Skol Hops de primavera

Neste semestre a Skol Hops, depois de lançada no Nordeste, chega ao Sul do Brasil, com a primavera. Em festa realizada no domingo passado, a nova cerveja fez sua estreia em Curitiba. Já é encontrável nos bares badalados, como Shed e Taj, e pontifica nos supermercados. E chega já premiada: em agosto, foi eleita como a melhor Hoppy Pilsener do Brasil no World Beer Awards, de Londres, um dos principais prêmios cervejeiros do mundo.

?

Produzida na fábrica da Ambev em Ponta Grossa-PR, a Hops vem com o apelo de puro malte com lúpulos aromáticos e refrescantes – por enquanto apenas em latinhas  de 269 ml.

?

Skol Hops (lúpulo em inglês) traz alquimia feminina. Sua autora é a mestre cervejeira Laura Aguiar com uma equipe de especialistas. Outra mestre cervejeira, Thalita Barnabé, explica as qualidades do produto: “É uma cerveja encorpada,  mas é suave, refrescante. Harmoniza com saladas, peixes e aves”.

A cerveja possui um blend exclusivo de lúpulos importados e também de plantações no Brasil. Eles conferem o aroma especial e justificam o preço acima do valor da pilsen.

Em Curitiba, o gerente de marketing da Ambev, João Lucas Lima, lembra o  que Laura Aguiar declarou no lançamento nacional da cerveja: “Skol Hops nasce da necessidade constante da marca em inovar e surpreender o consumidor”. Ela também observou: “Destacar o lúpulo em uma cerveja que conversa com tantos consumidores como Skol é inovador e incrível para o mercado de cervejas”.

Consumo consciente

Data criada pela Ambev para reforçar o compromisso com o consumo inteligente de bebidas alcoólicas, na sexta dia 14, o Dia de Responsa teve nona edição no Paraná. Em Curitiba, a cervejaria realizou ação especial na Shed,  que recebeu em sua fachada várias mensagens de conscientização  e distribuiu água Ama personalizada com uma tag explicativa com informações para conscientizar as pessoas a ter moderação.

A mobilização também foi adotada pela Anheuser-Busch InBev (ABI), grupo do qual a Ambev faz parte, e foi realizada nos 50 países onde a empresa atua.

Na campanha deste ano, a Ambev reforçou três grandes assuntos: beber com moderação, álcool associado à direção e a ingestão de bebidas alcoólicas por menores de 18 anos. Cerca de 30 mil funcionários da cervejaria visitaram mais de um milhão de pontos de venda em todo o país.

As ações de conscientização ajudam a Ambev a contribuir com as metas globais da Anheuser-Busch InBev (ABI) para o consumo inteligente. Anunciados em 2015, os compromissos públicos tem como objetivo promover mudanças nos hábitos dos consumidores e criar uma cultura de moderação em todo o mundo. Entre as metas divulgadas estão: o aumento da participação de produtos não alcoólicos ou com baixo teor de álcool no volume total de vendas da empresa para 20% até 2025; o investimento de, no mínimo, um bilhão de dólares em campanhas e programas de conscientização dos consumidores nos próximos nove anos; a garantia de que, até 2020, todas as embalagens de cerveja trarão orientações sobre o consumo inteligente e a redução de até 10% do consumo nocivo de bebidas alcoólicas em nove cidades no mundo até 2020.

 Hábitos cervejeiros

A startup MindMiners e a A.T. Kearney realizaram um estudo para entender o hábito de consumo de cerveja dos brasileiros. Afinal,  as cervejas artesanais começaram a ganhar espaço em um dos maiores mercados da bebida no mundo.

Eis as principais descobertas da pesquisa feita com mil consumidores:

Skol e Brahma continuam sendo as marcas mais conhecidas pelo consumidor brasileiro, mas Itaipava, Antártica, Heineken e Bohemia também têm conhecimento acima de 90%;

Skol (21%) e Heineken (16%) são as preferidas entre os entrevistados;

Heineken e Budweiser são as marcas com maior força (preferência dos consumidores nos canais de consumo mais relevantes);

O consumo de cerveja mais frequente ocorre em casa, enquanto restaurantes aparecem como o canal com menor frequência;

O principal motivo para consumir cerveja artesanal é o sabor, mas a cultura e a moda têm um impacto significativo;

O estudo identificou que a regionalidade e a idade dos entrevistados impactam diretamente seu perfil de consumo, além de indicar a associação que os consumidores fazem com as marcas:

Heineken: esportes;

Skol: praia e Carnaval;

Eisenbahn: restaurantes;

Itaipava: festas de rua;

Original: bares e botecos.

Outras descobertas do estudo incluem:

Cervejas Artesanais

12% dos entrevistados consomem com frequência;

53% já tomou algumas vezes;

Maioria dos consumidores têm entre 25 e 40 anos e são principalmente homens.

Região

No Sul, Bohemia e Eisenbahn aparecem entre as top 5 preferidas em restaurantes (23% e 22%, respectivamente)

Classe social

Heineken e Budweiser se destacam em restaurantes, festas/baladas e em casa independente da classe social (na classe C, a média de preferência das duas marcas nesses canais é de 38%)

Gênero

Na balada, a preferência por Skol das mulheres é maior que a dos homens (38% x 31%)

Idade

Acima dos 41 anos, a preferência por Antártica nos bares é alta (41%, ante 21% da média da marca em todas as idades).

Patagonia nas alturas

Para comemorar sua versão em lata, a Cerveceria Patagonia celebra com os passageiros da Azul, neste mês. Em parceria com a companhia aérea, ela está sendo servida nos voos com destino ou saída de Florianópolis, Curitiba e Porto Alegre, nas viagens das 16 às 22h.

Até então, no Brasil, a Patagonia sempre teve suas cervejas vendidas somente em garrafas.  Inicialmente, a escolhida para introduzir a novidade em lata de 473ml foi a Amber Lager, primeira receita da marca, feita com lúpulos plantados e colhidos em sua fazenda localizada em Fernandez Oro, na Patagônia Argentina.

“Com a lata, conseguimos estar presentes em mais momentos, desde um encontro entre amigos até as ocasiões a sós na natureza. Tudo isso, trazendo versatilidade para o consumo. E para passar essa mensagem, nada melhor que nos unir a uma companhia que valoriza a experiência, como nós, para mostrar que o caminho, pode sim, ser tão prazeroso quanto o destino”, diz Nathalia Cajueiro, responsável pelo marketing da Patagonia no Brasil.

E desde o dia 15, as latas também podem ser encontradas nas grandes redes de supermercados de toda a região sul do Brasil.

 

Estágio na Ambev

O Programa de Estágio 2019 da Cervejaria Ambev, eleita uma das cinco empresas dos sonhos dos jovens segundo pesquisa da consultoria Cia. De Talentos, está com as inscrições abertas até 1 de outubro. Podem se inscrever jovens de todo o país, dos mais variados cursos de formação e instituições de ensino, que sejam apaixonados pelo universo cervejeiro, tenham vontade de empreender e crescer na carreira.

Os interessados devem integrar as turmas que irão se formar até o segundo semestre de 2020, ou seja, penúltimo e último ano de seus respectivos cursos. O estágio tem duração de até dois anos, há vagas disponíveis em todos os Estados e praticamente todas as áreas da Cervejaria Ambev.

“Nós buscamos jovens autênticos e proativos, que não tenham medo de inovar, dar opinião e conquistar resultados cada vez melhores. Temos uma cultura da qual nos orgulhamos muito e queremos profissionais que compartilhem desse sentimento”, declara Camilla Tabet, diretora de desenvolvimento e gente da Cervejaria Ambev.

Entre os benefícios oferecidos aos selecionados estão bolsa-auxílio, refeição, vale-transporte e possibilidade de efetivação.

As inscrições têm que ser feitas pelo site www.ambev.com.br/carreiras/trabalhe-conosco/estagio/.