Coluna Archi & Design – 14-09-2018

582

Sabor com charme contemporâneo: a arquitetura do Jamie’s Italian Curitiba

 Inaugurado há pouco tempo na capital paranaense, o restaurante Jamie’s Italian Curitiba é a terceira casa a ser aberta com a chancela do inspirador chef inglês Jamie Oliver em todo o Brasil. Seguindo o padrão mundial, o menu é, de fato, irresistível. Moderno, sofisticado, criativo e único, traz opções deliciosas de massas, pizzas, sobremesas e drinks.

O ar cool do restaurante, elegante e despojado ao mesmo tempo, convida a ficar e desfrutar da boa mesa e boas companhias na casa, localizada no piso L2 do Pátio Batel. O espaço de 510 m2 ocupado pelo Jamie’s Italian Curitiba foi todo projetado para valorizar os prazeres da boa gastronomia, com estilo e bem-estar.

Personalizado e atento, o atendimento também merece destaque, fechando a tríade de ouro da excelência em gastronomia: menu + ambiente + serviço.

Nesta coluna, tratamos do universo original, que evoca o charme das boas cantinas italianas, do Jamie’s Italian Curitiba não apenas no cardápio e sua execução, mas também na atmosfera proporcionada ao cliente a partir de seu projeto arquitetônico. Assinado pela arquiteta Bruna Pavoni, do escritório Montserrat Arquitetura, seu conceito evolui a partir da cozinha como núcleo central, que leva aos três ambientes da casa, cada um com proposta individualizada.

Os três ambientes são: entrada, salão principal e área externa. A proposta de um ambiente exclusivo, contemporâneo e de um luxo descomplicado e acolhedor é um ponto de coesão nos três espaços. O projeto, revela a arquiteta, foi desenvolvido em sinergia com o escritório em Londres, e conforme as diretrizes do padrão internacional da bandeira Jamie’s Italian. “No entanto, tivemos liberdade para adicionar elementos que garantissem um tom de exclusividade à unidade curitibana, como é possível observar também em outros restaurantes da rede pelo mundo”, assinala.

No primeiro ambiente, da entrada, a varanda estabelece a transição, com suavidade e personalidade, do espaço do mall para o do restaurante. “Na entrada temos a varanda, em que ainda estamos inseridos no contexto do shopping, com a conexão visual de todos que percorrem o espaço externo. É a ligação entre externo e interno, por isso optamos por elementos vibrantes que chamam a atenção”, explica a arquiteta.

Na sequência, adentrando no salão principal, há dois elementos-chaves na construção da personalidade atual e diferenciada da casa. “Temos o grafite produzido pelo artista curitibano Michael Devis que contrasta com os dois lustres de cristal”, aponta.

Projetado sob uma perspectiva mais intimista, com luz baixa e alta qualidade sonora, proporcionada pelos forros acústicos, o salão principal traz ainda a cozinha aberta com o grande expositor do bar, característica marcante dos restaurantes da rede. “Buscamos transformar a cozinha em, realmente, um palco onde os clientes poderiam acompanhar a produção dos pratos criados por Jamie Oliver e o italiano Gennaro Contaldo”, destaca Bruna Pavoni.

No terceiro ambiente, a área externa, um elemento de destaque é a maior conexão com a natureza proporcionada pela vista do Parque Gomm, que percorre as laterais do restaurante. “Esse espaço foi contornado delicadamente por ripados em madeira que descem do forro, como uma releitura da forma da famosa estufa do Jardim Botânico, mas mantendo elementos do restaurante como a iluminação âmbar e os estofados laranjas, garantindo assim uma conexão entre o ambiente interno e externo do restaurante”, conta a arquiteta.

Além da madeira, presença de destaque nos forros e acabamentos, em composição com os móveis trabalhados em serralheria, reforçando a linguagem industrial do projeto, mais um material utilizado de forma expressiva foram os azulejos. Com design original, realçam a proposta de um estilo urbano e moderno, aquecido pela iluminação em tons de âmbar e valorizado, com classe, pelos lustres de cristal que adornam a casa.  “Trabalhamos de forma que de dia e de noite tenha-se uma iluminação agradável, com uma luz mais quente”, salienta Bruna Pavoni, que observa: “Quebramos a predominância do estilo urbano com os dois pendentes de cristais, garantindo um toque mais sofisticado”.

Crédito foto: Marcelo Elias

O ambiente de elegância descontraída e contemporânea do Jamie’s Italian Curitiba foi projetado pela arquiteta Bruna Pavoni, do escritório Montserrat Arquitetura, para receber bem o cliente, com conforto e toques de sofisticação e originalidade

 

Crédito – Valterci Santos

Os lustres de cristal, em contraste com as cores vibrantes dos assentos estofados e com o trabalho artístico do grafite de Michael Devis, entre outros elementos, realçam a proposta de refinamento cool do projeto

 

Crédito foto: Valterci Santos

A iluminação intimista é outro atrativo do projeto arquitetônico da casa, a terceira no Brasil, realçando a proposta acolhedora, para desfrutar dos prazeres da mesa com bem-estar.