A Cinemateca de Curitiba sedia a mostra inédita Dias do Cinema Ucraniano no Brasil, que começa nesta terça-feira 25, às 19h. Na tela, o longa Nobres Vagabundos, do diretor Oleksandr Berezan – um dos representantes da atual cinematografia produzida na Ucrânia. (Curitiba abriga cerca de 80% dos cerca de um milhão de ucranianos e descendentes vivendo no Brasil).

A entrada é grátis para toda a programação que prossegue até domingo, sempre às 19h. São seis filmes – cinco do atual período do cinema ucraniano e um clássico –, contemplando comédia, drama místico, fantasia, aventura e ação. Entre os títulos exibidos, Nível de Preto, de Valentyn Vassyanovich, foi a indicação ucraniana para concorrer como Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2017.

O embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko, e o presidente da Representação Central Ucraniano Brasileira, Vitório Sorotiuk, participarão da solenidade de abertura nesta terça. Swgunso as autoridades, a Ucrânia vive um boom cinematográfico. O financiamento governamental dedicado à produção de filmes e TV tem aumentado a cada ano desde 2015, subindo para 1 bilhão de hryvnyas (quase US $ 36 milhões) em 2018, com um montante similar previsto para 2019.

Em 2016, o Estado contribuiu financeiramente para a produção de quatro longas-metragens, cinco curtas-metragens, nove filmes de animação e 17 documentários. Em 2017, os números cresceram para 17 filmes, 12 curtas, cinco filmes de animação e treze documentários. Até o final do ano de 2018 a Ucrânia estreou vinte longas-metragens.

Programa

25/6

Nobres Vagabundos (2018/103 min/ ação/comedia/12 anos)

Diretor: Oleksandr Berezan. Elenco: Iryna Gryshak, Ivan Sharan, Yuriy Khvostenko.

História engraçada sobre aventureiros da cidade de Lviv que, entre 1938 e 1939, vivem sob o lema: “Por amor a Lviv, mulheres e piadas”. Para tornar a vida mais interessante, os nobres vagabundos buscam aventuras. De repente, tornam-se guardiões de uma jovem e bela menina e suas aventuras ganham novo impulso.

26/6

Portão (2017/107 min/ drama místico /16 anos)

Diretor: Volodymyr Tykhiy. Elenco: Irma Vitovska, Vitalina Bibliv, Yaroslav Fedorchuk.

História de uma família que vive na zona de exclusão de Chornobyl. A matriarca, vovó Prissia, amiga da sereia, come ocasionalmente cogumelos alucinógenos, e em algum momento durante a Segunda Guerra Mundial, ela mata doze soldados nazistas. Ela mora com seu neto, Vovchyk, e a filha doente Slava, deixada pelo marido. De repente, a vida habitual deles se acaba: a matriarca recebe uma advertência mística de que uma catástrofe que acontecerá no futuro próximo, deve ser evitada.

27/6

Nível de preto  (2016 /91 min / drama /16 anos)

Diretor: Valentyn Vassyanovich. Elenco: Kostiantyn Mokhnach, Keteryna Molchanova.

O 50º aniversário é o começo de uma fase complexa na vida do fotógrafo de casamentos Kostya, cujo trabalho é registrar a felicidade dos outros. Tudo o que ele ama está desaparecendo, embora não existam muitas coisas para guardar na vida dele: o pai, paralisado após de AVC, uma amiga estilista da revista de casamento, um gato velho e algumas fotos em que ele é jovem e feliz. O filme foi o candidato da Ucrânia para a cerimônia do 90º aniversário do Oscar na categoria “O Melhor Filme Estrangeiro”.

28/6

Um pergaminho desaparecido (1972 /79 min /Comédia /12 anos)

Diretor: Borys Ivchenko. Elenco: Ivan Mykolaychuk, Fedir Strygun, Galyna Dolgozviaga, Lidia Beloziorova (Vakula).

Comédia heroica baseada na história de Mykola Gogol. Trata da aventura dos cossacos Vasil e Andriyna e sua viagem a São Petersburgo para entregar a carta de Hetman à Rainha e, depois disso, sobre o feliz retorno deles à sua aldeia.

29/6

Nome de guerra “Banderas” (2018 / 113 minutos / Drama / 16 anos)

Diretor: ZazaBuadze.  Elenco: Oleg Shulga, Sergiy Lefor, Anton Andriushenko, Volodymyr Romando, Oleg Voloschenko, Yuliya Chepurko.

No outono de 2014, na zona de Operação Antiterrorista na Ucrânia, um grupo de inteligência liderado por um experiente capitão, Anton Sayenko (nome de guerra “Banderas”), tenta impedir a sabotagem e neutralizar o equipamento russo Khodok. A tarefa é complicada pelo fato de os eventos ocorrem perto da aldeia de Banderas.

30/6

Fortaleza (2018 / 111 min / Fantasia/Aventura / 6 anos)

Diretor: YuriiKovaliov. Elenco: Danyil Kamenskyi, Yeva Kosheva, Roman Lutskyi, Natalia Sumska.

Durante o eclipse solar, o menino Vitko volta mil anos no passado e vai parar em Rus de Kyiv (confederação de tribos eslavas do Leste Europeu dos séculos IX ao XIII), no auge da batalha decisiva entre bem e mal. Ele tem uma pedra mágica que lhe dá poderes como os de heróis lendários, sobre os quais leu. Enfrentam, então, a magia maléfica e um exército liderado por um gigantesco monstro de pedra. Da coragem do menino depende o futuro.

Anote: A Cinemateca de Curitiba situa-se à Rua Carlos Cavalcanti, 1174. Horário único 19h. Ingresso: Entrada Franca