Cine Móvel leva o cinema para 39 municípios do Paraná

544

Projeto do Festival de Cinema da Bienal exibirá filmes nacionais no Cinema na Praça, além de realizar sessões de curtas e oficina de cinema no celular nas escolas

Cena do filme O que queremos para o mundo, direção de Igor Amin

O Cine Móvel irá percorrer o Paraná a partir de 14 de março até 10 de maio, exibindo filmes nacionais no “Cinema na Praça”. Os longas escolhidos são “Benzinho” (direção de Gustavo Pizzi, 2016), “O que queremos para o mundo” (Igor Amin, 2016) e “Pela janela” (direção de Carolina Leone, 2018).

O evento realizado pela Bienal de Curitiba, além das exibições de filmes ao ar livre, atua em outras duas frentes: “Oficina de Cinema no Celular” e “Cinema na Escola”. Cada uma das iniciativas trabalhará o cinema de uma forma diferente: nas escolas, os jovens irão produzir, da ideia à edição, curtas de até um minuto. Além disso, num segundo momento, irão acompanhar a exibição de filmes nacionais seguidos de reflexões e debates com o direcionamento pedagógico. Já, no “Cinema na Praça” a comunidade poderá assistir aos filmes produzidos pelos alunos durante as oficinas antes da apresentação do longa-metragem.

Cena do filme Pela Janela, direção de Carolina Leone

Para o Cine Móvel, dentro de cada microrregião do estado, foi selecionado um município para receber as atividades do projeto. Os municípios que receberão a itinerância são: Campina Grande do Sul, Palmeira, Cerro Azul, Lapa, Rio Azul, Corbélia, Guaíra, Itaipulândia, Capanema, Santo Antonio do Sudoeste, General Carneiro, Palmas, Coronel Vivida, Laranjeiras do Sul, Prudentópolis, Floraí, Loanda, Rondon, Cruzeiro do Oeste, Goioerê, Pitanga, Luiziania, Ivaiporã, Jandaia do Sul, Porecatu, Ibiporã, Assaí, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Wenceslau Braz, Ibaiti, Faxinal, Mandaguari, Astorga, Guaratuba, Senges, São Mateus do Sul, Rio Negro e Tibagi.

Longas brasileiros

Cena do filme Benzinho, direção de Gustavo Pizzi

O filme “Benzinho” (2016), dirigido por Gustavo Pizzi, tem a classificação livre e conta a história de um casal e seus quatro filhos, cuja mãe terá poucos dias para superar a ansiedade e ganhar forças antes de mandar um deles para o mundo – jogar handebol na Alemanha. O filme é estrelado por Adriana Esteves, Otávio Müller, Karine Teles e Konstantinos Sarris.

Também de classificação livre, o filme “O que queremos para o mundo” é de 2016 e dirigido por Igor Amin. A história gira em torno de uma menina tímida, dona de um mundo interno cheio de fantasias e imaginação. E quando seu professor de música pede para a turma criar uma apresentação de grupo, ela se vê desafiada a transmitir toda a sua criatividade e, com a ajuda de amigas, o trabalho escolar se transforma numa experiência única.

Na exibição ao ar livre – com classificação 12 anos – será apresentado o filme “Pela janela”, uma coprodução brasileira e argentina, dirigida por Carolina Leone. Estrelado por Magal Biff e Cacá Amaral, o longa conta a história de uma operária de 65 anos que dedicou sua vida ao trabalho e foi demitida. Deprimida, seu irmão decide levá-la até Buenos Aires, uma viagem que lhe mostrará um mundo desconhecido e distante de sua vida cotidiana, proporcionando-lhe mudança interior.

O projeto Cine Móvel, do Festival de Cinema da Bienal de Curitiba, acontece em 39 municípios paranaenses, tem a parceria das prefeituras municipais, incentivo do Governo do Estado do Paraná por meio do Profice (Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura do Paraná) e apoio da Copel e lojas Havan.