O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, declarou que a cooperação entre seu país e a Venezuela não está voltada contra nenhum outro país, incluindo os Estados Unidos.

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, declarou que a cooperação entre seu país e a Venezuela não está voltada contra nenhum outro país, incluindo os Estados Unidos. A afirmação foi dada em entrevista ao jornal "Rossiyskaya Gazeta", que será publicada nesta terça-feira.

"Não sei por que tiram esse tipo de conclusão. A Rússia e a Venezuela não têm nenhuma intenção de atacar ninguém. A Rússia e a Venezuela cooperam apenas sobre a base das normas do direito internacional", disse o ministro.

A declaração foi uma resposta sobre as informações que surgiram na imprensa americana de que a cooperação entre Moscou e Caracas seria dirigida contra os EUA.

O ministro afirmou que antes de divulgar versões de ataques contra os EUA, ele proporia à CNN "uma investigação jornalística de como foi preparado o ataque contra a Ossétia do Sul, inclusive o ataque contra a Rússia", acusando diretamente o canal de notícias americano.

Ele justificou o conflito com a Geórgia dizendo que o ataque contra as forças de paz de qualquer país (no caso, das forças da Geórgia contra a região separatista da Ossétia do Sul) é considerado pelo direito internacional um ataque contra o Estado que representam. Em retaliação, em agosto, a Rússia invadiu a região lançando um contra-ataque e expulsando as tropas georgianas da Ossétia do Sul e da Abkházia.