A compra e a venda de produtos pela internet superaram os 5,534 bilhões de euros (R$ 14,5 bilhões) na China em 2007, apesar de esse tipo de transação não ser um costume no país.

A compra e a venda de produtos pela internet superaram os 5,534 bilhões de euros (R$ 14,5 bilhões) na China em 2007, apesar de esse tipo de transação não ser um costume no país, informou ontem a agência estatal "Xinhua".

Segundo o relatório do Centro Chinês de Pesquisas sobre a Internet (iResearch) e o site Taobao.com, líder de vendas na web, as transações realizadas pela internet representaram menos de 1% do total no país asiático.

Apesar de a China já ter mais de 210 milhões de internautas e ser, com os Estados Unidos, o país com o maior número de usuários da internet, somente 26% (cerca de 55 milhões) tentaram efetuar uma compra pela rede.

No entanto, o rápido ritmo de crescimento no número de internautas na China sugere, segundo o relatório, que as compras pela rede representem, até 2012, entre 5% e 8% das aquisições realizadas no país.

As possibilidades de crescimento da internet na China continuam sendo enormes, já que 84% da população chinesa ainda não tem acesso a computadores.