonaro foi contemplado, mas não virá a Curitiba pois tem pauta comprometida até à posse. Em compensação, a muito controvertida Joice Hasselmann, jornalista que fez sua vida profissional a partir de Curitiba (é natural de Ponta Grossa) está entre as agraciadas com a comenda.

MÉDICOS

Cida fez justiça a paranaenses de enorme importância e que não são do chamado mundo político nem do universo empresarial. É o caso dos médicos Cícero Urban (oncologista e coordenador do Curso de Medicina da Universidade Positivo) e do cardiologista e professor da PUCPR, Paulo Brofman.

Cícero Urban, que é vice-presidente do Instituto Ciência e Fé de Curitiba, além de professor universitário e cirurgião oncológico, é conferencista internacional em sua especialidade (oncoplástica). Ele estava no Kuwait, ministrando Cursos, como fez este ano por várias vezes nos Estados Unidos e Argentina, quando recebeu a notícia de sua escolha pela governadora do Paraná.

Fiel a amigos que a ajudaram no Governo, Cida também contemplou a comandante da PMEP, coronel Audilene Rocha, e o jornalista Paulino Viapiana com a distinção Ordem Estadual do Pinheiro. A lista de homenageados contempla personalidades muito caras à comunidade sírio-libanesa do Paraná, ao outorgar a comenda ao artista plástico Nassib Dib Abbage Filho, e ao mundo católico, concedendo a comenda ao padre Aparecido Pinto, da Arquidiocese de Curitiba.

Siga a relação:

CLASSE GRÃ CRUZ

Homenageado com a Ordem Estadual do Pinheiro Grã-Cruz: Alexandre Baldy de Sant’Anna Braga, Claudio Ferdinandi, Coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha, Coronel Maurício Tortato, Daoud Nasser, Deisi Noeli Weber Kusztra, Fernando Destito Francischini, Francisco Feio Ribeiro Filho, João Pedro Gebran Neto, Joice Hasselmann, Laurindo Furquim, Margarita Elizabeth Pericás Sansone, Maria Tereza Uille Gomes, Mauricio Leite Valeixo, Nelson Arns Neumann, Nelson Wilians Fratoni Rodrigues, Néstor Abatidaga, Osmar Terra, Paulo Roberto Slud Brofman, Pedro Deboni Lupion Mello, Riccardo Savone, Roberto Requião de Mello e Silva, Rui Fernando Pilotto, Valter Casimiro.

CLASSE GRANDE OFICIAL

Homenageado com a Ordem Estadual do Pinheiro Classe Grande Oficial: Ana Amélia Filizola, Carlos Rodolfo Sandrini, Claudia Silvano, Coronel Adilson Castilho Casitas, Fernando Meneguetti, General Aléssio Oliveira da Silva, General Tomás Miguel Miné Ribeiro Paiva, Gilberto Seleme, Guilberto Minguetti, Hajime Kimura, João Casillo, José Alberto Alderete Rodríguez, José Araújo da Silva, José Augusto Araújo de Noronha, Júlio Cezar dos Reis, Leonardo Petrelli Neto, Luiz Taro Oyama, Mara Lucia Schmitz Ferreira Santos, Marcos José Olsen, Marcos Vitorio Stamm, Maria Iraclézia De Araújo, Marina Nessi, Mário Luiz Ramidoff, Nassib Abdo Abage Filho, Paolo Ridolfi, Raffaele Festa, Ruy Muggiati, Saint-Clair Honorato Santos, Tânia Maria Acco, Tenente Coronel Hudson Leôncio Teixeira, Thomas Augusto Amaral Neves, Virgílio Moreira Filho.

CLASSE COMENDADOR

Homenageado com a Ordem Estadual do Pinheiro Classe Comendador: Adriano Rocha Lago, Cicero de Andrade Urban, Ernei de Souza, Hélio Raupp, Isaias Cardoso dos Santos, José Álvaro da Silva Carneiro, Padre José Aparecido Pinto, José Sória Arrabal, Laila de Laguiche, Lenice Bodstein, Leonice Tristão da Silva Lopes, Marco Antonio Caron, Marco Aurélio Ribeiro, Maria Madalena Martins Alvez, Merli Garcia dos Santos Scheremeta, Norma Santos de Freitas, Paulino Viapiana, Plinio Nestor Dias, Rafaela Trevisan Raurich, Renaldo Amauri Lopes, Rosemarie Diedrichs Pimpão, Wanderlei Dedéco, Yoshiaki Yamaguchi, Zagonel Santos.


HISTÓRIAS INSPIRADORAS

Tragédia de Campinas: filho foi morto protegendo a mãe

Mãe de 65 anos sobreviveu e ainda não sabe que o filho morreu

Sidnei Vitor Monteiro / Reprodução EPTV

Redação da Aleteia | Dez 12, 2018

Entre as pessoas atingidas no brutal ataque perpetrado nesta terça (11), na catedral de Campinas, logo após a celebração da Santa Missa do meio-dia, há duas de uma mesma família.

Mais precisamente: mãe e filho.

Mais impactante: a mãe sobreviveu e ainda não sabe que o filho foi morto.

Mais impactante ainda: o filho foi morto tentando defender a mãe.

Sidnei Victor Monteiro, de 39 anos, e sua mãe Jandira Monteiro, 65, são do município paulista de Hortolândia e haviam ido a Campinas para uma consulta odontológica. Antes, porém, resolveram passar na catedral para fazer uma oração.

Em declarações à imprensa, chorando muito, o jovem Thiago, 19 anos, neto de Jandira e sobrinho de Sidnei, contou ter falado com a avó por mensagem de texto instantes antes do ataque.

“Ela queria saber do meu joelho, que está machucado. Perguntou se fui ao médico e se peguei atestado”.

COSTUME

Thiago confirmou que Jandira costumava passar pela catedral metropolitana de Campinas quando se dirigia a consultas médicas.

A respeito do tio, o jovem o descreveu como “muito querido pela família e pelos amigos“. Sidnei era casado, tinha um enteado e trabalhava na Universidade de Campinas (Unicamp). Quando soube através do pai que Sidnei tinha sido morto, Thiago ficou profundamente abalado:

“Eu não acredito, não acredito! Meu tio não…”

PROTEGENDO

Um primo da vítima, citado pelo jornal Extra sem identificação, testemunhou sobre o último gesto de Sidnei nesta vida:

“Ele morreu tentando proteger a mãe dele”.

Jandira chegou ao hospital municipal Mario Gatti com ferimento no tórax, estilhaço na mão direita e fratura na clavícula. Ela segue em estado de observação e, segundo seu outro filho, Sílvio Antonio Monteiro, de 47 anos, ainda não sabe da morte de Sidnei. Sílvio declarou à imprensa:

“Não consigo falar o que estou sentindo porque nem vi o meu irmão. Minha mãe pergunta dele toda hora, mas eu disse a ela que ele está bem, está sendo bem cuidado”.


Governador Ratinho Junior anuncia nomes para a diretoria da Copel

Daniel Pimentel Slaviero

O governador eleito Carlos Massa Ratinho Junior anunciou, nesta terça-feira (11), os nomes que vão compor a diretoria da Companhia Paranaense de Energia (COPEL). O presidente da estatal será o empresário Daniel Pimentel Slaviero, a diretoria financeira permanece com Adriano Rudek de Moura e a presidência da Copel Telecom fica com Wendell Oliveira.

“Estou escolhendo para fazer parte do meu governo, nomes que sejam mais técnicos e que tenham experiência no setor onde irão trabalhar. A Copel é uma das empresas estatais mais importantes do Estado e tive o cuidado de indicar nomes de profissionais qualificados para os desafios que a empresa terá no futuro”, afirmou Ratinho Junior.

A ideia do governador eleito é consolidar a Copel como a melhor empresa do País no setor e garantir que a estatal amplie sua capacidade para realizar novos investimentos. “A Copel é a força da nossa economia e a base fundamental para garantir qualidade de vida aos paranaenses. Vamos trabalhar para que o desempenho da empresa melhore ainda mais”.


Governadora sanciona lei de criação de pássaros nativos

Proposta por vários deputados estaduais, a nova legislação começa a valer em 60 dias e vai ajudar a proteger e preservar as espécies. Nova lei lista as 61 espécies que poderão ser criadas e comercializadas.

A governadora Cida Borghetti sancionou a lei que trata da criação amadora e profissional no Estado, acompanhada do presidente da Federação dos Criadores de Pássaros do Estado do Paraná, Miguel Tanamati.

O Paraná já conta com uma política de gestão de pássaros da fauna nativa. A governadora Cida Borghetti sancionou a lei que trata da criação amadora e profissional no Estado. Proposta por vários deputados estaduais, a nova lei lista as 61 espécies da fauna silvestre brasileira que poderão ser criadas e comercializadas e começará a valer em 60 dias.

“O objetivo da política de gestão de pássaros é proteger, preservar e repovoar as espécies”, destacou a governadora. O Brasil possui pouco mais de 1.900 aves cadastradas e, destas, 173 estão ameaçadas de extinção.

O último levantamento realizado pelo IAP, em 2004, aponta 167 espécies em risco no Estado. “A lei vai ajudar na preservação, já que com uma política de manejo adequada será possível reproduzir as aves”, afirmou Cida.

COOPERAÇÃO

A própria legislação prevê o uso de programas criados ou mantidos pelo IAP, que poderá firmar acordos de cooperação técnica com as universidades estaduais e outros órgãos para promover o repovoamento das espécies criadas em ambiente doméstico.

A sanção da lei foi acompanhada pelo presidente da Federação dos Criadores de Pássaros do Estado do Paraná, Miguel Tanamati, que comemorou. “Esta conquista é resultado de muito trabalho da Federação e é dedicada a todos os criadores sérios do Estado”, disse.