Cerca de 40 servidores foram afastados do HU por serem de grupos de risco

345

Uma Internauta entrou em contato com a imprensa, na manhã de hoje (26), questionando o fechamento de alas no Hospital Universitário. Segundo o relato da mulher que se identificou como funcionária do HU, duas alas já foram fechadas.

Ela conta que a justificativa repassada aos funcionários, é de que os enfermeiros e técnicos das Alas G2 e F2 seriam remanejados para atender na ala covid-19. E os pacientes que estavam nas alas fechadas foram levados para ala G3.

A mulher questiona a necessidade desse remanejamento de funcionários, já que na ala covid-19 até o momento existe apenas uma paciente internada, ela questiona também o número de servidores lavados para lá, se o local tem apenas 15 leitos. Além disso ela relata a superlotação na ala G3 que irá abrigar pacientes de outras alas durante a mudança.

Procuramos o Hospital Universitário para esclareceu por meio de nota:

“A direção do Hospital Universitário do Oeste do Paraná (Huop) informa que a primeira ala foi fechada para remanejar equipe para ala Covid-19. Sobre o dimensionamento da equipe para cuidar de pacientes com suspeita da doença, em ventilação mecânica, que é o caso da unidade, necessita de um número maior de funcionários do que uma enfermaria convencional. A segunda enfermaria a ser fechada vem de encontro ao decreto do Estado, onde determina o afastamento compulsório de servidores maiores de 60 anos e com doenças crônicas, gerando um impacto de cerca de 40 funcionários até o momento. O fechamento de tais unidades foi em comum acordo com a Secretária de Estado da Saúde e 10ª Regional de Saúde”.

Fonte: o Portal Tarobá News