Foto: José Fernando Ogura/AEN

As fortes chuvas que atingiram a metade Leste do Paraná nesta quarta e quinta-feira (18 e 19) afetaram 20.033 pessoas e danificaram 5.450 residências, de acordo o boletim da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, atualizado às 9h30 desta sexta-feira (20). As chuvas, granizos e vendavais afetaram 24 municípios da Região Metropolitana de Curitiba, Campos Gerais, Centro e Centro-Sul do Estado.

Permanecem desalojadas 153 pessoas e oito estão desabrigadas. Uma ficou ferida no município de Fernandes Pinheiro. A cidade mais atingida foi Carambeí (Campos Gerais), onde 2 mil casas foram danificadas, afetando 6.120 pessoas e deixando oito desabrigadas. Em São José dos Pinhais (RMC) foram 500 casas danificadas e 2 mil pessoas afetadas. Em Curitiba, a tempestade com granizo danificou 800 residências e afetou 3,2 mil pessoas. Contenda também contabiliza 800 casas e 2.060 pessoas afetadas.

Segundo a Prefeitura da Capital, foram registradas 52 solicitações para remoção de quedas de árvores e galhos grandes. Uma casa ficou destruída em Piraquara e outras 27 danificadas. A Defesa Civil está acompanhando as ocorrências, mas ainda não precisou fazer algum atendimento emergencial.

As regiões do Estado mais afetadas pelo temporal – Leste e Centro-Sul – concentram ainda 5,7 mil unidades consumidoras (UCs) sem energia. No Leste, os municípios que ainda possuem maior número de unidades à espera do retorno do serviço (cerca de 3,3 mil) são Antonina, Rio Branco do Sul e Rio Negro. Em todas elas, porém, menos de 5% do total de unidades consumidoras atendidas segue nessa situação.

No Centro-Sul, restam ainda sem energia cerca de 2,4 mil unidades consumidoras, principalmente nos municípios de Teixeira Soares (8% das UCs) e Fernandes Pinheiro (menos de 5% das UCs). Em Curitiba, no momento, são apenas 296 UCs desligadas no momento, correspondente a 0,04% do total de consumidores atendidos.

Desde quarta-feira (18), a Copel mobilizou mais de 400 funcionários e 200 veículos para atuar na recuperação da rede e no restabelecimento da energia para milhares de unidades consumidoras especialmente nas regiões Leste e Centro-Sul do Paraná. Mais de 280 mil consumidores foram afetados alternadamente durante a ocorrência.