Chanceleres do G7 concordam em realizar esforços conjuntos para combater o coronavírus

301

Os Ministros das Relações Exteriores das nações pertencentes ao G7 confirmaram na quarta-feira que seus países vão trabalhar juntos para conter a disseminação do novo coronavírus.

A reunião estava marcada para acontecer nos Estados Unidos mas foi modificada para uma videoconferência devido a preocupação sobre a pandemia. Foi a primeira vez que uma reunião ministerial de chanceleres do G7 ocorreu por videoconferência.

Os chanceleres confirmaram que seus respectivos países vão compartilhar as lições e conhecimentos aprendidos a partir das medidas tomadas contra o vírus. Afirmaram que vão cooperar no controle de fronteiras e trabalhar para o desenvolvimento conjunto de remédios e vacinas.
Além disso, também concordaram em tomar iniciativa para oferecer apoio a países em desenvolvimento, onde há temores de que o vírus ainda vá se espalhar.

Já em relação à decisão de adiar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio por cerca de um ano, o chanceler japonês Toshimitsu Motegi afirmou que gostaria que os Jogos fossem realizados quando puderem ocorrer de forma completa. Os demais participantes apoiaram a declaração.