O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, enfatizou a escolha de Curitiba para sediar a 1ª Reunião do Grupo BRICS 2019 durante a abertura oficial do encontro nesta quarta-feira à noite (14/03), no centro histórico da capital.

“O perfil inovador de Curitiba é um dos pilares do BRICS. Curitiba tem oferecido ao Brasil medidas de transporte urbano e planejamento”, destacou ele. “É a cidade mais inovadora do país.”

Ao lado do prefeito Rafael Greca e da primeira-dama Margarita Sansone, o chanceler brasileiro recebeu no Memorial de Curitiba as delegações de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Nesta quinta e sexta-feira (14 e 15/03) os cerca de 55 representantes diplomáticos participam das reuniões de trabalho do grupo, no Salão de Eventos do Parque Barigui.

“Com alegria, a mais inovadora das cidades do Brasil recebe os membros da reunião”, disse o prefeito.

O encontro é preparatório para XI Cúpula, que terá a presença dos presidentes dos países-membro, no mês de novembro, em Brasília. O Brasil exerce, em 2019, a presidência de turno do BRICS.

O vice-governador do Paraná, Darci Piana, representou o governador Carlos Massa Ratinho Júnior. Tambpem participou da cerimônia o vice-prefeito Eduardo Pimentel, entre várias outras autoridades.

Inovadora
O chanceler citou como exemplos do pioneirismo curitibano o sistema de transporte conhecido como BRT (Bus Rapid Transit), utilizado em várias cidades há décadas, e também o Worktiba, primeiro coworking público municipal instalado nas capitais.

“Por ser inovadora, não havia cidade mais apropriada para este evento. Também pela diversidade de culturas de Curitiba e do Paraná, razões que são motivo de orgulho para todo o Brasil”, destacou Araújo.

Agradecendo à “maravilhosa recepção de Curitiba”, Araújo disse que “o Itamaraty é muito grato à generosidade da Prefeitura”.