A especialista Paola Tucunduva, formada em administração de empresas pela FGV com especialização em finanças e marketing será uma das palestrantes  na  Jornada Empreendedora USA, considerado o maior evento do setor de empreendedorismo nos Estados Unidos.  O evento que ocorrerá de 03 a 05 de julho próximo em Orlando (EUA), no Loews Sapphire Falls, Universal Resort, possibilitará aos participantes absorver amplos conhecimentos com experts em empreendedorismo e investimentos, americanos e brasileiros.
Paola, vai a bordar sobre como empreender com propósito e plenitude, aproveitando a ocasião para discutir o empreendedorismo e a internacionalização de marcas.
Empreendedora com 28 anos de experiência, Paola é formada em administração de empresas pela FGV com especialização em finanças e marketing. Instrutora do Empretec há 15 anos e professora da Fundação Dom Cabral desde 2011, foi em 2008 finalista do prêmio Woman Business Award – UNCTAD/ONU e em 2009 finalista do prêmio Mulher de Negócio do Sebrae SP. Nos últimos três (03) anos atendeu como coach e palestrante mais de 10 mil empreendedores, que tiveram resultados extraordinários através de sua metodologia.
Renovar ideias, gerar oportunidades, discutir possibilidades, apresentar novas tendências e ampliar o networking são algumas das diretrizes do Jornada Empreendedora USA, considerado o maior evento do setor de empreendedorismo no EUA. Registrando a sua segunda edição, terá como mote ajudar a internacionalizar marcas e empresas que desejam de alguma maneira migrar os negócios para a terra do Tio Sam, gerando novos negócios locais, explorando oportunidades de consultorias com os mais renomados profissionais do setor e absorvendo amplo conteúdo junto aos considerados mestres do empreendedorismo.
Estimando receber cerca de 1200 convidados, o Jornada Empreendedora promoverá a abertura de novas perspectivas relacionadas a este mercado, permitindo uma verdadeira imersão aos participantes acerca do mundo dos negócios, contendo técnicas e práticas que são sucesso absoluto nos Estados Unidos.  Mais informações:  contato@jornadausa.com
www.jornadausa.com
Cidadania e direitos das mulheres em pauta
O Conselho das Mulheres Empresárias da Associação Comercial do Paraná promoveu no início do mês, uma  palestra  com o tema “Cidadania e Direitos das Mulheres – Um Panorama Jurídico Brasileiro” e que foi ministrada pela desembargadora Lenice Bodstein. A presidente do Conselho, Maria Cristina Coutinho, fez a apresentação da convidada, que falou aos presentes sobre as transformações acontecidas nos últimos 50 anos em relação às mulheres, especialmente em relação ao mercado de trabalho.
Lenice Bodstein é desembargadora, formada em Direito em 1977 pela Universidade Federal do Paraná e é desembargadora do Tribunal de Justiça desde 1986. Atualmente ela atua na 11ª Câmara Cível. Foi sócia fundadora e presidente seccional do Instituto de Direito da Família no Paraná.
A desembargadora destacou que atualmente as mulheres carregam a nação nas costas, já que 62% da força de trabalho no país é feminina e que as mulheres são chefes de família em 42% dos lares brasileiros.  “Os concursos públicos ajudaram a empoderar a mulher no mercado de trabalho”, disse Lenice Bodstein. Ela falou sobre os casos de violência contra as mulheres no Paraná e a atuação do Judiciário e do Estado para combater estes atos contra o sexo feminino.
Advogadas no Combate à violência
As advogadas Lizandra Assis e Thaise Mattar Assad estão percorrendo canteiros de obras de Curitiba para conscientizar trabalhadores da construção civil para o combate à violência contra a mulher. Elas foram convidadas pela MRV para uma série de palestras nas obras da empresa na cidade, numa campanha local da construtora com seus funcionários.
Durante uma hora, o canteiro para e se reúne para discutir temas como feminicídio e machismo. A plateia é formada por homens e mulheres e pode tirar dúvidas sobre a legislação que protege as vítimas de violência doméstica. Também foram distribuídos um panfletos que orientam sobre como identificar diferentes formas de violência: sexual, física, psicológica e patrimonial.
As ações estão percorrendo seis obras e o setor administrativos da empresa em Curitiba ao longo de maio e junho. “A iniciativa da empresa é muito interessante, por levar esse tema para um ambiente que ainda é majoritariamente masculino”, comentou a advogada Thaise Mattar Assad. “Estamos muito acostumadas a falar com as mulheres sobre esse assunto. Mas precisamos começar a trazer os homens para essa discussão também, para que façam parte dessa transformação na sociedade”.
A advogada Lizandra Assis se surpreendeu com a participação dos funcionários, que fizeram várias perguntas ao final da apresentação. “Essa troca é muito importante, porque é por meio da conscientização que podemos prevenir a violência contra a mulher”, afirma.
Mulheres afetadas pela Doença do Refluxo
De acordo com a pesquisa “Mapa dos problemas digestivos do Brasil”, conduzida pela GFK e encomendada pela Takeda, farmacêutica com mais de 237 anos de história e líder de mercado na área de gastroenterologia, o percentual de mulheres que se queixam dos sintomas da Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE) é mais que o dobro do que de homens: 38% contra 16%¹.
Porém, de acordo com o Dr. Décio Chinzon, doutor em Gastroenterologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), não há nenhuma explicação científica para as mulheres terem os sintomas mais enfatizados quando é feito o diagnóstico de DRGE e atribui a maior queixa desse público com o fato de irem mais atrás de auxílio médico do que os homens na presença dos sinais da doença.
“As mulheres tendem a procurar mais o médico quando sentem algum tipo de desconforto, até porque, elas são orientadas desde muito jovens a serem acompanhadas por um especialista. Por este fato, acredito que conheçam mais sobre a Doença do Refluxo Gastroesofágico ou tenham tido algum contato com o tema“, ressalta o médico gastroenterologista.
A pesquisa traz ainda um alerta importante: apesar de 45% das mulheres conhecerem ou já terem ouvido falar sobre a DRGE, a enfermidade é desconhecida por 60% dos brasileiros. O índice é mais agravante na proporção jovem, pois 74% das pessoas entre 18 e 24 anos nunca sequer ouviram falar da doença.
ADVB-PR e BPW-PR promovem bate-papo
Nesta  quarta-feira (26), a Associação dos Dirigentes de Vendas do Paraná (ADVB-PR) e a Business Professional Woman – seção Paraná (BPW) realizam a edição de junho do Business Connect – evento que promove todos os meses uma rodada de negócios para gerar network e discussões sobre o mercado. Nesta edição, o convidado é o executivo José Nascimento.
Com mais de 20 anos de experiência em cargos de gerência e direção de empresas nas áreas de comunicação, marketing, jornalismo, conteúdo e recursos humanos, José Nascimento traz ao Business Connect um bate-papo sobre como se reinventar para se sobressair no mercado atual.
O evento acontece às 19h no Hard Rock Café, em Curitiba. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo e-mail: eventos@advbpr.com.br ou pelo whatsapp: (41) 99128-9113.
O Business Connect tem como missão ampliar a rede de relacionamentos profissionais de executivos e empreendedores do estado do Paraná e já contou no último ano com a participação de mais de 300 pessoas e convidados de destaque, como o gerente de marketing do Festval Supermercados, Fabiano Szpyra, da presidente da ABRH-PR, Susane Zanetti, a gerente de marketing e de produto da Racco Cosméticos, Nicolle Rauen, o gerente de comunicação e marketing da Central Sicredi PR/SP/RJ, Rogério Leal, entre outros.